Corpo de brasileira que morreu em voo é liberado, mas sem causa da morte, diz tio

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/MB/Futura Press

    A estudante brasileira Helen Leite, 25, morreu durante um voo de São Paulo a Dallas, nos Estados Unidos, na última quarta-feira (2). As causas da morte ainda são desconhecidas

    A estudante brasileira Helen Leite, 25, morreu durante um voo de São Paulo a Dallas, nos Estados Unidos, na última quarta-feira (2). As causas da morte ainda são desconhecidas

O corpo da brasileira Helen Leite, 25, que morreu durante um voo de São Paulo a Dallas, nos Estados Unidos, na última quarta-feira (2), foi liberado pelo Instituto Médico Legal norte-americano na noite desta quinta-feira (3), mas sem identificação da causa morte. A informação foi confirmada pelo tio da jovem Carlos Eduardo Zaccarelli Elias.

Segundo ele, os resultados dos primeiros exames, entre eles o toxicológico, não apresentaram nenhuma alteração. "A previsão é que a causa morte seja divulgada em seis semanas. Mas, mesmo com o resultado pendente, a autópsia já foi liberada para que o corpo de Helen possa ser trazido para o Brasil", diz.

Helen, que era de Palmital, no interior de São Paulo, passou as festas de fim de ano com a família no Brasil e retornava para os Estados Unidos para concluir um intercâmbio de um ano, que estava previsto para terminar em junho de 2013. Ela, no entanto, teve um mal súbito a bordo da aeronave e morreu.

O voo 962, da American Airlines, partiu de São Paulo à 1h12 de quarta-feira com 220 passageiros a bordo e 14 na tripulação, rumo ao Aeroporto Internacional de Dallas, no Texas. Quando a passageira apresentou problemas de saúde, a tripulação e um médico que estava a bordo fizeram um atendimento de emergência até que o avião pousasse em Houston, informa o "Houston Chronicle".

A família de Helen pretende trazer o corpo da jovem de volta para o Brasil para que ela possa ser enterrada em sua cidade natal. Elias diz que o próximo passo é resgatar o seguro-viagem que a sobrinha tinha para quitar parte dos custos do translado e contratar a funerária americana. "Estimamos que o processo custe em torno de R$ 21.500 e que a seguradora cubra R$ 15 mil. O restante estamos levantando entre os familiares", conta o tio da jovem, que disse ainda que Helen pretendia se casar em novembro deste ano.

A previsão, segundo Elias, é que o corpo de Helen chegue ao país em sete dias. Nos Estados Unidos, a jovem cuidava de duas crianças na casa de uma família, além de estudar inglês.

Notícias relacionadas

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos