Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.uol.com.br/album/2013/01/26/rebeliao-de-presos-na-venezuela-acaba-com-mais-de-50-mortos.htm
  • totalImagens: 14
  • fotoInicial: 10
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20130126043744
    • Venezuela [5619];
    • prisão [20452]; Rebelião de presos [53921];
Fotos
25.jan.2013 - Detento ferido chega a hospital da cidade de Barquisimeto, no noroeste da Venezuela. Uma rebelião no presídio Uribana deixou ao menos 61 mortos e 120 feridos após o enfrentamento entre presos e forças policiais venezuelanas Misael Castro/Diario El Informador/Efe Mais
25.jan.2013 - Parentes de presos reagem às notícias em meio à rebelião no presídio de Uribana, na cidade de Barquisimeto, noroeste da Venezuela. O motim explodiu após a imprensa do país divulgar, inadvertidamente, uma operação de busca de armas dentro da penitenciária, superlotada, e considerada a mais perigosa da Venezuela Diario el Informador/Reuters Mais
25.jan.2013 - Socorrista conduz um homem não identificado durante rebelião no presídio de Uribana, na cidade de Barquisimeto, noroeste da Venezuela. O motim explodiu após a imprensa do país divulgar, inadvertidamente, uma operação de busca de armas dentro da penitenciária feita pela polícia venezuelana. Ao menos 61 pessoas morreram e 120 ficaram feridas na ação para controlar os detentos Diario el Informador/Reuters Mais
25.jan.2013 - Membros da Guarda Nacional venezuelana se abrigam durante confronto do lado de fora da penitenciária de Uribana, na cidade de Barquisimeto, noroeste da Venezuela. Ao menos 61 pessoas foram mortas e 120 ficaram feridas em confrontos entre detentos rebelados e forças policiais Dedwinson Alvarez/Diario El Impulso/AFP Mais
25.jan.2013 - Membros da Guarda Nacional venezuelana se abrigam durante confronto do lado de fora da penitenciária de Uribana, na cidade de Barquisimeto, noroeste da Venezuela. Ao menos 61 pessoas foram mortas e 120 ficaram feridas em confrontos entre detentos rebelados e forças policiais. Uribana é considerado o presídio mais perigoso da Venezuela Dedwinson Alvarez/Diario El Impulso/AFP Mais
26.jan.2013 - Parentes de presidiários rezam fora da penitenciária Uribana, no Estado de Lara, na Venezuela, neste sábado (26), um dia após o motim que deixou pelo menos 61 pessoas mortas e 120 feridas Leo Ramirez/AFP Mais
26.jan.2013 - Parentes de presidiários protestam fora da penitenciária Uribana, no Estado de Lara, na Venezuela, neste sábado (26), um dia após o motim que deixou pelo menos 61 pessoas mortas e 120 feridas Carlos Garcia Rawlins/Reuters Mais
26.jan.2013 - Parentes de presidiários rezam fora da penitenciária Uribana, no Estado de Lara, na Venezuela, neste sábado (26), um dia após o motim que deixou pelo menos 61 pessoas mortas e 120 feridas Carlos Garcia Rawlins/Reuters Mais
26.jan.2013 - Membros da Guarda Nacional venezuelana ficam de guarda fora da penitenciária Uribana, no Estado de Lara, na Venezuela, neste sábado (26), um dia após o motim que deixou pelo menos 61 pessoas mortas e 120 feridas Carlos Garcia Rawlins/Reuters Mais
26.jan.2013 - Parente de presidiário vítima de uma rebelião na penitenciária Uribana, no Estado de Lara, na Venezuela, chora enquanto participa de um protesto neste sábado (26), um dia após o motim que deixou pelo menos 54 pessoas mortas e 90 feridas Carlos Garcia Rawlins/Reuters Mais
26.jan.2013 - Parentes de presidiários rezam fora da penitenciária Uribana, no Estado de Lara, na Venezuela, neste sábado (26), um dia após o motim que deixou pelo menos 61 mortos e 120 feridos Leo Ramirez/AFP Mais
26.jan.2013 - Parentes de presos carregam o caixão de uma vítima de uma rebelião que eclodiu na penitenciária Uribana, no Estado de Lara, na Venezuela. O motim aconteceu na sexta-feira (25), após a imprensa do país divulgar, inadvertidamente, uma operação de busca de armas dentro da penitenciária, superlotada, e considerada a mais perigosa da Venezuela. Pelo menos 61 pessoas foram mortas e 120 ficaram feridas Leo Ramirez/AFP Mais
26.jan.2013 - Parente de um dos detentos mortos na sexta-feira (25) durante rebelião que eclodiu na penitenciária Uribana, no Estado de Lara, na Venezuela, espera do lado de fora de um necrotério onde o corpo será velado, neste sábado (26). O motim aconteceu na sexta-feira (25), após a imprensa do país divulgar, inadvertidamente, uma operação de busca de armas dentro da penitenciária, superlotada, e considerada a mais perigosa da Venezuela. Pelo menos 54 pessoas foram mortas e 90 ficaram feridas Leo Ramirez/AFP Mais
26.jan.2013 - Parentes de presidiários vítimas de uma rebelião na penitenciária Uribana, no Estado de Lara, na Venezuela, choram enquanto participam de um protesto neste sábado (26), um dia após o motim que deixou pelo menos 54 pessoas mortas e 90 feridas Pausides Torrealba/EFE Mais

Rebelião de presos na Venezuela acaba com mais de 60 mortos

Últimos álbuns de Notícias



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos