Operação Laços de Sangue prende parentes que formavam grupo de extermínio no Nordeste

Valéria Sinésio
Especial para o UOL Notícias
Em João Pessoa

Policiais civis e militares, junto com o Ministério Público da Paraíba (MP-PB), deflagraram na manhã desta terça-feira (27) a operação Laços de Sangue. O objetivo é cumprir mandados de prisão temporária contra integrantes de três famílias responsáveis por grupo de extermínio com atuação nos Estados da Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte. Pelo menos 95 pessoas teriam sido assassinadas pelo grupo nos últimos seis anos.

Até o meio-dia desta terça, 15 pessoas já haviam sido presas, e cerca de 20 armas, apreendidas. A operação conta com o apoio do Grupo de Apoio Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do MP-PB. Ao todo, 130 policiais participam da operação.

Laços de Sangue

A operação foi batizada de Laços de Sangue por envolver várias pessoas pertencentes às mesmas famílias. Os crimes seriam planejados com antecedência e de forma organizada, segundo a polícia. O clima de 'guerra' travado entre as famílias teria começado há mais de 50 anos. Divergências políticas seriam a causa da rixa.

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos