Brigitte Bardot propõe ser presa no lugar do ambientalista Paul Watson

Em Paris

A atriz francesa Brigitte Bardot se mostrou "escandalizada" pela prisão do fundador da ONG Sea Shepherd, Paul Watson, e propôs ser detida no lugar do ambientalista.

"Sempre apoiei Paul Watson", disse Brigitte em comunicado, no qual enfatizou que o ativista --conhecido como "justiceiro dos mares"-- "faz um trabalho indispensável que os governos não fazem".

O ambientalista canadense, sobre o qual pesa um mandado internacional de prisão e extradição lançado pela Costa Rica, foi detido no último domingo (13) em sua chegada ao aeroporto alemão de Frankfurt.

Ele é acusado de violação do tráfego marítimo em águas guatemaltecas por ameaçar e atacar com um canhão um navio da Costa Rica em 2002.

Watson foi antigo membro do Greepeace, organização que abandonou por considerar seus métodos "brandos demais".

Não é a primeira vez que a atriz francesa expressa publicamente seu apoio à Sea Shepherd. Em 2011, Brigitte deu seu nome a um dos navios da organização utilizado para perseguir embarcações que caçam baleias.



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos