Operação-padrão de policiais federais atinge 30 aeroportos do país

Do UOL*, em São Paulo

Agentes da Polícia Federal realizaram operação-padrão em 30 aeroportos brasileiros nesta quinta-feira (19), segundo a Fenapef (Federação Nacional dos Policiais Federais). Cerca de 480 policiais atuaram nas operações, que afetaram terminais de capitais e cidades do interior.

Segundo a entidade, o objetivo das operações é apontar a “falta de segurança nos aeroportos do país, a terceirização das atividades da PF e a falta de valorização dos policiais federais”. As ações não impactaram o número de voos cancelados e atrasados.

A mobilização foi coordenada pelos sindicatos estaduais da categoria e começou por volta das 6h da manhã em Vitória, com a distribuição e material informativo aos passageiros. Em Brasília, cerca de 160 policiais federais participaram da ação que acabou no final da manhã com um culto ecumênico.

De acordo com a federação, em Macapá, além de realizarem a operação-padrão no aeroporto, os policiais doaram sangue ao Hemocentro do Estado. No Rio Grande do Sul, os federais realizaram também manifestações nas fronteiras com Uruguai e Argentina. Policiais também realizaram manifestações ao longo do dia nos aeroportos internacionais de Minas Gerais e Rio de Janeiro. 

Conforme o presidente da Fenapef, Marcos Wink, a operação-padrão realizada em nível nacional não causou grandes transtornos aos passageiros.

“Procuramos alertas os cidadãos para a falta de segurança nos aeroportos, sem causar contratempos no embarque e desembarque”, disse o presidente. 

Wink diz que o país tem de rever sua política de segurança para aeroportos, portos e fronteiras. Segundo ele, milhares de profissionais terceirizados estão realizando atividades que são exclusivas da Polícia Federal.

“Com a chegada de grandes eventos, como Copa e Olimpíada, o país corre o risco de ver a segurança de atletas e turistas comprometida”, diz o presidente da entidade. Ele defende que os terceirizados sejam substituídos por agentes e servidores administrativos da PF.

Hoje um funcionário terceirizado ganha menos de R$ 1.000 mensais, enquanto um agente da Polícia Federal, em média, recebe cerca de R$ 7.500. Segundo a categoria, só no Estado de São Paulo são 147 policiais nos aeroportos.

São Paulo

Em São Paulo, o Sindicato dos Servidores da Polícia Federal informou ao UOL que optou por não realizar a operação em Congonhas, na zona sul da capital, inicialmente incluso no protesto, por considerar que não seria benéfico nem para os passageiros nem para o movimento manter a operação nos dois aeroportos de São Paulo.

A opção foi concentrar o protesto no Aeroporto Internacional de Guarulhos (Cumbica), de onde embarcam e desembarcam os voos internacionais.

*Com reportagem de Andréia Martins e informações da Agência Brasil

 

Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos