Avião da Malaysia Airlines com 239 pessoas está desaparecido

KUALA LUMPUR, 08 Mar 2014 (AFP) - Um avião da Malaysia Airlines com 239 pessoas a bordo, que seguia para Pequim, perdeu contato com o controle de tráfego aéreo depois de deixar a capital malaia, Kuala Lumpur, informou a companhia.

Em nota, a empresa declarou que o voo MH370 desapareceu às 02h40 de sábado, horário local (15h40 de sexta em Brasília).

O avião, um Boeing 777-200, deixou Kuala Lumpur logo após a meia-noite de sexta-feira, com previsão de chegada a seu destino às 06h30 de sábado, no horário local (19h30 de sexta, em Brasília).

O Boeing transportava 227 passageiros, de 13 diferentes nacionalidades, e 12 tripulantes. Havia duas crianças a bordo.

A TV estatal em Pequim revelou que 158 passageiros são chineses.

Um funcionário da Malaysian Airlines informou ao Sydney Morning Herald que há passageiros australianos a bordo, mas não precisou quantos.

"No momento, a Malaysia Airlines está trabalhando com as autoridades, que ativaram suas equipes de busca e de resgate para localizar a aeronave", acrescentou o diretor da companhia Ahmad Jauhari.

"Nossos pensamentos e orações estão com os passageiros envolvidos, a tripulação e os membros de suas famílias", disse Ahmad Jauhari.

Um porta-voz da Malaysian Airlines informou que, pelo momento, não há detalhes sobre o desaparecimento, mas acrescentou que a companhia aérea realizará em breve uma entrevista coletiva em Kuala Lumpur.

Sites especializados revelaram que o avião estava com a rota e a altitude alteradas quando perdeu contato. O aparelho tinha combustível para sete horas e meia de voo.

Quando ocorreu a perda de contato o tempo estava bom na região, o que aumenta o mistério sobre a causa do desaparecimento.

A agência oficial de notícias Xinhua (Nova China), que cita as autoridades de aviação, revelou que o aparelho perdeu contato quando estava no espaço aéreo do Vietnã, fora do território chinês, mas Pequim acionou suas equipes de busca e resgate para vasculhar uma ampla região na fronteira.

O 777-200, um grande jato de passageiros de apenas duas turbinas, tem um histórico extremamente confiável.

A Boeing informou em seu site que acompanha de perto a situação e destacou que "nossos pensamentos estão com as pessoas a bordo".

Os aviões da Malaysia Airlines (MAS) têm registro de poucos acidentes.

Um dos pequenos Twin Otter, operado pela MASwings, caiu no estado malaio de Sabah, na ilha de Bornéus, em outubro passado. Morreram o copiloto e um passageiro.

Em 1977, um jato se acidentou no sul da Malásia. Todos os 93 passageiros e sete tripulantes morreram.

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos