Polícia Civil mineira prende cinco integrantes de grupo acusado de roubar R$ 45 milhões em 2010

Rayder Bragon
Do UOL, em Belo Horizonte

A Polícia Civil mineira prendeu em São Paulo, nesta quarta-feira (21), integrantes do grupo responsável pelo roubo de R$ 45 milhões de uma empresa de transportes de valores, em 2010, em Belo Horizonte.  O assalto foi considerado um dos maiores já ocorridos em Minas Gerais.

De acordo com o delegado Islande Batista, do Departamento de Operações Especiais de Minas Gerais (Deoesp-MG), uma mulher e três homens foram presos no Estado de São Paulo. Um quinto elemento foi detido em São João Del Rei (186 km de Belo Horizonte).

A operação de captura contou com a participação de integrantes do Ministério Público. Conforme o policial, os detidos em São Paulo foram encaminhados a Minas Gerais após autorização da Justiça paulista.

“Os mandados de prisão foram expedidos pela Justiça de Minas Gerais. A equipe foi para São Paulo, fez as prisões e, com a autorização da Justiça de São Paulo, trouxe os presos para Belo Horizonte. Eles já estão sendo interrogados”, disse o delegado. De acordo com a assessoria da Polícia Civil, eles serão apresentados em breve à imprensa.

Assalto

O roubo ocorreu em 2010 em empresa localizada no bairro Ouro Preto, região da Pampulha. Segundo a polícia, a quadrilha, composta por aproximadamente 30 pessoas, dividiu-se para orquestrar o assalto.

Um grupo disfarçado de policiais e com mandados falsos de busca e apreensão foi à casa do tesoureiro da empresa e de outros funcionários, que foram sequestrados juntamente com familiares e mantidos reféns em um sítio na cidade de Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Em seguida, os funcionários foram obrigados a irem até a empresa e facilitarem a entrada dos criminosos, enquanto os parentes eram mantidos sob ameaça de morte pelos bandidos, conforme as investigações.

Segundo a polícia, os criminosos conseguiram levar um valor estimando entre R$ 45 e R$ 46 milhões. Após o assalto, os funcionários e seus parentes foram liberados sem ferimentos.

 

Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos