91. Câmara constrói prédio para guardar suas tranqueiras

Data de Divulgação

6.dez.2011

O escândalo

A Câmara abriu licitação em 10.nov.2011 para escolher a empresa que vai fazer a parte hidráulica, sanitária e elétrica de um novo prédio a ser construído pela Casa em Brasília. A notícia, do jornal "Correio Braziliense", foi publicada em 6.dez.2011.

O projeto básico do prédio deve ser concluído no início de 2012, informou o jornal. "Os custos do empreendimento, até o início das obras, estão estimados em R$ 2 milhões. O valor total é mantido em sigilo", afirmou a reportagem.

Segundo o texto, o novo prédio da Câmara sediará o Centro de Gestão e Armazenamento de Materiais e ficará no Trecho 5 do Setor de Indústria e Abastecimento (SIA), em Brasília. O Departamento de Material e Patrimônio da Câmara é responsável pelo local.

O jornal descreveu como será o novo prédio da Câmara: "O novo edifício contará com cinco pavimentos, sendo dois subterrâneos, além de uma cobertura. Um desses pavimentos subterrâneos será utilizado como garagem, com capacidade para 97 automóveis. O outro servirá como espaço administrativo. Está previsto também mais um estacionamento, menor, no andar térreo, com seis vagas. O requinte ficará por conta da utilização de granitos de cor preta em parte dos pisos, bancadas, divisórias e prateleiras dos vestiários".

A Câmara pretende fazer mais obras em 2012. O texto do "Correio" lembrou que a Casa também quer ampliar a área do Anexo 4, onde ficam gabinetes de 432 deputados. "A obra vai atender os deputados que se queixam do "pouco espaço" reservado a eles no Anexo III. Atualmente, o processo está em fase de escolha das empreiteiras responsáveis por tocar a construção da nova estrutura, que terá cinco pavimentos e um terraço. O valor estimado desta obra é de R$ 270 milhões", publicou o jornal.

Outro lado
O edital lançado pela Câmara afirma que "o objetivo é assegurar condições adequadas de trabalho, conforto e segurança a todos os usuários das instalações físicas da Câmara dos Deputados por meio de projetos elencados", publicou o "Correio".

Funcionários da Câmara ouvidos pelo jornal disseram, segundo a reportagem, que o novo edifício deve abrigar todos os servidores do Departamento de Material e Patrimônio, que ocupam o 12º, 13º e 14º andares do Anexo 1 da Câmara. "Se o prédio sair vai ser muito bom. O local que trabalhamos hoje é pouco arejado e cheio de poeira. Essa demanda já vem de muitos anos", disse um funcionário sem se identificar.

O que aconteceu?

Nada.

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos