UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA
ASSINE OS BOLETINS:
DICAS DE PORTUGUÊS,
UOL VESTIBULAR E
UOL LIÇÃO DE CASA


Dicas de Português
Por Paulo Ramos

Pode haver ou podem haver?

Uma caso de hoje:

- Há erro na lista e podem haver outros

O jornalista escreveu, releu, ficou na dúvida: pode ou podem haver (como tinha colocado no texto). Decidiu acertadamente checar.

"Haver", no sentido de existir, é o que se chama de verbo impessoal (não há sujeito para concordar com ele). Na prática, significa que o verbo fica sempre no singular: há políticos desonestos, haverá políticos desonestos, se houvesse políticos desonestos, havia políticos desonestos.

A mesma explicação vale para as locuções que tenham o verbo "haver". Também ficam no singular: deve haver políticos desonestos, pode haver políticos desonestos, deverá haver políticos desonestos, poderá haver políticos desonestos.

O caso da frase que abre a coluna é uma dessas locuções verbais com sentido de "existir". Fica no singular:

- Há erro na lista e pode haver outros

Só um detalhe: o verbo "existir" é pessoal, e não impessoal. Quer dizer que fica no singular ou no plural, dependendo do sujeito: existe político desonesto, existem políticos desonestos, pode existir político desonesto, podem existir políticos desonestos.

Um abraço,
Paulo Ramos


Paulo Ramos é jornalista, professor e consultor de língua portuguesa do Grupo Folha-UOL.

E-mail: peramos@uol.com.br



PEGADINHAS
mais pegadinhas
Ditado de Palvras