UOL EconomiaUOL Economia
UOL BUSCA


Cotações


14/05/2004 - 17h25
Crise de energia da Argentina prejudica produção industrial

Por Cesar Illiano

BUENOS AIRES, 14 de maio (Reuters) - A pior crise de energia da Argentina dos últimos 15 anos está prejudicando a indústria local e poderá interromper aproximadamente um ano de crescimento mês-a-mês da produção industrial, disseram analistas na sexta-feira.

Muitas indústrias locais estão sendo prejudicadas pela redução do abastecimento de gás e eletricidade e foram forçadas a adquirir geradores custosos ou reduzir a produção.

"Esperamos ver uma mudança na tendência... a crise energética está começando a prejudicar", disse Aldo Abram, economista da consultoria Exante em Buenos Aires, esperando ver redução da produção em abril, comparado com mês anterior.

Em março, a produção industrial da Argentina subiu 1,3 por cento em relação a fevereiro, décimo aumento mês-a-mês consecutivo.

As previsões para o crescimento industrial de abril varia entre uma pequena contração a uma leve alta, mas a maioria dos analistas espera que a produção fique estável.

"Os problemas com energia estão afetando as indústrias que têm forte crescimento", disse Horacio Costa, da consultoria Dagnino Pastore, Costa e Associates.

"Não estamos prevendo que o impacto causará recessão, mas vai diminuir bastante o ritmo de crescimento", acrescentou.

O governo responsabiliza as empresas de produção de energia pela crise, por não terem feito os investimentos apropriados. As empresas, no entanto, alegam que o congelamento de preçosimposto em 2002 impossibilitou novos investimentos.



ÚLTIMAS NOTÍCIAS
18/10/2007

21h10- América Móvil registra queda de 2% no lucro do 3o trimestre

19h45- Warren Buffett diz que tem comprado moeda brasileira

19h17- Vale retoma operação de Estrada de Ferro Carajás com restrições

19h15- Perdigão e Eleva Alimentos estudam fusão

19h11- Tecnologia ajuda a conter queda de Dow Jones e S&P

19h07- Arrecadação federal sobe 4,14% e tem setembro recorde

18h40- Apesar de Copom, Bovespa fecha em alta de 0,11%

18h19- Melhora no exterior garante recuperação da Bovespa

18h18- Preço do petróleo atinge recorde e ruma aos US$90 por barril

18h12- Turbulência no mercado mundial força FMI a se adaptar, diz Rato

17h23- Varejo caminha para Natal robusto e confirma atenção do BC

16h35- Café encerra em queda na bolsa de NY com chuvas no Brasil

Mais Notícias