Comissão especial vai organizar visita do papa ao Brasil em julho de 2013

Christina Machado
Da Agência Brasil, em Brasília

  • Alberto Pizzoli/AFP

    O papa visitará o Rio, no período de 23 a 28 de julho de 2013, para participar da Jornada Mundial da Juventude

    O papa visitará o Rio, no período de 23 a 28 de julho de 2013, para participar da Jornada Mundial da Juventude

O governo federal criou uma comissão especial para organizar os preparativos da visita do papa Bento 16 ao Brasil. As atribuições da comissão estão descritas em decreto assinado pela presidente Dilma Rousseff e publicado hoje (16) no Diário Oficial da União. O papa visitará o Rio de Janeiro, no período de 23 a 28 de julho de 2013, para participar da Jornada Mundial da Juventude.

A jornada foi criada pelo papa João Paulo 2º, em 1985, e reúne milhões de católicos de países e culturas diferentes, sobretudo jovens, para cultuar as mensagens de amor e união deixadas por Jesus Cristo. O evento é celebrado a cada dois ou três anos. Para cada jornada, o papa sugere um tema.

A comissão especial tem a tarefa de promover a articulação da União com os órgãos federais, estaduais e municipais, a Nunciatura Apostólica, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e a Arquidiocese do Rio de Janeiro, a fim de que sejam adotadas todas as medidas necessárias para o êxito da visita do pontífice.

A comissão será composta por um representante de cada um dos seguintes órgãos: Secretaria-Geral da Presidência da República; Casa Civil; Gabinete de Segurança Institucional; Secretaria de Aviação Civil; Ministério das Relações Exteriores; Ministério da Justiça, por meio da Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos; Ministério da Defesa; Ministério da Fazenda; Ministério das Comunicações; e Ministério do Turismo.

Também poderão ser convidados representantes de outros órgãos e entidades da administração pública federal, estadual e municipal, além de entidades privadas, inclusive organizações representativas e sem fins lucrativos, para participar de seus trabalhos.

De acordo com o decreto, a participação na comissão especial será considerada prestação de serviço público relevante e não será remunerada.

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos