Rússia alerta Ucrânia por "guerra contra o povo"; ONU faz reunião de emergência

Do UOL, em São Paulo

Crise na Ucrânia
Crise na Ucrânia

O Conselho de Segurança da ONU vai realizar uma reunião de emergência para discutir a escalada da crise no leste da Ucrânia neste domingo (13), em Nova York.

"O Conselho vai se reunir às 20h [hora de Nova York] a pedido da Rússia", disse à Reuters um diplomata que integra o conselho, mas pediu anonimato. Um outro diplomata afirmou que há negociações em andamento relativas à participação da Ucrânia.

Mais cedo, o Ministério de Relações Exteriores da Rússia afirmou que poderia colocar na pauta do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) uma discussão urgente sobre a situação na Ucrânia.

No Twitter, o chanceler russo, Sergei Lavrov, afirmou neste domingo (13) que as autoridades da Ucrânia devem "parar de fazer guerra contra seu povo" e pediu ao Conselho de Segurança da ONU e à Organização para a Segurança e Cooperação na Europa que deem "atenção urgente" à crise na região. 

A declaração foi feita depois que o ministro do Interior da Ucrânia, Arsen Avakov, anunciou o começo de uma operação antiterrorista na cidade de Slaviansk, no sudeste do país, onde no sábado (12) ativistas pró-russos armados tomaram a delegacia de Polícia e içaram a bandeira russa na Prefeitura.

A Chancelaria russa afirmou, em comunicado, que o plano anunciado pela Ucrânia é uma "ordem criminosa".

"A operação é dirigida pelo Serviço de Segurança da Ucrânia", escreveu Avakov em sua página do Facebook.

O titular de Interior acrescentou que na operação antiterrorista participam unidades de todos os ramos das forças armadas do país.

O anúncio de Avakov aconteceu após a reunião de urgência que teve ontem à noite o Conselho de Defesa e Segurança Nacional da Ucrânia para enfrentar a crise nas regiões sul-orientais do país, de maioria de fala russa. (Com agências internacionais)

Notícias relacionadas

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos