UOL BichosUOL Bichos
UOL BUSCA
GUIAS DE RAÇAS | Cães

LULU DA POMERÂNIA

Compacto e pequeno, o Lulu da Pomerânia descende dos Spitz Alemães, mas é menor do que eles, sendo conhecido também por Spitz Alemão Anão.

Este cão possui um corpo bem-feito e sua cabeça e focinho lembram os de uma raposa. A pelagem é abundante, com pêlos compridos e lisos, de textura forte e subpêlo suave. Sua altura alcança no máximo 28 centímetros e seu peso varia entre 3,5 e 6,5 quilos.

Para muitos criadores, ele parece uma bola de pêlo fofinha. "É um cão amoroso e simpático e isso o fez ser sinônimo de cachorro mimado", define Fernando dos Santos Reis, do Canil Blaue Liebe. "É cão de um dono só e precisa mais de companhia do que de espaço, ou seja, é ideal para ser criado em apartamento, além de excelente guardião do lar", completa.

Este cão é encontrado nas cores preta, marrom, chocolate, laranja, creme, areia-laranja, azul, branca e particolor.

Os primeiros Spitz eram utilizados como condutores de gado, por seu porte grande e pesado. Na Inglaterra, porém, foram criados exemplares menores e mais leves. Como sua pelagem não era tão viçosa, não foram tão bem recebidos à primeira vista.

Atualmente, o Lulu precisa ser exercitado com pequenos passeios, banhos de sol e acostumá-lo a horários regulares de refeição. "Higiene, boa alimentação, escovação do pêlo e banhos quinzenais é tudo que seu Pomerânia precisa", indica Reis.

Uma de suas características é a ausência de cheiro e cera nos ouvidos. "Caso venha a ter, procure um veterinário", aconselha o criador, que afirma que a raça come pouco, mas deve ingerir basicamente ração de primeiríssima linha, à base de carne branca.  
Vive bem em apartamentos. Como todo cão, adora um passeio diário para gastar as energias. Precisa de cuidados para que a pelagem seja mantida em boas condições, mas nada que uma simples escovação não resolva. Sua expectativa de vida é de 12 a 14 anos. Os problemas mais comuns estão relacionados ao desenvolvimento ósseo. Alguns distúrbios oculares, como "olho seco" e catarata, também são observados na raça.
CUIDADOS BÁSICOS
Porte: Miniatura
Origem: Alemanha

Curiosidade

Dizem que um animal dessa raça foi companheiro de Mozart, em Viena, enquanto ele compunha o inacabado "Réquiem" e esteve presente no enterro do compositor.

História

A figura do Lulu da Pomerânia - como é popularmente conhecido no Brasil e na França - foi encontrada nas pinturas de vasos gregos e sarcófagos egípcios. A raça foi introduzida na Inglaterra pela rainha Vitória, no século 19, vindos da região da Pomerânia, entre a Alemanha Oriental e a Polônia Ocidental. Seu cão favorito, Turi, estava ao seu lado quando a monarca morreu.


Hospedagem: UOL Host