Sites com fotos tiradas secretamente de passageiros no metrô viram mania em Londres

  • Reprodução Tubecrush.net

    O metrô londrino é considerado um lugar público, logo é permitido fotografar estranhos

Há mais de 12 mil câmeras de segurança no sistema de metrô de Londres, monitorando diariamente os movimentos de milhões de passageiros, mas agora a nova mania na capital britânica é cada um fazer o próprio registro de pessoas vistas durante a viagem.

Na internet, há um número cada vez maior de galerias de fotos e websites dedicados a comentar a aparência, as roupas e o comportamento de outros passageiros.

Adam Moger estava no metrô, no sul da cidade, em um domingo de manhã, quando alguém tirou sua fotografia secretamente com um telefone celular.

Só três dias depois, quando foi avisado por amigos, Monger descobriu que sua imagem estava no site Tubecrush.net e tinha se tornado parte de uma tendência online.

"Eu não tinha a menor ideia. Eu só estava sentado no metrô, cuidando da minha vida, numa manhã de domingo depois de ter saído na noite anterior", disse ele.

"Uns dias depois, meus amigos começaram a me ligar e mandar e-mails se divertindo às minhas custas porque minha foto estava na internet."

Twitter

O site Tubecrush.net, que é ligado a uma conta de Twitter, convida passageiros a enviar fotos de estranhos que eles acham atraentes ou interessantes. Todas as fotos têm de ser de homens viajando no metrô de Londres.

Normalmente, a pessoa na foto não sabe que sua imagem está online.

"Foi um pouco estranho no começo, mas depois eu fiquei lisonjeado", disse Monger.

"Nós sempre vemos pessoas bonitas no metrô. Aí depois às vezes você pensa que devia ter tirado uma foto delas, mas não acho que eu vá passar a fotografar outras pessoas!"

Início

O Tubecrush.net surgiu 7 meses atrás, quando os amigos Steve Motion, Gemma Dean, Andy Kaufman e Michael Sparrow estavam assistindo um programa de namoro na TV e tiveram a ideia de criar o site.

"Estávamos vendo mulheres julgando candidatos homens na TV e achamos que seria divertido fazer o mesmo na vida real", disse Kaufman.

"Achamos que fotos no metrô de Londres seriam a melhor coisa a fazer, porque o metrô tem um certo clima."
"As pessoas normalmente sentam em silêncio e observam os outros que estão viajando com elas, então nos pareceu uma ideia divertida."

"No início tirávamos as fotos nós mesmos e aí começamos a pedir para outras pessoas enviarem as suas", contou Klaufman.

Fenômeno mundial

Kaufman disse que agora o site recebe fotos até do Brasil e do Japão, mas que muitas delas são rejeitadas, por não terem sido tiradas no metrô de Londres.

Outras contas em sites de mídia social e galerias de fotos online começaram a surgir com propostas parecidas. Enquanto @peopleonthetube se concentra em roupas esquisitas e situações estranhas, o finado @tube_chicks dava notas para mulheres viajando no metrô.

Mas o Tubecrush.net decidiu não pedir fotos de mulheres por acreditar que "homens tirando fotos de mulheres no metrô seria algo diferente, não teria o mesmo clima de homens gays ou mulheres tirando fotos de homens".

O site inicialmente atraiu mais homossexuais, mas hoje 60% das fotos recebidas vêm de mulheres. O sucesso tem sido tanto que já foi criada a versão americana para Twitter em Nova York, @subwaycrush.

Como muitos podem achar que ter sua foto exposta na internet é uma invasão de privacidade, o site dá a opção de a pessoa fotografada pedir para que a imagem seja retirada da rede. Em sete meses, apenas três pessoas fizeram o pedido.

A empresa responsável pela administração do metrô de Londres, a TfL, disse que se considera que todos os passageiros estão em um local público, o que faz com que fotografar estranhos no metrô seja permitido legalmente.

"Esperamos que as pessoas vejam o site da forma como ele foi concebido, não há nenhuma intenção de ofender ninguém", disse Kaufman.



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos