Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.uol.com.br/album/2014/04/17/caso-bernardo.htm
  • totalImagens: 16
  • fotoInicial: 15
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20140417121506
    • RS [5107];
    • Assassinato em família [9253];
Fotos
15.abr.2014 - O menino Bernardo Uglione Boldrini, 11, foi encontrado morto em um matagal na cidade de Frederico Westphalen (a 447 km de Porto Alegre). O pai do garoto, o médico Leandro Boldrini, a madrasta, a enfermeira Graciele Ugulini, e uma amiga dela, a assistente social Edelvânia Wirganovicz, são suspeitos e foram presos preventivamente. O corpo foi encontrado na segunda-feira (14), enterrado em um matagal. O pai do garoto chegou a registrar um boletim de ocorrência do desaparecimento Reprodução Mais
15.abr.2014 - A Polícia Civil prendeu na noite de segunda-feira (14) o pai, a madrasta e uma mulher sob suspeita de participarem da morte de Bernardo Uglione Boldrini, 11, desaparecido há dez dias em Três Passos, Rio Grande do Sul. A prisão do trio é preventiva, de acordo com a polícia. Há suspeitas de que a madrasta do menino, a enfermeira Graciele Ugolini, 32, o assassinou com uma dose letal de analgésico e se livrou do corpo enterrando-o às margens de um rio em Frederico Westphalen (RS), onde a família morava. Graciele teria sido ajudada pela amiga e assistente social Edelvânia Wirganovicz Vinicius Araujo/Agência RBS/Agência O Globo Mais
15.abr.2014 - Familiares e amigos comparecem ao velório de Bernardo Uglione Boldrini, 11, nesta terça-feira (15) no ginásio do colégio Ipiranga, em Três Passos, no noroeste do Rio Grande do Sul, onde ele estudava. O corpo do garoto foi encontrado por volta das 19h30 nesta segunda-feira (14) enterrado em uma propriedade rural na cidade de Frederico Westphalen, a 447 km de Porto Alegre e a 80 km da cidade de Três Passos, onde o menino morava. A Polícia Civil prendeu o pai, a madrasta e uma mulher sob suspeita de participarem da morte do menino, que estava desaparecido há dez dias Marcelo Oliveira/Agência RBS/Estadão Conteúdo Mais
16.abr.2014 - O menino Bernardo Uglione Boldrini, 11, foi velado na noite de terça-feira (15), na capela 3 do Hospital de Caridade de Santa Maria, no Rio Grande do Sul. A foto foi divulgada nesta quarta-feira (16). Bernardo foi encontrado morto na noite de segunda-feira (14), em Frederico Westphalen, após ficar desaparecido por 10 dias. O pai, a madrasta e uma amiga do casal, que teriam dito onde estava o corpo, foram presos preventivamente. A delegada responsável pelo caso, Caroline Bamberg Machado, acredita na culpa do casal: "Eu não tenho dúvida da participação deles, o que precisamos e o que é importante para conseguir uma condenação é identificar o que cada um fez, qual é a parcela de culpa de cada um" Jader Benvegnú/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais
16.abr.2014 - O menino Bernardo Uglione Boldrini, 11, foi enterrado na manhã desta quarta-feira (16), no Cemitério Ecumênico Municipal de Santa Maria. Bernardo foi encontrado morto na noite de segunda-feira (14), em Frederico Westphalen, após ficar desaparecido por 10 dias. O pai, a madrasta e uma amiga do casal, que teriam dito onde estava o corpo, foram presos preventivamente. A polícia desconfiou dos depoimentos contraditórios das duas mulheres e conseguiu pistas do garoto Jader Benvegnú/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais
17.abr.2014 - Leandro Boldrini, 38, e Graciele Ugulini, 32, pai e madrasta de Bernardo. Segundo a polícia, a madrasta do menino matou a criança e a enterrou com a ajuda da assistente social Edelvania Wirganovicz, 40. A participação física do pai do garoto ainda é uma incógnita. A maior suspeita dos policiais é que ele tenha auxiliado no planejamento e na ocultação do crime. Os três --que estão presos-- devem ser indiciados por homicídio qualificado Reprodução/Facebook Mais
17.abr.2014 - A assistente social Edelvania Wirganovicz, 40, presa por suspeita de participar do assassinato do menino Bernardo Uglione Boldrini, 11, em Três Passos, no norte gaúcho, pode ter agido motivada por dinheiro. Essa é uma das explicações que a Polícia Civil tem para o seu envolvimento no caso Reprodução/Facebook Mais
22.abr.2014 - Colegas de escola do garoto Bernardo Uglione Boldrini, encontrado morto no interior do Rio Grande do Sul, voltaram às aulas nesta terça-feira (22), em Três Passos, onde o menino morava. Após três dias de luto e o feriado da Semana Santa, os estudantes foram reunidos no pátio da escola para uma homenagem ao amigo de 11 anos, que frequentava o sexto ano do ensino fundamental Carlos Macedo/Agência RBS/Estadão Conteúdo Mais
24.abr.2014 - Agentes do IGP (Instituto-geral de Perícias) examinam a cova onde foi encontrado enterrado o corpo de Bernardo Boldrini, 11, às margens de um rio na cidade de Frederico Westphalen, no Rio Grande do Sul. Eles refizeram o trajeto que teria sido percorrido pela madrasta, Graciele Ugulini, com o enteado na sexta-feira (4). A data é apontada pelas investigações como o dia em que o estudante foi morto por Graciele com a ajuda de uma amiga Carlos Macedo/Agência RBS/Estadão Conteúdo Mais
28.abr.2014 - O quarto do menino Bernardo Uglione Boldrini, 11, é fotografo nesta segunda-feira (28) na cidade de Três Passos (RS). O corpo da criança foi encontrado em uma cova rasa em um matagal na cidade de Frederico Westphalen (447 km de Porto Alegre), no último dia 14. O pai do garoto, Leandro Boldrini, a madrasta, Graciele Ugolini, e a assistente social Edelvânia Wirganovicz estão presos sob suspeita de participação no crime Carlos Macedo/Agência RBS/Estadão Conteúdo Mais
28.abr.2014 - O quarto do menino Bernardo Uglione Boldrini, 11, é fotografo nesta segunda-feira (28) na cidade de Três Passos (RS). O corpo da criança foi encontrado em uma cova rasa em um matagal na cidade de Frederico Westphalen (447 km de Porto Alegre), no último dia 14. O pai do garoto, Leandro Boldrini, a madrasta, Graciele Ugolini, e a assistente social Edelvânia Wirganovicz estão presos sob suspeita de participação no crime Carlos Macedo/Agência RBS/Estadão Conteúdo Mais
28.abr.2014 - Brinquedos fotografados nesta segunda-feira (28) no quarto do menino Bernardo Uglione Boldrini, 11, em Três Passos (RS). O corpo da criança foi encontrado em uma cova rasa em um matagal na cidade de Frederico Westphalen (447 km de Porto Alegre), no último dia 14. O pai do garoto, Leandro Boldrini, a madrasta, Graciele Ugolini, e a assistente social Edelvânia Wirganovicz estão presos sob suspeita de participação no crime Carlos Macedo/Agência RBS/Estadão Conteúdo Mais
3.mai.2014 - Uma passeata na manhã deste sábado (3) em Santa Maria (RS) reuniu cerca de 50 pessoas para homenagear o menino Bernardo Boldrini, 11, que desapareceu em Três Passos e foi encontrado morto no último dia 14. A Justiça gaúcha negou ontem o pedido da defesa e manterá preso Leandro Boldrini, 38, pai de Bernardo. Boldrini está preso desde o dia 14, assim como sua mulher, Graciele Ugolini, 32, e a assistente social Edelvania Wirganovickz, 40. Os três são suspeitos de envolvimento no assassinato Gabriel Haesbaert/Agência RBS/Estadão Conteúdo Mais
13.mai.2014 - Centenas de moradores de Três Passos participaram de uma passeata para pedir justiça no caso do assassinato do menino Bernardo Uglione Boldrini, de 11 anos, ao mesmo tempo em que agentes da Polícia Civil entregavam o relatório do inquérito à Justiça no Fórum da cidade, na manhã desta terça-feira (13) Tadeu Vilani/Agência RBS Mais
26.ago.2014 - Pedestres se aglomeram em frente ao fórum de Três Passos, no Rio Grande do Sul, onde acontece a primeira audiência do caso Bernardo Boldrini. O garoto de 11 anos desapareceu de casa no dia 4 de abril deste ano e o corpo foi encontrado dez dias depois. Dezenas de pessoas, a maioria jovens, rezou e protestou quando percebeu que a assistente social Edelvânia Wirganovicz e o motorista Evandro Wirganovicz, réus no processo e acusados de terem colaborado para o assassinato de Bernardo, estavam entrando no prédio por um acesso lateral Mauro Vieira/Agência RBS/Estadão Conteúdo Mais
6.set.2014 - Parentes e amigos de Bernardo Boldrini, 11, morto em abril deste ano, foram ao cemitério Ecumênico Municipal em Santa Maria (RS) para deixar flores no túmulo onde o menino está enterrado. Neste sábado (6), o menino completaria 12 anos de idade Jean Pimentel/Agência RBS Mais

Caso Bernardo

Últimos álbuns de Notícias



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos