Ação da Polícia Civil em favela do Rio deixa quase 5.000 alunos sem aula

Do UOL, no Rio

Cerca de 4.740 alunos da rede pública de ensino do Rio de Janeiro estão sem aula na manhã desta quinta-feira (26) em função de uma operação da Polícia Civil na favela do Chapadão, em Costa Barros, no subúrbio da capital fluminense.

Segundo a Secretaria Municipal de Educação, seis escolas e três creches da zona norte suspenderam as atividades por motivos de segurança. Não há previsão de retorno.

A ação policial no Chapadão, porém, não alterou o funcionamento da única unidade educacional situada no bairro, o Ciep-379 Raul Seixas, que pertence à rede estadual.

A operação na comunidade começou por volta de 6h com a chegada de PMs do batalhão de Irajá (41º BPM). Em seguida, 60 policiais civis assumiram os trabalhos. Não há registro de confronto até o momento.

O objetivo da ação é checar informações obtidas pelos serviços de inteligência da polícia do Rio e coordenadas passadas ao Disque-Denúncia (21 2253-1177) sobre a atuação de traficantes de drogas no morro do Chapadão. As investigações foram conduzidas pela 21ª DP (Bonsucesso).

Participam da operação agentes da divisão de elite da Polícia Civil, o Core (Coordenadoria de Recursos Especiais), da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA), da Polinter, entre outras unidades especializadas.

Os policiais contam com o apoio logístico de um blindado do Core e do helicóptero Águia.

 

Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos