Polícia mata três suspeitos de explodir caixas eletrônicos na região de Franca (SP)

José Bonato
Especial para o UOL Notícias
Em Ribeirão Preto

Três homens suspeitos de pertencer a uma quadrilha que furtava caixas eletrônicos com uso de explosivos foram mortos na madrugada desta terça-feira (31) durante troca de tiros com a Polícia Militar de Franca (410 km de São Paulo).

Outros quatro integrantes da quadrilha foram presos, dois deles feridos, e pelo menos três estão sendo caçados na zona rural da região.

Pouco antes, os ladrões haviam tentado furtar caixas eletrônicos de agências do Banco do Brasil e do Bradesco em Patrocínio Paulista, cidade a 30 km de Franca. O alarme dos bancos soou e os suspeitos acabaram fugindo sem levar nada.

O bando se dividiu na fuga, e a maioria se dirigiu a uma casa localizada num bairro na periferia de Franca, onde trocaram tiros com a PM. A suspeita é que a casa pertença a um ex-policial militar envolvido com roubos.

Uma mulher de Patrocínio Paulista que mora perto de um dos caixas eletrônicos disse ao UOL Notícias que a explosão foi às 2h15. “As casas aqui perto estremeceram. Foi um barulho muito forte. Aí ouvimos os bandidos falarem ‘sujou, sujou’ e sair correndo”, afirmou.

Duas bombas falharam e foram detonadas pelo Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais), que deslocou, por helicóptero, policiais de São Paulo a Patrocínio Paulista.

De acordo com o capitão Marcus Araújo, a suspeita é de que os ladrões sejam da região de Campinas, onde vêm sendo registrados furtos de caixas mediante uso de explosivos.

Um dos carros usados na fuga pelos ladrões, um Honda Civic, foi roubado em Hortolândia. Os ocupantes do Honda estão sendo procurados pela polícia na zona rural. Até as 13h45, nenhum deles havia sido preso.
 

 

Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos