PM é assassinado em região de chacina em Campinas

Do UOL, em Campinas

O policial militar Daniel Pinto Souza, 45, foi morto na tarde deste sábado (8), com 14 tiros, no bairro Jardim Shangai, região do Ouro Verde, em Campinas. A região é a mesma onde ocorreu uma chacina que matou 12 pessoas no mês passado.

De acordo com informações da Polícia Militar, a vítima estava de folga e comprava uma garrafa de água em um estabelecimento comercial e estava acompanhado do filho, de dez anos, quando levou os tiros. A vítima chegou a ser socorrida e levada ao Hospital Ouro Verde, mas não resistiu aos ferimentos. A ocorrência deve ser encaminhada para o 1º Distrito Policial de Campinas e a polícia não descarta que a morte tenha relação com a chacina.

Após o policial ser baleado, a polícia foi acionada e colheu depoimentos de testemunhas que afirmaram que os suspeitos fugiram em um veículo modelo Meriva para o Jardim Princesa. Uma viatura da polícia localizou e perseguiu o carro e houve troca de tiros.

No Jardim Princesa, os suspeitos abandonaram o carro e continuaram fugindo em um Fusca. Eles entraram com o carro em uma mata e o tiroteio continuou.

Ainda de acordo com a PM, uma segunda viatura chegou ao local para dar apoio e os policiais perseguiram os suspeitos mata adentro.

Em nova troca de tiro, um suspeito de participar da ação foi baleado e morreu. Outro suspeito foi ferido e acabou detido. Até o momento, a identidade dos suspeitos não foi divulgada pela polícia.

Ação

Adriana Borgo, presidente da Comissão dos Direitos Humanos dos Policiais de São Paulo, diz acreditar que a morte tenha sido uma represália por conta da suposta participação de policiais na chacina que matou 12 pessoas na cidade.

"Vamos acompanhar de perto as investigações. Temos esperanças que o bandido que está preso fale e assuma a represália", disse Adriana.

Segundo o promotor Ricardo Silvares, que integra a comissão que apura a chacina, não é possível afirmar se a morte pode representar uma represália, mas a hipótese será analisada. "Iremos investigar e devemos ter novidades durante a semana", disse o promotor.

Chacina deixou 12 mortos

O local onde o policial aposentado foi morto é o mesmo onde 12 homens foram mortos em um período de cinco horas em Campinas.

A Polícia Civil investiga a hipótese de participação de policiais militares nos homicídios, em uma ação que seria uma vingança à morte de um PM morto durante um assalto a um posto de gasolina no dia anterior à chacina.

Cinco integrantes da corporação foram presos temporariamente e a polícia investiga a participação de outros integrantes da corporação na chacina.

Notícias relacionadas

 

Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos