Raio mata enóloga e engenheiro que passeavam na praia em Bertioga (SP)

Rafael Motta
Do UOL, em Santos (SP)

  • Arquivo Pessoal

    Thiago Ribeiro da Costa, 31, e Inês Pestana Cruz, 29, andavam à beira-mar na praia do centro de Bertioga quando o tempo mudou bruscamente e os dois foram atingidos pela descarga elétrica

    Thiago Ribeiro da Costa, 31, e Inês Pestana Cruz, 29, andavam à beira-mar na praia do centro de Bertioga quando o tempo mudou bruscamente e os dois foram atingidos pela descarga elétrica

Um raio matou um casal de turistas que caminhava na praia em Bertioga (103 km de São Paulo) na tarde deste domingo (6). Por volta das 16h30, Inês Pestana Cruz, 29, e Thiago Ribeiro da Costa, 31, andavam à beira-mar na praia do Centro quando o tempo mudou bruscamente e foram atingidos pela descarga elétrica. Os dois foram encaminhados ao pronto-socorro da cidade, onde se confirmou a morte deles.

Inês, que era portuguesa, e Costa, brasileiro, moravam em Itupeva (73 km de São Paulo). Eles eram casados desde maio de 2009 e passavam o fim de semana na casa do arquiteto Luiz Piccirillo, em Bertioga. Piccirillo soube da morte do casal ao ligar para o telefone celular de um deles, que foi atendido por um funcionário do Pronto Socorro.

"Eles vinham sempre aqui. Ela era enóloga, e ele, engenheiro de alimentos. Os dois se conheceram na Califórnia [Estados Unidos] numa viagem a trabalho e vieram para o Brasil. Ela ministrava um curso sobre vinhos em Jundiaí [cidade próxima a Itupeva]", disse o arquiteto.

Segundo Piccirillo, os corpos ainda não foram liberados pelo IML (Instituto Médico-Legal) de Guarujá (a 86 km de São Paulo), município vizinho a Bertioga.

O UOL não conseguiu contato com parentes de Inês nem de Costa, mas, ainda de acordo com o arquiteto, é possível que o corpo da enóloga seja enterrado em Portugal –ela era procedente da região de Viseu e tinha, ao menos, um tio e uma prima no Brasil.

O tenente Marcelo Medeiros, do Grupamento de Bombeiros Marítimo em Bertioga, afirmou que se trata das duas primeiras mortes por descargas elétricas em praias do litoral paulista neste ano.

"(Em caso de mudança de tempo) Recomenda-se sair não só do mar, mas da praia ou do campo. Devem-se procurar lugares fechados, descartar objetos metálicos e ficar o mais longe possível de árvores, cercas altas e estruturas de caixas d'água, por exemplo", orienta Medeiros.

Calor pelo Brasil
Calor pelo Brasil

Veja as condições das praias do litoral brasileiro

Últimas de Cotidiano

 

Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos