Lua oculta Júpiter na noite de Natal

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação

    Imagem projetada pelo programa Stellarium mostra Lua, Júpiter e a estrela Aldebaran de Touro

    Imagem projetada pelo programa Stellarium mostra Lua, Júpiter e a estrela Aldebaran de Touro

Nesta noite do dia 25 de dezembro, a Lua oculta Júpiter por quase uma hora, às 20h40 (horário de São Paulo). Se você olhar para a Lua cheia, verá um ponto brilhante a seu lado: é Júpiter, o maior planeta do Sistema Solar. Já ao amanhecer, é possível observar o alinhamento de Mercúrio, Saturno e Vênus, que iluminam o céu antes do nascer do Sol.

Júpiter pode ser visto no nascente (lado onde nasce o Sol), desde novembro, e ao anoitecer aparece próximo à estrela Aldebaran (uma gigante vermelha) da constelação do Touro. Como é um dos astros mais brilhantes do céu noturno, Júpiter é visto facilmente a olho nu ao lado da Lua.

Durante a ocultação, que só é vista na América do Sul e no sul da África, a Lua passa em frente ao planeta, encobrindo-o completamente. Quem quiser observar o fenômeno deve olhar na direção da Lua muitos minutos antes para ver a aproximação dos astros. Júpiter reaparece do lado iluminado da Lua por volta das 21h55.

"A Lua 'caminha' no céu em direção a Júpiter, como consequência de sua translação em torno da Terra, até ocultá-lo, passando em sua frente. Dependendo do local na Terra, esse fenômeno poderá durar mais de uma hora. Será bem instigante vê-lo reaparecer no bordo iluminado da Lua", explica Jair Barroso, do Observatório Nacional.

O fenômeno terá boa visibilidade no Brasil, variando o horário do desaparecimento conforme a cidade.

Segundo Barroso, os astrônomos profissionais podem aproveitar a ocultação para conhecer melhor as posições dos astros no espaço. "O movimento e a forma (perfil) do nosso satélite natural são muito bem conhecidos hoje em dia e podem, então, ser usados como referência para obter as posições com elevada precisão de outros astros numa ocultação".

Alinhamento triplo de planetas

O astrônomo João Batista Garcia Canalle, coordenador da Olimpíada Brasileira de Astronomia Astronáutica (OBA), lembra também que, além de Júpiter, outros três planetas vêm enfeitando o céu. "Desde o fim de novembro, Mercúrio, Saturno e Vênus surgem das 4h às 5h30 da manhã, no lado nascente", diz.

"Saturno é o primeiro a aparecer. Em seguida, Vênus, conhecido também como a Estrela d'Alva, começa a se destacar. E, por fim, surge Mercúrio, quase no raiar do Sol. Convém lembrar que para ver bem esses planetas é preciso ter um horizonte livre de edifícios e morros no nascente de madrugada", esclarece Canalle.

Saturno, Vênus e Mercúrio alinhados no céu

  • Arte UOL

Últimas de Ciência



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos