UOL Últimas NotíciasUOL Últimas Notícias
UOL BUSCA


 

24/02/2005 - 17h58
Personalidades alertam sobre racismo e xenofobia no mundo

Genebra, 24 fev (EFE).- Um grupo de importantes personalidades escolhidas pelo secretário-geral da ONU, Kofi Annan, entre elas uma brasileira, alertou nesta quinta-feira que continuam havendo atos de racismo e xenofobia no mundo, pedindo aos países que combatam esses tipos de manifestações.

A brasileira Maria Santos Roland, relatora da Conferência Mundial contra o Racismo, foi uma das integrantes desse grupo especial da Comissão de Direitos Humanos da ONU. Além dela, fizeram parte o príncipe El Hassan bin Talal, da Jordânia, e os ex-primeiros-ministros da Finlândia, Martti Oiva Kalevi Ahtisaari; da Polônia, Hanna Suchocka; e da Tanzânia, Ahmed Salim Ahmed.

As cinco personalidades expressaram sua "profunda preocupação com as contínuas manifestações de racismo e xenofobia, tanto institucionais quanto da população" em várias regiões do mundo.

Eles disseram que, para enfrentar esses atos contrários aos princípios dos direitos humanos, são necessários "novos esforços, tanto internacionais quanto nacionais".

O grupo também lembrou que, em 2006, acontecerá a revisão da declaração e do programa de ação adotado em setembro de 2001 na Conferência contra o Racismo, realizada em Durban (África do Sul).

As cinco personalidades pediram aos Estados que ainda não ratificaram o Convênio que o assinem o mais rápido possível para a eliminação de todas as formas de Discriminação Racial neste ano, conforme as recomendações da Conferência de Durban.

Além disso, destacaram a necessidade de estimular a educação e as campanhas de sensibilização da opinião pública sobre os "efeitos positivos do multiculturalismo e da tolerância" na luta contra a discriminação.

"A educação é uma ferramenta essencial para a assistência às vítimas da discriminação" e para superar sua situação, afirmaram as personalidades.

Eles também solicitaram aos Estados que destinem mais recursos de seus orçamentos contra o racismo, a discriminação racial, a xenofobia e a intolerância.

Nesta semana, o grupo participou de três dias de reuniões em Genebra, acompanhado pela Alta Comissária da ONU para os Direitos Humanos, a canadense Louise Arbour.

ÍNDICE DE ÚLTIMAS NOTÍCIAS   IMPRIMIR   ENVIE POR E-MAIL

Folha Online
Reforma visual da Folha facilita a leitura; conheça as mudanças
UOL Esporte
Após fiasco de público, CBF reduz preços de ingressos para partida
UOL Economia
Bovespa reduz ritmo de perdas
perto do fim dos negócios

UOL Tecnologia
Fãs do iPhone promovem encontro no Brasil; veja mais
UOL Notícias
Chuvas deixam quatro mortos e afetam mais de 4 mil no Paraná
UOL Vestibular
Cotista tem nota parecida com de não-cotista aponta Unifesp
UOL Televisão
Nova novela da Record terá máfia e Gabriel Braga Nunes como protagonista
UOL Música
Radiohead entra em estúdio para trabalhar em disco novo
UOL Diversão & Arte
Escritor indiano Aravind Adiga ganha o Booker Prize
UOL Cinema
Novo filme dos irmãos
Coen tem maior bilheteria nos EUA