Consema dá licença de prolongamento da Carvalho Pinto

São Paulo - O Conselho Estadual do Meio Ambiente (Consema) de São Paulo aprovou nesta quinta-feira, 31, o Estudo de Impacto Ambiental e o Relatório de Impacto no Meio Ambiente (EIA-Rima) do projeto de prolongamento da Rodovia Carvalho Pinto (SP-70), que vai de Taubaté até a Rodovia Oswaldo Cruz (SP-125), no Vale do Paraíba, anunciou a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp). A rodovia é administrada pela Ecopistas, concessionária controlada pela EcoRodovias, e o projeto também é de responsabilidade da empresa.

Com a decisão do Consema, a Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb) emitirá a licença prévia (LP) da obra, primeiro passo do licenciamento ambiental. A estimativa é de que a LP seja dada em até cinco dias. A intenção da empresa e da Artesp é obter a licença de instalação (LI) para o prolongamento até o fim de novembro. Assim que esta licença for expedida pela Cetesb, é possível começar a construção.

Em nota, a Artesp afirmou que o prolongamento da Carvalho Pinto será uma nova opção de acesso ao litoral norte de São Paulo, e deve reduzir o tempo de viagem até as praias da região. Além disso, a via deverá se transformar num dos principais acessos a Taubaté e desafogar o tráfego na Rodovia Presidente Dutra no perímetro urbano da cidade. O novo trecho terá 8,6 quilômetros. A previsão é de que as obras sejam concluídas em 24 meses após o início.

Últimas de Notícias



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos