Oito aeroportos brasileiros aderem a operação-padrão no segundo dia de greve da PF

Janaina Garcia
Do UOL, em São Paulo

No segundo dia de greve nacional, agentes da Polícia Federal contabilizaram nesta quarta-feira (8) oito aeroportos internacionais que já adotaram ou adotarão ainda na parte da tarde a chamada operação-padrão. Amanhã, deve integrar a estratégia o aeroporto internacional de Cumbica, em Guarulhos (SP), a partir das 16h30.

Policiais federais aderem à greve nacional por tempo indeterminado
Veja Álbum de fotos

Nesse tipo de ação, os agentes levam mais tempo para procedimentos de rotina como a verificação de passaportes.

A categoria reivindica reestruturação de carreira e de salário a agentes, escrivães e papiloscopistas.

De acordo com a Fenapef (Federação Nacional dos Policiais Federais), já adotaram a operação-padrão os aeroportos de Rio Branco (AC), Porto Velho (RO), Porto Alegre (RS), Foz do Iguaçu, Curitiba (PR), Recife (PE) e Brasília. A partir das 15h30, a operação-padrão segue para o terminal 1 do aeroporto internacional Tom Jobim, no Rio.

Segundo o vice-presidente da Fenapef, Paulo Roberto Poloni Barreto, ações como agendamento de vistos e de entrega de passaportes não foram prejudicados, uma vez que 30% do efeito exigido em lei, segundo ele, não parou.

"Mas recomendamos que quem não tem urgência em retirar passaporte, por exemplo, procure a superintendência da PF na semana que vem; esta semana podem haver pequenos atrasos", disse.

O Rio foi o último Estado a aderir à paralisação, ontem à noite, após assembleia-geral. Segundo o diretor das relações de trabalho da Fenapef, Francisco Carlos Sabino, que está na capital fluminense, a adesão "foi tardia, mas era aguardada".

Hoje à tarde, os grevistas preparam uma caminhada até a sede do Ministério da Justiça, em Brasília, onde deve ocorrer uma reunião com representantes do governo às 19h. Para a semana que vem, a partir do dia 13, é aguardada negociação com o Ministério do Planejamento.

Além dos agentes, escrivães e papiloscopistas, também os delegados federais entraram em greve a partir de hoje. A diferença é que eles reivindicam não a reestruturação da carreira, mas reposição salarial de três anos.

Hoje, um salário-base de agente da PF é de R$ 7.514. O de delegados varia de R$ 13.368 a R$ 19.700.

Servidores públicos federais em greve
Veja Álbum de fotos

Últimas de Cotidiano

 

Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos