UOL NewsUOL News
UOL BUSCA
FALE COM UOL NEWS

07/03/2006 - 19h59
Como o pequeno investidor pode fazer o dinheiro render? Consultor orienta

Veja o programa em vídeo

Da Redação

É possível iniciar um investimento com R$ 100 por mês? No programa "Dinheiro", do UOL News, o consultor Marcelo D'Agosto, do site Fortuna, recomenda que o pequeno investidor acumule uma certa quantia na poupança antes de enveredar por fundos pré-fixados ou de renda fixa. A partir de R$ 5 mil, afirma, já vale a pena escolher um fundo com baixa taxa de administração.

À internauta que pretende fazer um "pé-de-meia" para pagar a faculdade da filha, de um ano e meio, ele aconselha diversificar os investimentos. "A escolha depende de quanto você tem. Se for até R$ 50 por mês, é melhor ficar no tesouro direto ou na poupança", diz D'Agosto.

No caso da farmacêutica que pretende conseguir financiamento para abrir um pequeno negócio, D'Agosto desencoraja o empréstimo bancário. "Banco hoje, no Brasil, não faz papel de fomentador do desenvolvimento, só o BNDES. Talvez até tenha uma linha lá, com um juro baixo."


Bate-Papo
Marcelo D'Agosto responde às dúvidas dos internautas sobre dólar, fundos, Bolsa e outras aplicações. Acompanhe o bate-papo.


(03:25:06) feds fala para Marcelo DAgosto: quero começar a guardar um dinheirinho, mas minha renda mensal está um pouco baixa. Posso dispor de até R$ 100 ou R$ 150 por mês para investir. Vai ser um dinheiro que não vou usar. É para esquecer. O que acha melhor?

(03:44:03) Marcelo DAgosto: feds, coloca primeiro na poupança, acumula uns R$ 5.000 e depois escolhe um fundo.


(03:19:36) maumau fala para Marcelo DAgosto: Tenho uma pequena quantia (R$ 3.000), qual seria sua sugestão para investir, com exceção da poupança?

(03:33:38) Marcelo DAgosto: maumau, tem alguns fundos que já aceitam aplicação a partir de R$ 2.000, outros são direcionados a algumas profissões, que é uma nova estratégia para atingir um certo do mercado.


(03:16:00) Nini fala para Marcelo DAgosto: Quero fazer uma "poupança" para a faculdade da minha filha, que está com um ano e meio. Existe algum tipo de aplicação para este fim?

(03:27:32) Marcelo DAgosto: nini, você não precisa ficar 18 anos presa em um investimento qualquer. Vale a pena separar, fazer vários. A escolha depende de quanto você tem, se for até R$ 50 por mês é melhor ficar no tesouro direto (www.tesouro.fazenda.gov.br/tesouro_direto) ou na poupança, até acumular um valor maior.


(03:14:41) ana fala para Marcelo DAgosto: Tenho um imóvel no valor de R$ 60 mil que está alugado para comércio só que o pagamento do aluguel sempre está em atraso.Vale a pena vende-lo e fazer aplicação?

(03:20:32) Marcelo DAgosto: ana, o aluguel do imóvel em atraso deve ser reflexo da conjuntura econômica, o dono do comércio deve estar com dificuldades para pagar as contas e se você alugar para outra pessoa, pode acontecer a mesma coisa de novo. Vale a pena vender se conseguir achar quem compre pelo preço que vale. Aí você pode fazer uma carteira diversificada, colocar os recursos em fundos DI, renda fixa ou até um pouco em ações.


(03:23:09) Fabiano fala para Marcelo DAgosto: Tenho pouco mais de R$ 10.000 na poupança, qual seria a melhor aplicação, sendo que não vou precisar do dinheiro a curto prazo?

(03:35:59) Marcelo DAgosto: fabiano, procure um fundo com taxa baixa de administração.


(03:14:46) Zeca fala para Marcelo DAgosto: Caso tivesse que investir em fundos de renda fixa de longo prazo, qual seria a indicação? Quais são os mais seguros e mais rentáveis?

(03:25:04) Marcelo DAgosto: zeca, os fundos mais seguros são os de títulos públicos federais, os com títulos privados não são tão seguros. Em renda fixa, o que a gente tem visto é que a Caixa tem captado bastante, a até na faixa de alta renda, com aplicação mínima de mais de R$ 100 mil.


(03:15:37) maria fala para Marcelo DAgosto: tenho R$ 200 mil em fundo de renda fixa e R$ 20 mil em ações (divididos em multimercado, Petrobras e Vale do Rio Doce). Tenho outros R$ 50 mil na poupança e quero saber se é bom negócio colocá-los em ações ou se devo dividir entre renda fixa e variável.

(03:25:55) Marcelo DAgosto: maria, vale a pena tirar da poupança e olhar os fundos. Você pode fazer uma carteira balanceada, de acordo com o nível de risco compatível com o que você está pretendendo.


(03:19:07) Investidor fala para Marcelo DAgosto: como funciona os fundo multimercados tipo "market Neutral"?

(03:30:11) Marcelo DAgosto: investidor, o "market Neutral" é uma coisa da moda. Não importa se o mercado sobe ou cai, você está sempre ganhando algo, é um nome mais sofisticado para o hedge. Se você investe em siderurgia, por exemplo, e tem ações de duas empresas, você vende uma que acha que está sendo mal administrada e compra outra que está mais bem administrada, se acertar no palpite, você ganha. Remunera mais que o CDI, mas tem que fazer um volume grande de operações, porque é de estatística, pode ser que acerte ou que erre. Tem que fazer isso em quantidade porque não vai acertar todas. Com isso, você busca eliminar o risco de mercado.


(03:19:19) Rodrigo fala para Marcelo DAgosto: qual o principal risco em se investir num cdi ou num di?

(03:32:42) Marcelo DAgosto: Rodrigo, depende de onde você ta investindo. CDI é um índice, é um certificado de depósito bancário (CDB), que você compra indexado ao CDI, o teu risco é de o índice cair e você ganhar menos, mas pode subir também. O mesmo pode acontecer com a Selic no fundo DI. Ou você compra um CDB e o banco não te paga. Hoje o risco de um título público é menor que o risco privado. Comprar títulos do tesouro é menos arriscado.


(03:20:42) gui pergunta para Marcelo DAgosto: Petrobrás , Vale, Submarino e Itaú. Vou ganhar dinheiro com estas ações até quando?

(03:35:31) Marcelo DAgosto: gui, todas, tirando o Submarino, são empresas sólidas. Todas com custo de entrada muito alto. O submarino é um negocio novo, de internet, é um mercado volátil, tem baixo custo de entrada. Por outro lado, tem um potencial de valorização muito maior e pode explodir, pode ser que todo mundo compre pela internet.


(03:23:10) Falido fala para Marcelo DAgosto: Como funciona a operação de "aluguel de ações"? É um investimento mais seguro do que ações ou é mais um cassino mesmo?

(03:37:25) Marcelo DAgosto: Falido, não é cassino... Depende do que você quer fazer. Se você tem uma ação, pode alugá-la. Para você vender uma ação, você tem que alugá-la de alguém que a tenha e essa pessoa vai vendê-la. Tem gente que acha que se você alugar para alguém, vc sabe que a pessoa vai vender, vai jogar o preço pra baixo. E para que fazer isso? Mas tem gente que fala que é uma distorção do curto-prazo, e que além da rentabilidade da ação, ganha o aluguel também no longo prazo. É uma forma de aumentar a receita em cima de uma carteira de ações. Como locatário tem vários fundos que se dispõem a fazer isso. Como locador tem q falar com uma corretora que vai falar com os investidores que queiram alugar ações.


(03:23:15) SÉRGIO fala para Marcelo DAgosto: Minha mãe, já aposentada, de 73 anos, tem um recurso de R$ 145 mil e a gerente do Banco sugeriu que o melhor investimento era o VGBL. A intenção de minha mãe seria resgatar mensalmente parte da rentabilidade. A indicação foi correta? É melhor do que renda fixa?

(03:39:19) Marcelo DAgosto: Sergio, o VGBL é um fundo de previdência, o problema é a regra tributaria que é diferente, não tem dedução. Vai pagar pelo menos 15% de imposto... O melhor é um fundo, acho que a tributação sai mais em conta. Tem gente que fala que, como ela tem 73 anos, não passaria no inventário, mas é uma questão puramente fiscal, eu deixaria a coisa simples. Até porque vai que ela precise de um tratamento qualquer? O VGBL tem uma carência diferente.


(03:23:53) cris pergunta para Marcelo DAgosto: Tenho uma aposentadoria privada no antigo sistema de 0,5% ao mês + IGPM, posso mudar apenas para o sistema PGBL. Devo mudar já que o IGPM está muito baixo ou devo esperar porque pretendo deixar o dinheiro investido até me aposentar, em 2025?

(03:41:45) Marcelo DAgosto: cris, esse plano indexado ao IGPM é garantido, a seguradora garante. Se entrar em um PGBL, perde essa garantia, pode ganhar mais ou menos. Não dá para se impressionar muito com esse índice de inflação baixo, tem que ver ao longo do tempo. Historicamente, toda vez que o dólar cai, segura o IGPM, que é o índice mais tradicional. Mas como o seu caso é de longo prazo, relaxa.


(03:24:30) sansung fala para Marcelo DAgosto: estou com um dinheiro aplicado em PIBB COM OPC, investi em outubro, tenho um ano de contrato e tive rendimento até agora de 25% devo retirar ou esperar mais um tempo?

(03:43:09) Marcelo DAgosto: samsung, porque você fez isso originalmente? Subiu bastante. Vai perder o direito de vender para o BNDES a zero se tirar antes de outubro. Só deve tirar se quiser realizar o lucro. Vai ter que tomar uma decisão, mas 25% é um bom ganho.


(03:27:52) Alisson pergunta para Marcelo DAgosto: Boa tarde Marcelo, hoje, com R$100 mil valeria mais a pena comprar um imóvel à vista ou aplicar o dinheiro em fundo de renda fixa que renda algo em torno de 1,5%, e pagar um aluguel em torno de R$500?

(03:45:30) Marcelo DAgosto: alisson, se você tem R$ 100 mil renda aplicada, vamos dizer que renda R$ 12 mil por ano. O risco que você tem é do preço do imóvel subir ou da rentabilidade do fundo cair, tem que ver se vale a pena correr esse risco.


(03:28:02) Marcos fala para Marcelo DAgosto: Me considero um investidor com perfil conservador. Porém, recentemente fiz uma aplicação de 10% do meu capital em fundos de ações e a bolsa começou a cair (hoje está recuando mais de 3%). É uma tendência imediatista essa queda ou é algo que pode se reverter ao longo dos meses?

(03:46:13) Marcelo DAgosto: Marcos, pode reverter ao longo dos meses, mas acho que não... É bom ter uma visão um pouco mais longa, saber por que você aplicou em ação. com 10% do capital eu não estaria tão preocupado, vai retornar


(03:28:06) Rose fala para Marcelo DAgosto: Sou farmacêutica e recentemente estou fazendo uma pesquisa de mercado para abrir meu próprio negócio (Farmácia de Manipulação); vale a pena fazer financiamento no banco para comprar os equipamentos ou devo ir juntando uma grana?

(03:47:14) Marcelo DAgosto: rose, banco hoje no Brasil não faz papel de fomentador do desenvolvimento, só o BNDES. Talvez até tenha uma linha lá, com um juro baixo. Talvez seja legal procurar o Sebrae. Leasing é muito caro.


(03:28:14) Armim fala para qual o futuro dos fundos DI? Vale a pena resgatar tudo e pagar CPMF para aplicar em outro fundo?

(03:49:05) Marcelo DAgosto: armim, os fundos DI estão caindo e os de renda fixa estão ganhando mais, mas vão começar a perder, com essa oscilação nos juros, a partir da semana que vem. É normal, não se assuste, depois recupera. Talvez o melhor momento tenha passado... Você pode esperar até outubro e aí não paga CPMF.


(03:31:39) carlos fala para Marcelo DAgosto: A remuneração por aplicação na caderneta é muita pequena, no CDI ou CDB não passam de 14% líquidos anuais, com uma inflação oficial da ordem de 6 a 7% , não correspondendo a inflação real em relação a medicamentos, transporte, habitação, etc. Ainda reclamam que os juros estão elevados, como deveria ser o modelo taxas negativas para aplicação?

(03:52:02) Marcelo DAgosto: carlos, 14% líquidos vêm de uma Selic de 17,25%, 16,5%, ele é exceção. Tem que ver se está em um fundo errado... É muito comum no Brasil, e como não há liberdade para as pessoas mudarem de aplicação, o governo acaba assumindo isso e aí tem que ter um juro muito alto... Se houvesse mais liberdade, aí era 'se vira'. Se quisesse ganhar mais, a pessoas correria mais risco. O que não dá é essa situação que as pessoas não podem se movimentar.


(03:34:49) luciano fala para Marcelo DAgosto: gostaria de saber qual a perspectiva para a bolsa durante o ano de eleições. Vale a pena retirar o investimento agora pra fundos de renda fixa?

(03:52:52) Marcelo DAgosto: luciano, vai ser um ano volátil e tem que estar preparado para isso. Hoje, as pessoas estão em um clima mais para vender tudo.


(03:51:04) Alex fala para Marcelo DAgosto: Aplico meu dinheiro em fundos de renda fixa, de ações e multimercado; alem de investir diretamente em ações. Também invisto em moeda estrangeira. Não coloco todos os ovos numa única cesta. No entanto, não vejo um aumento expressivo do meu patrimônio. Será que a diversificação não é a melhor maneira para lucrar?

(03:57:35) Marcelo DAgosto: alex, a diversificação que você tem que ter é não comprar títulos co-relacionados. Se você compra ações na bolsa e dólar, são co-relacionados, você está se protegendo, mas não está saindo do lugar. Quando um sobe, o outro cai, dá um conforto. Mas você não pode zerar o risco, uma força vai pra lá e outra vai pra cá e você fica no mesmo lugar. Para aumentar a renda, você tem que se arriscar. Não estou dizendo pra você sair do dólar agora. A diversificação é a melhor maneira pra lucrar de uma forma segura, mas tem que pensar bem em como fazer isso, tem várias formas de diversificar. Não da pra fazer um diagnóstico assim. Tem que olhar também a taxa de administração. Mas não parece que você está tão mal.


(03:14:44) André fala para Marcelo DAgosto: Recentemente fiz uma aplicação em um fundo no Unibanco onde sou correntista cujo fundo é Unibanco Energia. O que você acha?

(03:22:04) Marcelo DAgosto: André, por acaso isso está no jornal "Valor Econômico" de hoje. Fizemos um levantamento dos melhores fundos de fevereiro, e o Unibanco Energia está lá, com uma série de fundos que tiveram rentabilidade boa. É sempre importante conhecer a estratégia de investimento do gestor, saber em quais ações está investindo, se informar um pouco mais sobre o que é o fundo.


(03:57:30) Moderador UOL News: O bate-papo com Marcelo D'Agosto termina aqui. O UOL News agradece a participação de todos!

ÍNDICE DE NOTÍCIAS  IMPRIMIR  ENVIE POR E-MAIL

27/07/2014

11h03- Campuseiros avaliam positivamente Campus Party Recife 2014

09h31- Ir de um lado a outro dos Estados Unidos leva 40 minutos em The Crew; veja o vídeo

02h00- Na Índia, riquixás também entram na era dos aplicativos

26/07/2014

21h26- Números da Campus Party Recife 2014 são divulgados na cerimônia de encerramento

20h40- Ford apresenta tecnologia que aciona serviço de emergência automaticamente

20h25- Irmãos Piologo falam sobre criação de humor na internet e sucesso do Mundo Canibal

18h03- "A mudança é a nossa era", afirma Dado Schneider em palestra inusitada

17h52- Tarde de gincana entre humoristas da internet na Campus Party

17h21- O dia a dia de um campuseiro... por um campuseiro

17h07- Aplicativo emite sons para chamar atenção de animais de estimação enquanto tira fotos