UOL Últimas NotíciasUOL Últimas Notícias
UOL BUSCA


 

13/10/2007 - 15h05
Sobreviventes de acidente nos Andes lembram 35 anos da tragédia

Por Jorge Figueroa Montevidéu, 13 out (EFE) - Os passageiros uruguaios que sobreviveram ao acidente de avião em 1972, quando ficaram 71 dias presos nas neves da Cordilheira dos Andes, lembraram este fim de semana os 35 anos de seu "retorno à vida".

No episódio que ficou conhecido como "Milagre dos Andes", um avião da Força Aérea uruguaia com 45 pessoas a bordo caiu nas montanhas nevadas do Chile em 13 de outubro de 1972. Duas pessoas morreram na hora e mais oito pessoas nos dias seguintes. Os demais sobreviventes vagaram pelos Andes durante dois meses, tendo que comer a carne das vítimas para matar a fome.

Ao final, 16 pessoas foram resgatadas por equipes de Chile, Argentina e Uruguai com vida em 23 de dezembro daquele ano.

A história foi contada no filme "Vivos!", de 1993, com Ethan Hawke.

Hoje em Montevidéu, se reuniram junto com um grupo de 95 chilenos do Old Boys, os sobreviventes uruguaios para lembrar o aniversário da tragédia.

O avião levava o time de rugby uruguaio Old Christians para uma partida amistosa contra o Old Boys do Chile em Santiago. Um dos jogadores na época, Roberto Canessa, sobreviveu e é presidente do clube.

"São datas especiais, quando se misturam a tristeza pelos amigos que morreram e a alegria da vida e de compartilhar nossa experiência com muita gente", disse Canessa à Efe, hoje com 54 anos e médico especializado em cardiologia pediátrica.

Atualmente, ele e outros sobreviventes dão palestras, principalmente para jovens e pessoas com dificuldades, nas quais contam sua experiência de vida.

"O objetivo é tentar ajudar muita gente que tenta sair de sua própria cordilheira, de fazer com que vejam que as dificuldades cotidianas são apenas isso, e que a vida é bela e merece ser vivida plenamente todo dia", explicou.

"Quando vejo hoje jovens de 19 anos, a idade que eu tinha quando caímos nos Andes, acho que a amizade, a união, a fé e a grande vontade de viver foram o que nos salvou", acrescentou.

Canessa destacou a presença em Montevidéu do vaqueiro chileno Sergio Catalán, de 80 anos. Ele foi a primeira pessoa que os sobreviventes encontraram após caminhar por dez dias na Cordilheira e foi quem chamou o resgate.

"Quando caímos na Cordilheira, eu pesava 82 quilos. Voltei acabado, com 50 quilos, mais de 70 dias depois, mas com grande vontade de viver por mim e pelos meus amigos que não sobreviveram", relatou o uruguaio.

Sobre a antropofagia praticada pelos sobreviventes nos Andes, o médico disse que "é algo que impressiona quem não sabe o que são 30 graus abaixo de zero e não sabe o que é ver um amigo morrer em seus braços se você não fizer nada".

"O que fizemos foi ganhar tempo e ter a oportunidade de viver e sair caminhando da Cordilheira", justificou-se.

"A avalanche foi o pior momento de todos. Pensávamos que estávamos no pior lugar do mundo após nos salvarmos do acidente e nos demos conta de que a situação podia ainda ficar pior. Eu olhava para um amigo morto e pensava: que paz você deve sentir por dentro, enquanto eu tenho esta angústia terrível de ser enterrado vivo", contou.

Hoje, além de uma missa em memória às vítimas, haverá um jantar particular entre os sobreviventes, as famílias e os jogadores do time chileno que enfrentariam.

No domingo, haverá partidas de rugby e futebol entre times infantis, adultos e femininos.

O encerramento ficará a cargo dos jogadores do Old Christians que sobreviveram ao acidente e do Old Boys, que disputarão uma partida de rugby.



Folha Online
Reforma visual da Folha facilita a leitura; conheça as mudanças
UOL Esporte
Após fiasco de público, CBF reduz preços de ingressos para partida
UOL Economia
Bovespa reduz ritmo de perdas
perto do fim dos negócios

UOL Tecnologia
Fãs do iPhone promovem encontro no Brasil; veja mais
UOL Notícias
Chuvas deixam quatro mortos e afetam mais de 4 mil no Paraná
UOL Vestibular
Cotista tem nota parecida com de não-cotista aponta Unifesp
UOL Televisão
Nova novela da Record terá máfia e Gabriel Braga Nunes como protagonista
UOL Música
Radiohead entra em estúdio para trabalhar em disco novo
UOL Diversão & Arte
Escritor indiano Aravind Adiga ganha o Booker Prize
UOL Cinema
Novo filme dos irmãos
Coen tem maior bilheteria nos EUA