Governo diz estar próximo de acordo com servidores de universidades em greve

Do UOL, em São Paulo

O Ministério do Planejamento informou que a reunião da noite deste sábado (18) com servidores técnico-administrativos de universidades e institutos de ensino federais deixou grevistas e governo "próximos de um acordo".

Greve de servidores públicos
Greve de servidores públicos

Os representantes do governo refizeram a proposta de reajuste de 15,8% no salário base dos servidores e ofereceram ainda revisão dos percentuais de progressão na carreira. O reajuste seria dado em três parcelas, até 2015, e teria um impacto orçamentário de R$ 2,9 bilhões nos cofres do governo.

O secretário de relações de trabalho do Ministério do Planejamento, Sérgio Mendonça, disse esperar que os servidores "reconheçam o esforço feito pelo governo". Mais cedo, ele havia dito que o reajuste de 15,8% é "o limite" do governo.

Participaram da reunião, do lado do governo, representantes do Ministério do Planjeamento e do Ministério da Educação. Os servidores foram representados pela Federação de Sindicatos de Trabalhadores das Universidades Brasileiras (Fasubra) e pelo Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (Sinasefe).

Últimas de Cotidiano

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos