Cinco trabalhadores morrem soterrados em usina de açúcar e álcool no interior de São Paulo

Do UOL, em Araçatuba (SP)

Cinco trabalhadores que prestavam serviço à usina Lins, instalada no município de Lins (438 km de São Paulo), morreram soterrados na tarde dessa segunda-feira (18) após o solo onde estavam trabalhando ceder e desmoronar. Outros quatro trabalhadores que estavam na equipe ficaram feridos. Os corpos das vítimas foram liberados pelo Instituto Médico Legal da cidade nesta madrugada e devem ser enterrados ainda hoje (terça 19).

De acordo com a assessoria de imprensa da usina, Leandro Alexandre do Espírito Santo, 37; Mário André da Silva, 33; Valdeci Aparecido de Morais, 46; Roberto Carlos Farias Ledesma, 44; e Élcio Palmeira Rocha, 41, morreram soterrados. As duas primeiras vítimas eram funcionárias da usina, e as demais prestavam serviço terceirizado.

Sobreviveram à tragédia André Luiz Bolonha, Cláudio Luis de Oliveira, Renato Basílio da Silva - funcionários da usina - e Claudinei Tertuliano Lima (terceirizado).  Eles foram levados para atendimento em dois hospitais de Lins. Três operários foram liberados, e apenas Claudinei Tertuliano Lima, resgatado com vida depois de ficar soterrado por uma hora e meia, permanece internado, mas sem risco de morte.

O acidente

A equipe trabalhava nas obras de instalação de uma tubulação subterrânea da usina, localizada na fazenda Rio Dourado, na estrada Lins-Tangarás, cerca de 30 quilômetros da área central de Lins, no momento do acidente, por volta das 15h15.

Dois trabalhadores estavam em uma vala instalando uma tubulação para drenar água quando o solo desmoronou e os enterrou. Logo em seguida, sete trabalhadores tentaram salvar os companheiros, quando teria ocorrido um segundo desmoronamento de terra atingindo mais sete pessoas, segundo a coordenadora municipal da Defesa Civil de Lins, Maria Elisa Nascimento Soares.

A remoção da terra para a retirada dos operários foi feita por bombeiros, equipes de segurança da usina, integrantes da Defesa Civil e da concessionária da rodovia Marechal Rondon (SP-300). Nas primeiras horas do salvamento foram retirados três corpos das valas. Para auxiliar na retirada da terra foi preciso utilizar uma máquina retroescavadeira. À noite foram encontrados mais dois mortos, sendo o corpo da quinta vítima retirado por volta das 22h30.

Apenas o corpo de um dos trabalhadores será enterrado em Lins. Os outros quatro devem ser encaminhados às suas respectivas cidades natal: Araçatuba, Ubarana, Avanhandava e Guaiçara.

Investigação

O caso foi registrado inicialmente como acidente de trabalho e homicídio culposo, quando não há intenção. Um inquérito policial será aberto para apurar as responsabilidades no acidente.

Em nota, a usina lamentou o ocorrido e afirmou que presta assistência aos trabalhadores e suas famílias. A empresa também abrirá uma investigação sobre as causas do acidente. As hipóteses para o soterramento ainda não foram divulgadas. 

 

Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos