! OIT: Evolução da economia mundial contrasta com pessimismo social - 05/06/2006 - EFE - Economia
UOL EconomiaUOL Economia
UOL BUSCA


Últimas Notícias  


05/06/2006 - 14h19
OIT: Evolução da economia mundial contrasta com pessimismo social

Genebra, 5 jun (EFE).- O otimismo gerado em certos setores devido ao bom desempenho da economia mundial contrasta com o "profundo pessimismo social" de outros, afirmou hoje o diretor-geral da Organização Internacional do Trabalho (OIT), Juan Somavía, em sua apresentação na conferência anual do órgão.

O responsável da agência da ONU pediu que os mais de 3.000 participantes dessa reunião internacional "substituam as políticas de crescimento sem emprego" por outras que incentivem a criação de trabalhos de qualidade.

"Os políticos que participam de eleições no mundo todo sabem que esta é a maior demanda democrática que enfrentam, porque as pessoas votam para ter a oportunidade de chegar a um emprego decente", disse o chileno Somavía em uma sessão plenária da conferência da OIT.

Somavía disse também que, "apesar dos vários benefícios da globalização, vemos várias vezes como a dignidade do trabalho se desvaloriza e quantas pessoas estão sendo atingidas pelos ventos de mudança".

A OIT tomou como um de seus lemas e objetivos principais a promoção do trabalho decente, quando seria necessária a criação de 43 milhões de empregos por ano para atender o progressivo aumento da população, e assim poder reduzir a taxa de desemprego.

Em 2015, calcula-se que a geração de postos de trabalho deveria alcançar os 430 milhões "apenas para fazer frente ao aumento da mão-de-obra que acontecerá no mundo em desenvolvimento", onde está 80% da força de trabalho, disse Somavía.

O responsável da agência da ONU destacou o acordo trilateral assinado na sexta-feira passada pelo Governo colombiano, associações patronais e sindicatos, que considerou "histórico" e que "nos dá esperanças de avançar com objetivos comuns".

Na atual conferência anual, que acontece até o próximo dia 16 de junho, os membros da OIT - representantes governamentais, sindicais e empresariais - avançam na elaboração de um convênio internacional sobre segurança no trabalho, e também fizeram do trabalho infantil outro de seus focos principais de atenção.

O ministro do Emprego francês, Gérard Larcher, também discursou hoje na plenária da conferência da OIT, e assinou com Somavía um acordo para fortalecer a cooperação entre seu país e o órgão.