Marido é preso após mulher ser encontrada morta a marteladas na zona norte do Rio

Felipe Martins
Do UOL, no Rio

  • Reprodução

    Talita Juliane Peixoto Paiva posa vestida de noiva em foto publicada no Facebook. Ela estava casada havia menos de um mês

    Talita Juliane Peixoto Paiva posa vestida de noiva em foto publicada no Facebook. Ela estava casada havia menos de um mês

Policiais militares do Rio de Janeiro prenderam na terça-feira (25) o analista de sistemas Mário Henrique Rodrigues Lopes, 28, principal suspeito de matar a mulher, Talita Juliane Peixoto Paiva, 24, no apartamento onde moravam, na Vila Isabel, zona norte do Rio,com golpes de martelo na cabeça. Ela será enterrada nesta quarta-feira (26) no Cemitério do Catumbi, também na zona norte da cidade. 

Eles estavam casados havia menos de um mês, após um namoro de dois anos. De acordo com o delegado da DH (Divisão de Homicídios) Alan Duarte, as investigações são no sentido de tentar descobrir a motivação do crime. "Tudo leva a crer que foi ele. Não havia uma terceira pessoa no apartamento e não havia sinais de arrombamento", disse Duarte.

A polícia não conseguiu colher o depoimento do marido da vítima. Na delegacia, ele não conseguia coordenar um raciocínio lógico.  A DH tenta descobrir se o analista de sistemas está em um surto psicótico ou simulando para fugir da condenação.

 "Ele falava o nome da mulher, gritava 'liberdade', coisas sem sentido. Estava em um estado alterado. O que o laudo médico vai dizer se ele está fora de si ou fingindo", disse o delegado.

Vizinhos ouvidos pela DH contaram que escutaram uma briga no início da madrugada de terça-feira e ligaram para o 190. Os policiais militares foram ao local, indo embora cerca de meia hora depois, já que ninguém respondeu ao chamado no interior do apartamento.

Uma vizinha contou à polícia que pouco tempo depois ouviu o portão de ferro do prédio bater e viu o suspeito sair do edifício. A polícia foi novamente acionada. Os policiais encontraram a porta destrancada e o corpo da vítima no chão do apartamento.

Mudança de comportamento

Ainda de acordo com vizinhos ouvidos pela polícia, o comportamento da jovem mudou desde o casamento. "Os vizinhos contaram que ela deixou de falar com eles desde que o marido foi morar com ela no apartamento", disse o delegado que investiga o caso. "Por esse motivo, eles [os vizinhos] desconfiam que era em razão do ciúme do marido."

Parentes do agressor ouvidos ainda informalmente pela polícia contaram que o rapaz tem hábitos saudáveis e não é usuário de álcool ou drogas. "De acordo com o pai do suspeito, ele é um rapaz que pratica esportes, frequenta academia.  As pessoas que convivem com ele não conseguem entender o que aconteceu", afirmou Duarte.

O analista de sistemas foi preso em flagrante e vai responder por homicídio qualificado por motivo fútil. O suspeito está acautelado na unidade psiquiátrica do Hospital Municipal Lourenço Jorge.

Últimas de Cotidiano

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos