Greve retira 25% da frota de ônibus das ruas de Brasília

Do UOL Notícias
Em São Paulo

O Sindicato dos Rodoviários afirmou que 25% da frota de ônibus do Distrito Federal não circula nesta quinta-feira (17). O percentual da frota que ficará nas garagens corresponde aos ônibus que cumprem viagens extras diariamente.

A categoria está mobilizada desde o início da semana para exigir das empresas reajuste salarial de 20%, ampliação da licença-maternidade de quatro para seis meses e plano de saúde a todos os trabalhadores, segundo Lúcio Lima, diretor do sindicato.

Os trabalhadores exigem também o fim da obrigatoriedade das viagens extras. De acordo com Lima, pela convenção da categoria, a cada dia somente 25% do pessoal poderia cumprir essas viagens. Atualmente, diz ele, praticamente todos os funcionários são obrigados a realizar viagens extras.

Nessa segunda-feira (14), os trabalhadores liberaram as catracas para todos os passageiros, como forma de protestar. Ontem, a categoria promoveu uma carreata no início da noite com cerca de 10% de toda a frota.

Empresas e funcionários se reuniram na terça-feira (15) para negociar, mas não chegaram a um acordo. Os trabalhadores prometem entrar em greve-geral a partir da próxima segunda (21).

A Companhia de Polícia Rodoviária informou que a paralisação parcial não afetou o trânsito do DF. A reportagem do UOL Notícias ainda não conseguiu localizar o Setransp-DF (Sindicato das Empresas de Transporte).

 

Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos