UOL EconomiaUOL Economia
UOL BUSCA

10/05/2007 - 09h28

Planejamento financeiro: metas devem ser mensuráveis

SÃO PAULO - Na hora de definir as metas dentro do seu planejamento financeiro, ser específico é necessário, mas não suficiente. Toda meta deve ser também mensurável, o que permite, quando necessário, que você possa verificar se está no caminho certo ou não, ou se chegou ao objetivo final.

E quando falamos em algo mensurável, os números entram em cena. Neste ponto, quantificar nossas metas financeiras é até mais fácil do que outros objetivos. Afinal de contas, estabelecer metas financeiras em valores é comum, ao contrário de muitos outros objetivos de nossa vida (ser feliz, atingir sucesso profissional, conhecer o mundo etc), que dificilmente podem ser quantificados.

Definindo metas

Ter uma meta mensurável pode facilitar em muito o planejamento financeiro, pois você pode saber de forma objetiva se a meta já foi cumprida. Neste sentido, uma meta financeira se aproxima de algumas situações comuns em nossa vida: na hora de fazer uma dieta, por exemplo, determine quantos quilos quer emagrecer e tome as medidas adequadas para quer isso ocorra. Se você chegar ao peso planejado e conseguir mantê-lo, a meta foi alcançada.

Voltando às finanças, vamos supor que sua meta seja comprar uma casa própria. Você identificou que, levando em conta suas necessidades, sua situação financeira atual e suas projeções de receitas e despesas, ela custa algo em torno de R$ 300 mil.

Pode parecer simples, mas agora você já tem uma meta que pode ser mensurada. Você pode efetivamente quantificar o esforço que será necessário para atingir seu objetivo, o que torna o processo muito mais claro. Esta meta, vale lembrar, deve ser alcançável, relevante e ter uma data limite para ser alcançada.

Passo a passo

Definir uma meta mensurável facilita também o seu planejamento financeiro. Sabendo quantificar o objetivo final, você pode medir, ao longo do tempo, o quanto da meta já foi alcançado. Se a meta não fosse específica e mensurável, isso não seria possível, dificultando a avaliação do resultado que você já obteve com seus esforços.

Voltando ao exemplo da casa própria, se você já conseguiu economizar R$ 150 mil, você já sabe que atingiu 50% de seu objetivo. Será que o esforço para atingir essa meta foi excessivo ou não? Com base nos números você pode medir isso, comparando a relevância desta meta com outros objetivos que você possa ter.

Acompanhe os resultados

Como atingir sua meta pode levar um certo tempo, é fundamental que você saiba avaliar como está evoluindo. Nessa hora vale a pena, ao quantificar uma meta, fazer um acompanhamento dos seus passos para atingir o objetivo.

Cheque periodicamente se você está indo na direção certa, avançando rumo à sua meta. Caso note que não está conseguindo, faça ajustes para que isso ocorra.

O importante é que o planejamento esteja indo de acordo com o previsto, sempre lembrando que, se algum desvio ocorrer, você tenha plena compreensão se isso foi apenas um fator isolado ou uma tendência permanente.

Shopping UOL