Suspeito é preso após esquecer carta de amor no local do roubo em Minas Gerais

Rayder Bragon
Do UOL, em Belo Horizonte

A Polícia Civil de Minas Gerais prendeu três pessoas suspeitas de terem explodido um caixa eletrônico em Itabira (111 km de Belo Horizonte). Um dos suspeitos foi localizado com a ajuda de uma carta encontrada dentro de mochila utilizada pelo trio para levar as bananas de dinamite, deixada no local após o roubo. A "missiva" era de amor e havia sido enviada pela namorada dele.

Amor incondicional

  • Reprodução

    Reprodução mostra trecho de carta de amor enviada por namorada a suspeito de roubo

De acordo com o delegado Renato Gavião, o assalto ocorreu no mês passado em uma agência bancária localizada dentro de uma faculdade. O bando conseguiu levar R$ 500. No dia do crime, dois suspeitos foram presos em flagrante. 

"A namorada falava que era apaixonada por ele, mas que ele procurou outro caminho. Ela é evangélica, e (lamentava que ele) havia abandonado a igreja e escolhido ir para o mundo do crime", disse o delegado apontando trechos da carta.  Ainda conforme relato do delegado, Os suspeitos estão confinados à disposição da Justiça em unidades prisionais de Itabira e Ipatinga.

O policial afirmou que os três dos integrantes da quadrilha, apresentados nessa semana, foram presos pela polícia depois da investigação iniciada pela descoberta da carta, que levou à prisão do destinatário e, na sequência, dos dois outros membros do grupo.

Confirmação

"Como ela deixou essa carta assinada, nós a localizamos e a trouxemos à delegacia. Ela confirmou a autoria dos dados contidos na carta", disse, para complementar: "Com base nisso, nós pedimos a prisão do resto da quadrilha, já que dois haviam sido presos em flagrante no dia do crime. Nós já tínhamos uma suspeita dele (destinatário da correspondência), que foi confirmada posteriormente pela carta."

O policial confirmou ataque anterior realizado pelo grupo a um caixa eletrônico situado em uma cidade vizinha a Itabira. Alguns dos presos têm passagem pela polícia e são moradores da região. O policial diz que o caso foi inusitado e chamou sua atenção.

Eles serão indiciados por roubo qualificado e formação de quadrilha, informou Gavião. O UOL não conseguiu localizar nenhum advogado representante dos acusados.

Últimas de Cotidiano

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos