UOL NewsUOL News
UOL BUSCA
FALE COM UOL NEWS

06/07/2005 - 17h46
Leia a íntegra do bate-papo com a ginecologista Mara Diegoli

Veja a entrevista em vídeo

Da Redação

No programa "Consulta Médica" desta quarta-feira, Lillian Witte Fibe recebeu a ginecologista Mara Diegoli, do Hospital das Clínicas de São Paulo. Ela respondeu às dúvidas dos internautas sobre tensão pré-menstrual (TPM). Acompanhe a íntegra do bate-papo.


(03:38:18) Vander fala para Mara Diegoli: Como convencer uma mulher que ela esta com TPM, sem ser o marido chato.... rs rs rs

(04:11:45) Mara Diegoli: Vander, essa é uma pergunta boa! A maioria das mulheres que recebemos são trazidas pelo marido. Quando vc já sabe que ela está irritada, fale, bem delicado: 'meu bem, será que você não vai menstruar?', 'será que não está naqueles dias?'. E não entre em atrito, não brigue com ela durante esses dias. Depois que passar, diga a ela que foi difícil, que talvez fosse melhor ela procurar ajuda médica e tentar um tratamento, que vai ser bom pra vc e pra ela, pois vc agüentou desta vez, mas não sabe se consegue agüentar uma próxima.


(03:38:30) Frango de Macumba fala para Mara Diegoli: Mulheres que tomam medicamento contra hipertensão arterial são mais propensas a ter também ter TMP? Isso pode ter mais alguma complicação, por exemplo; serem vitimas de um derrame cerebral? Tive um caso na família, que a pessoa era hipertensa, regularmente tinha tmp e sofreu um derrame cerebral aos 56 anos e faleceu. Isso tem alguma relação?

(04:12:18) Mara Diegoli: Frango de Macumba, não. A TPM é mais freqüente a partir dos 30 anos. Pacientes com hipertensão arterial ou qualquer doença vai ter os sintomas piorados nesse período. A chance de ter uma complicação neste período é maior, mas não foi a TPM que causou a morte da paciente, mas a doença de base.


(03:46:37) Patrícia fala para Mara Diegoli: Tenho todos os sintomas de tpm... tudo de uma vez... há 9 meses tomo uma injeção que deveria suspender a ovulação e menstruação, mas menstruo 20 dias consecutivos a cada 2 meses.

(04:13:27) Mara Diegoli: Patrícia, essa é a famosa injeção trimestral. Pode ou não interromper a menstruação. Nas primeiras injeções, é difícil. Começa a interromper por volta do sexto, do nono mês. Pelo que vc diz, não funcionou. Procure seu médico para buscar um novo tratamento.


(03:47:20) Fás fala para Mara Diegoli: o que causa a TPM?

(04:22:36) Mara Diegoli: Fás, há uma série de fatores, mais de 150 sintomas. Entre elas estão a heditariedade (mãe pra filha), fatores externos (estresse, dificuldades em casa, no trabalho...), que consomem mais rápido a serotonina, que é a substância que deixa a mulher mais alegre, mais disposta. A cólica ou as dores que acompanham são causadas pela liberação da prostaglandina, substância presente no corpo da mulher. Finalmente, na segunda metade do ciclo, começamos a produzir a progesterona. Ela retém mais líquido, piora o humor, porque faz cair o nível da serotonina. Quando a mulher entra na segunda fase do ciclo, ovula e produz mais progesterona, tem mais probabilidade de ter a TPM.


(03:47:38) Flávia fala para Mara Diegoli: Boa tarde, Mara, como faço para a TPM não me atrapalhar em meu relacionamento???

(04:26:22) Mara Diegoli: Flávia, como diagnosticar se tem TPM? pegue um calendário e anote todos os sintomas, veja se eles pioram quando a menstrução está chegando e melhoram quando a menstruação terminou. Se for assim, é TPM. Vc pode acionar medidas para evitar complicações da TPM. Ex: nesses dias não tome decisões, grandes definições na vida, reuniões com o chefe, atritos... evite comida salgada (sal retém água), fumar muito (você já está mais ansiosa, está com insônia, o fumo vai piorar isso). E faça uma atividade física. Quando estiver muito irritada, ao invés de partir para a briga, conte até 10 e faça um exercício, vá dar uma volta. Procure válvulas de escape para descarregar, diminuir a tensão. Lembre-se que a TPM passa, mas o que vc fez nesse período, nunca mais será esquecido. É muito importante o auto-controle, nós levamos muito tempo para atingir níveis, posições no trabalho. Às vezes por causa de uma TPM você pode perder o emprego. Policie-se. Se achar que só isso não basta, procure um médico, pois há remédios tanto para dor de cabeça como para o humor, que podem melhorar a TPM.


(03:47:43) VIVI fala para Mara Diegoli: ola... gostaria de saber se a alimentacao influencia na TPM?

(04:27:55) Mara Diegoli: VIVI, muito pouco. Algumas medidas de ordens gerais são boas, mas isso de comprar comida específica pra esse período não vale a pena, a diferença é muito pequena. Evitar sal, álcool e fumo é bom. E de preferência consuma comida diurética, como morango, alcachofra. Não muda seu humor, pode só melhorar seu estado físico.


(03:51:52) Sabine fala para Mara Diegoli: Sempre morri de TPM, aí resolvi fazer o implante, que dura dois anos. No entanto de uns tempos pra cá, minha menstruação que tinha parado, voltou. É normal? Tomei antiinflamatórios e antibióticos, além de corticóides durante 10 meses, isso pode ter alguma relação?

(04:28:32) Mara Diegoli: Sabine, corticóide retém muito líquido, vc não disse por que tomou... Com implante, só 70% das mulheres consegue a interrupção. E quando está terminando o prazo dele (normalmente três anos e não dois) pode haver sangramento, sim. Se não melhorou com essas medidas, tire o implante, pois o sangramento pode aumentar.


(03:51:58) Patrícia fala para Mara Diegoli: Posso suspender o uso da injeção (depo provera) e substituir pela pílula que tomava antes? (Yasmin)?

(04:29:35) Mara Diegoli: Patrícia, uma coisa não tem nada a ver com a outra. O Depo Provera vc deve ter tomado com o objetivo de interromper a menstruação. Se optou por parar o Depo Provera, pare, mas lembre-se que no terceiro mês vc já pode engravidar. Aí entra com uma pílula. Cada uma tem uma função específica. Pra saber qual delas, pergunte ao seu médico. O Yasmin é uma opção, mas eu recomendaria uma pílula de menor dosagem.


(03:52:12) ROSI fala para Mara Diegoli: BEM ESTOU GRÁVIDA DE 5 MESES DE VEZ EM QUANDO SINTO UMAS DORES NO PÉ DA BARRIGA, ISSO É NORMAL OU NÃO

(04:30:06) Mara Diegoli: ROSI, dor na gravidez não é bom, tem que investigar. Pode ser uma tentativa do seu corpo de eliminar o nenê. Ou uma infecção de urina. Procure seu médico, ele vai lhe dar medicamentos para diminuir a atividade uterina, e evitar que você perca esse nenê.


(03:54:57) *Lia* fala para Mara Diegoli: Boa tarde , é normal ter enjoo durante o periodo da TPM?

(04:30:57) Mara Diegoli: *Lia*, é, mas não muito. É mais comum na dismenorréia, que quer dizer "menstruação difícil". Quando essa mulher menstrua é freqüente ela ter cólica, dor de cabeça, enjôo e às vezes até desmaiar. Deve, sim, tratar, principalmente tentando diminuir a dor, pois a causa do enjôo é a dor de cabeça ou a cólica menstrual.


(03:59:18) Frango de Macumba fala para Mara Diegoli: Uma mulher entre 20-30 anos que interrompe a menstruação, tem algum problema no futuro para engravidar?

(04:32:30) Mara Diegoli: Frango de Macumba, depende do que usou para interromper, com qual método. Alguns, como a injeção trimestral, podem levar mais tempo para voltar a menstruação. É importante lembrar que, se a paciente já tinha irregularidade na menstruação antes, ela continuará tendo a doença de base, não muda nada da probabilidade de engravidar.


(03:59:40) DEIA fala para Mara Diegoli: boa tarde Dra.tenho 30 anos e de uns 3 anos para ca nao qdo estou com tpm fico irritada,mau humorada,com fortes dores de cabeça e nas pernas ...porque cada ano que passa ficamos piores?

(04:34:50) Mara Diegoli: DEIA, é natural que a TPM piore, fique mais intensa depois dos 30 anos, é uma idade limítrofe. A TPM é muito mais freqüente a partir daí, é natural que tenha sintomas mais intensos a cada ano. O tipo de sintoma muda também. Sintomas de irritabilidade e depressão são mais comuns após os 30. Sintomas físicos são mais comuns na primeira fase. É mais comum a adolescente ter dismenorréia, dor na menstruação. Ela nem percebe que vai menstruar, quando vê já tem a cólica... A mulher de mais idade, não, ela sente que está irritada, nervosa, pressente que vai menstruar.

(04:03:34) Patrícia fala para Mara Diegoli: Tive trombose na safena há cerca de 3 anos e suspendi o uso da pílula desde então (e também parei de fumar)... se voltar a tomar, estou novamente sujeita a trombose?

(04:44:15) Mara Diegoli: Patrícia, nunca tome pílula, nenhum tipo de hormônio se teve trombose ou se teve antecedentes familiares. Nunca. Seja como pílula anticoncepção ou para reposição hormonal, no futuro. Pode causa a morte ou deixar a pessoa tetraplégica. Use outro método anticoncepcional como DIU, sem hormônio. Cigarro e pílula anticoncepcional também é combinação perigosíssima. No meu consultório eu peço à paciente fumante que assine um papel dizendo que está consciente que ao fumar e usar pílula ela aumenta a incidência de ter um problema cardiológico ou neurológico, por causa de uma trombose.


(04:04:10) esfinge fala para Mara Diegoli: Dra Mara, estou com 44a, tenho um filho de 2a, ando muito nervosa, minha mestruação as vezes atrasa é normal, ou é caso de procurar esclarecimentos sobre menopausa?

(04:49:18) Mara Diegoli: esfinge, não. Se estiver mais nervosa e irritada no pré-menstrual, pode ser a TPM, que se intensifica com a idade. Antes de 1 ano de atraso vc nunca pode dizer que está na menopausa. Se tiver outros sintomas, como calores, faça a dosagem hormonal (do FSH e do LH). Se eles estiverem altos, pode até pensar que você está entrando no climatério (período de dois anos, em média, que antecede a menopausa). Mas a mulher que se cuida, que não fuma, em média entra na menopausa aos 48 anos. Acima dos 40 não consideramos menopausa precoce. Até 52 é freqüente. Aos 56, já passou da média, deixa a gente mais preocupada... Menopausa mais tarde é bom porque você continua "jovem", está produzindo hormônio. Por outro lado, esses hormônios causam risco de câncer mama, principalmente, e de endométrio...


(04:04:56) Lindinha fala para Mara Diegoli: Tenho tido muita dor de cabeça durante a menstruação... O que devo fazer ?

(04:50:53) Mara Diegoli: Lindinha, a dor de cabeça pode ocorrer 24 horas antes da menstruação ou durante. A queda abrupta do estrogênio faz o vaso dilatar, latejar, aí vem a dor. O que fazer? Tome medicamentos mais leves, analgésicos com menos efeitos colaterais. Se não melhorar, passe para analgésicos mais potentes. Em último caso pode ter que entrar com medidas profiláticas. Ou medicamento por um período maior ou até a interferir na menstruação.


(04:51:34) Mara Diegoli: Obrigada a todos e até uma próxima oportunidade!

ÍNDICE DE NOTÍCIAS  IMPRIMIR  ENVIE POR E-MAIL

01/09/2014

09h08- MSI mostra projeto térmico Twin Frozr V para possíveis GTX 980 e 970

08h49- Resident Evil HD Remaster ganha seu primeiro trailer

08h21- Nasa divulga imagem rara do ônibus espacial acoplado à ISS

08h20- Skyscanner lança no Brasil app de comparativo de hotéis

08h14- App fuseMe quer ser o WhatsApp do setor corporativo

07h34- Saraiva lança recurso de e-commerce através de reconhecimento das capas de livros

07h08- Dragon Age: Inquisition terá modo multiplayer para até quatro jogadores

06h00- Por R$ 350, fone Panasonic oferece conforto e boa qualidade de áudio

02h00- Aplicativo substitui endereços e coordenadas por trincas de palavras

31/08/2014

19h42- Lista Adrenaline: Os caninos mais bacanas dos games