UOL Notícias Fotos

Limpeza da mancha de óleo nos EUA

Limpeza da mancha de óleo nos EUA

21/05/2010

Informações sobre o álbums
  • editoria:Geral
  • galeria: Limpeza da mancha de óleo nos EUA
  • link: http://noticias.uol.com.br/album/100521golfopetroleo_album.jhtm
  • totalImagens: 149
  • fotoInicial: 16
  • imagePath: http://n.i.uol.com.br/ultnot/album/
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20100701171516
Fotos
Integrantes das equipes que trabalham na limpeza do desastre ambiental no golfo do México, nos EUA, sobrevoam as áreas onde a queima de óleo acontece para manter a ação sob controle. Grandes quantidades da substância estão sendo queimadas propositalmente na tentativa de reduzir as manchas óleo no mar U.S. Coast Guard/Reuters Mais
Ave pesca um peixe perto da praia de Venice, no Estado da Louisiana, onde ocorreu o derramamento de óleo no golfo do México. Muitos animais correm risco com o desastre ambiental nos Estados Unidos. O governo informou que "pequenas porções" da mancha negra de petróleo que avança pelo Golfo do México penetraram na principal corrente marinha da região Charlie Riedel/AP Mais
Trabalhadores constroem uma represa artificial para isolar áreas onde as manchas de óleo são maiores. O governo americano informou que "pequenas porções" da mancha negra de petróleo que avança pelo Golfo do México penetraram na principal corrente marinha da região Semansky Patrick/AP Mais
Máquinas da Guarda Nacional trabalham na limpeza das praias em Louisiana. O governo americano informou que "pequenas porções" da mancha negra de petróleo que avança pelo Golfo do México penetraram na principal corrente marinha da região Semansky Patrick/AP Mais
Manchas de petróleo são vistas por toda a extensão das praias da Louisiana. O governo americano informou que "pequenas porções" da mancha negra de petróleo que avança pelo Golfo do México penetraram na principal corrente marinha da região Mais
Pontes e barragens artificiais estão sendo construídas ao longo de diversas praias em Louisiana. O governo americano informou que "pequenas porções" da mancha negra de petróleo que avança pelo Golfo do México penetraram na principal corrente marinha da região Charlie Riedel/AP Mais
Barcos pesqueiros, principalmente os de camarão, auxiliam na limpeza do golfo do México com as boias de contenção. O governo americano informou que "pequenas porções" da mancha negra de petróleo que avança pelo Golfo do México penetraram na principal corrente marinha da região Charlie Riedel/AP Mais
Barcos pesqueiros, principalmente os de camarão, auxiliam na limpeza do golfo do México com as boias de contenção. O governo americano informou que "pequenas porções" da mancha negra de petróleo que avança pelo Golfo do México penetraram na principal corrente marinha da região Charlie Riedel/AP Mais
Barcos pesqueiros, principalmente os de camarão, auxiliam na limpeza do golfo do México com as boias de contenção. O governo americano informou que "pequenas porções" da mancha negra de petróleo que avança pelo Golfo do México penetraram na principal corrente marinha da região Charlie Riedel/AP Mais
Empreiteiro contratado pela BP fecha a tampa de uma amostra do óleo, retirada do mar no Golfo do México. O governo americano informou que "pequenas porções" da mancha negra de petróleo que avança pelo Golfo do México penetraram na principal corrente marinha da região Semansky Patrick/AP Mais
Frequentadores da praia de Grand Isle, na Lousiana, têm que conviver com pequenas manchas de óleo ao longo da areia. O governo americano informou que "pequenas porções" da mancha negra de petróleo que avança pelo Golfo do México penetraram na principal corrente marinha da região Semansky Patrick/AP Mais
Imagem da NASA (agência espacial americana) mostra como está a mancha de óleo nas águas de superfície do golfo do México. O governo americano informou que "pequenas porções" da mancha negra de petróleo que avança pelo Golfo do México penetraram na principal corrente marinha da região NASA/AFP Mais
Trabalhadores carregam em um barco uma carga de óleo contaminado do golfo do México. O governo americano informou que "pequenas porções" da mancha negra de petróleo que avança pelo Golfo do México penetraram na principal corrente marinha da região AFP Mais
A gerente da Federação Nacional da Vida Selvagem analisa a água e o óleo em uma área ao longo da costa da Louisiana. O governo americano informou que "pequenas porções" da mancha negra de petróleo que avança pelo Golfo do México penetraram na principal corrente marinha da região Charlie Riedel/AP Mais
A gerente da Federação Nacional da Vida Selvagem analisa a água e o óleo em uma área ao longo da costa da Louisiana. O governo americano informou que "pequenas porções" da mancha negra de petróleo que avança pelo Golfo do México penetraram na principal corrente marinha da região Charlie Riedel/AP Mais
A mancha de óleo atingiu diversas áreas mais internas da costa da Louisiana. O governo americano informou que "pequenas porções" da mancha negra de petróleo que avança pelo Golfo do México penetraram na principal corrente marinha da região Charlie Riedel/AP Mais
Trabalhador limpa mancha de óleo que atingiu o litoral de Grand Isle, na Louisiana. O governo americano informou que "pequenas porções" da mancha negra de petróleo que avança pelo Golfo do México penetraram na principal corrente marinha da região Sean Gardner / Reuters Mais
Banhistas passam ao lado de pássaro morto pela mancha de petróleo na praia de Grand Isle, Louisiana. O governo americano informou que "pequenas porções" da mancha negra de petróleo que avança pelo Golfo do México penetraram na principal corrente marinha da região Sean Gardner / Reuters Mais
A mancha de óleo atingiu diversas áreas mais internas da costa da Louisiana. O governo americano informou que "pequenas porções" da mancha negra de petróleo que avança pelo Golfo do México penetraram na principal corrente marinha da região Gerald Herbert / AP Mais
A mancha de óleo atingiu diversas áreas mais internas da costa da Louisiana. O governo americano informou que "pequenas porções" da mancha negra de petróleo que avança pelo Golfo do México penetraram na principal corrente marinha da região Gerald Herbert / AP Mais
A mancha de óleo atingiu diversas áreas da costa da Louisiana. O governo americano informou que "pequenas porções" da mancha negra de petróleo que avança pelo Golfo do México penetraram na principal corrente marinha da região Gerald Herbert/AP Mais
<b>22.maio.2010</b> - Trabalhadores recolhem óleo e detritos em uma praia em Grand Isle, na Louisiana. O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse neste sábado (22) que a perfuração para buscar mais petróleo no mar só pode ir adiante com garantias de que desastres como o do vazamento no Golfo do México não voltem a se repetir Patrick Semansky/AP Mais
<b>22.maio.2010</b> - Um peixe morto aparece coberto de petróleo numa praia em Grand Isle, na Louisiana. O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse neste sábado (22) que a perfuração para buscar mais petróleo no mar só pode ir adiante com garantias de que desastres como o do vazamento no Golfo do México não voltem a se repetir AFP Mais
<b>22.maio.2010</b> - Caranguejo coberto de óleo é visto numa praia em Grand Isle, na Louisiana. O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse neste sábado (22) que a perfuração para buscar mais petróleo no mar só pode ir adiante com garantias de que desastres como o do vazamento no Golfo do México não voltem a se repetir AFP Mais
<b>22.maio.2010</b> - Trabalhadores recolhem óleo e detritos em uma praia em Grand Isle, na Louisiana. O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse neste sábado (22) que a perfuração para buscar mais petróleo no mar só pode ir adiante com garantias de que desastres como o do vazamento no Golfo do México não voltem a se repetir Patrick Semansky/AP Mais
<b>22.maio.2010</b> - Trabalhadores recolhem óleo e detritos em uma praia em Grand Isle, na Louisiana. O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse neste sábado (22) que a perfuração para buscar mais petróleo no mar só pode ir adiante com garantias de que desastres como o do vazamento no Golfo do México não voltem a se repetir Patrick Semansky/AP Mais
<b>22.maio.2010</b> - Trabalhadores recolhem óleo e detritos em uma praia em Grand Isle, na Louisiana. O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse neste sábado (22) que a perfuração para buscar mais petróleo no mar só pode ir adiante com garantias de que desastres como o do vazamento no Golfo do México não voltem a se repetir Patrick Semansky/AP Mais
<b>23.maio.2010</b> - O óleo derramado pela plataforma na BP na costa de Louisiana chegou até a baía de Barataria, local onde pelicanos, andorinhas e gaivotas fazem seus ninhos.O desastre no golfo do México completou um mês, e ainda há dificuldades para conter o óleo, que continua se espalhando Gerald Herbert/AP Mais
<b>23.maio.2010</b> - Trabalhador retira um siri azul completamente coberto pelo óleo na Ilha de Elmer, na Louisiana. O desastre no golfo do México completou um mês, e ainda há dificuldades para conter o óleo, que continua se espalhando AFP Mais
<b>23.maio.2010</b> - Trabalhadores limpam as águas rasas da costa da Lousiana. O desastre no golfo do México completou um mês, e ainda há dificuldades para conter o óleo, que continua se espalhando AFP Mais
<b>23.maio.2010</b> - Barreiras de contenção artificiais para conter a mancha de óleo nas praias da Louisiana. O desastre no golfo do México completou um mês, e ainda há dificuldades para conter o óleo, que continua se espalhando AFP Mais
<b>23.maio.2010</b> - Equipe limpa óleo que chegou à costa da Ilha de Elmer, uma reserva ambiental no Estado de Louisiana, nos Estados Unidos. O desastre no golfo do México completou um mês, e ainda há dificuldades para conter o óleo, que continua se espalhando EFE Mais
<b>23.maio.2010</b> - Óleo é encurralado entre dois braços de boias absorvente em um pântano na costa da Louisiana. O desastre no golfo do México completou um mês, e ainda há dificuldades para conter o óleo, que continua se espalhando AP Mais
<b>23.maio.2010</b> - Funcionário que faz a limpeza dos canais na baía de Barataria e pelicanos se alvoroçam com a proximidade de seus ninhos AP Mais
<b>23.maio.2010</b> - Funcionários tentam limpar mancha de óleo na parte sul de East Bay Daniel Beltra/Greenpeace/ Reuter Mais
<b>24.maio.2010</b> - Pelicanos voam em torno das barreiras de contenção colocadas para tentar limitar a mancha de óleo John Moore/Getty Images/AFP Mais
<b>24.maio.2010</b> - Pelicanos marrons, comuns na região da costa da Louisiana, estão ameaçados com o derramamento do óleo. Na foto, pelicano aparece com diversas manchas de petróleo no corpo John Moore/Getty Images/AFP Mais
<b>24.maio.2010</b> - O petróleo derramado já chegou nos pântanos da costa da Louisiana. Na foto, óleo é visto na reserva natural de Pass a Loutre, na segunda-feira (24) Gerald Herbert/AP Mais
<b>24.maio.2010</b> - Funcionário contratado pela BP realiza a limpeza do óleo com uma máquina na reserva natural de Pass a Loutre, na Louisiana Gerald Herbert/AP Mais
<b>24.maio.2010</b> - As boias de contenção aparecem encharcadas de óleo na reserva natural de Pass a Loutre, na Louisiana Gerald Herbert/AP Mais
<b>25.maio.2010</b> - Nesta terça-feira (25) as autoridades locais fecharam as praias da ilha de Grand Isle, na Louisiana, em decorrência do derramamento de óleo que atinge a costa. Hoje, o subprocurador de Justiça dos EUA, Thomas Perrelli, disse que o governo americano tomará medidas para garantir que os responsáveis pelo derramamento de petróleo no Golfo do México "paguem pela devastação que causaram" Patrick Semansky/AP Mais
<b>25.maio.2010</b> - Uma barreira de contenção rasgada é encontrada na praia de Elmer?s Island, onde também há uma grande concentração de equipes de limpeza da BP. Hoje, o subprocurador de Justiça dos EUA, Thomas Perrelli, disse que o governo americano tomará medidas para garantir que os responsáveis pelo derramamento de petróleo no Golfo do México "paguem pela devastação que causaram" John Moore/Getty Images/AFP Mais
<b>25.maio.2010</b> - Grupo de limpeza contratado pela BP trabalha na praia de Port Fourchon, na Louisiana. Hoje, o subprocurador de Justiça dos EUA, Thomas Perrelli, disse que o governo americano tomará medidas para garantir que os responsáveis pelo derramamento de petróleo no Golfo do México "paguem pela devastação que causaram" John Moore/Getty Images/AFP Mais
<b>25.maio.2010</b> - Equipes de limpeza trabalham na praia de Port Fourchon, na Louisiana, ao lado de um esqueleto de golfinho. Hoje, o subprocurador de Justiça dos EUA, Thomas Perrelli, disse que o governo americano tomará medidas para garantir que os responsáveis pelo derramamento de petróleo no Golfo do México "paguem pela devastação que causaram" John Moore/Getty Images/AFP Mais
<b>26 de maio</b> - Reprodução de vídeo submarino divulgado pela operadora petrolífera mostra centenas de litros de petróleo jorrando da plataforma da BP, no Golfo do México, nos EUA. O desastre ambiental já é um dos maiores do país e ocorreu em 20 de abril quando a plataforma petrolífera "Deepwater Horizon" explodiu e depois afundou BP/Reuters Mais
<b>26 de maio</b> - Pássaros sobrevoam região coberta por mancha de óleo no Golfo do México, próximo à Brush Island, Louisiania, EUA. A empresa BP tenta nesta quarta-feira colocar em prática um complicado plano para tapar o vazamento de petróleo que já dura cinco semanas no golfo do México. Se a "sufocação" do poço entrar para a lista de fracassos da BP, o governo dos EUA pode se ver na obrigação de assumir diretamente os esforços para controlar esse que já é o pior vazamento de óleo na história do país Win McNamee/Getty Images/AFP Mais
<b>26 de maio</b> - Região coberta por mancha de óleo no Golfo do México, próximo à Brush Island, Louisiania, EUA. A empresa BP tenta nesta quarta-feira colocar em prática um complicado plano para tapar o vazamento de petróleo que já dura cinco semanas no golfo do México. Se a "sufocação" do poço entrar para a lista de fracassos da BP, o governo dos EUA pode se ver na obrigação de assumir diretamente os esforços para controlar esse que já é o pior vazamento de óleo na história do país Win McNamee/Getty Images/AFP Mais
<b>26 de maio</b> - Pássaros pousam em região atingida por mancha de óleo no Golfo do México, próximo à Brush Island, Louisiania, EUA. A empresa BP tenta nesta quarta-feira colocar em prática um complicado plano para tapar o vazamento de petróleo que já dura cinco semanas no golfo do México. Se a "sufocação" do poço entrar para a lista de fracassos da BP, o governo dos EUA pode se ver na obrigação de assumir diretamente os esforços para controlar esse que já é o pior vazamento de óleo na história do país Win McNamee/Getty Images/AFP Mais
<b>26 de maio</b>- Pássaros pousam em região atingida por mancha de óleo no Golfo do México, próximo à Brush Island, Louisiania, EUA. A empresa BP tenta nesta quarta-feira colocar em prática um complicado plano para tapar o vazamento de petróleo que já dura cinco semanas no golfo do México. Se a "sufocação" do poço entrar para a lista de fracassos da BP, o governo pode se ver na obrigação de assumir diretamente os esforços para controlar esse que já é o pior vazamento de óleo na história do país Win McNamee/Getty Images/AFP Mais
<b>27.maio.2010</b> - Óleo acumulado é visto na praia da reserva ambiental de Grand Isle, na Louisiana. Nesta quinta-feira (27) o comandante da Guarda Costeira dos Estados Unidos, Thad Allen, disse que a operação de fechamento do poço da British Petroleum está funcionando e, por enquanto, o vazamento de petróleo foi refreado. Tom Muller, porta-voz da BP, no entanto, diz que os "esforços continuam" Win McNamee/Getty Images/AFP Mais
<b>27.maio.2010</b> - Várias praias da reserva ambiental de Grand Isle, na Louisiana, permanecem fechadas para banhistas desde que o óleo chegou na costa do Estado. Nesta quinta-feira (27) o comandante da Guarda Costeira dos Estados Unidos, Thad Allen, disse que a operação de fechamento do poço da British Petroleum está funcionando e, por enquanto, o vazamento de petróleo foi refreado. Tom Muller, porta-voz da BP, no entanto, diz que os "esforços continuam" Win McNamee/Getty Images/AFP Mais
<b>27.maio.2010</b> - Trabalhadores contratados pela BP continuam fazendo a limpeza das praias de Grand Isle, na Louisiana. Nesta quinta-feira (27) o comandante da Guarda Costeira dos Estados Unidos, Thad Allen, disse que a operação de fechamento do poço da British Petroleum está funcionando e, por enquanto, o vazamento de petróleo foi refreado. Tom Muller, porta-voz da BP, no entanto, diz que os "esforços continuam" Win McNamee/Getty Images/AFP Mais
<b>27.maio.2010</b> - Integrantes da Guarda Nacional da Louisiana instalam barreiras flutuantes destinados a proteger as praias de Grand Isle, na Louisiana. Nesta quinta-feira (27) o comandante da Guarda Costeira dos Estados Unidos, Thad Allen, disse que a operação de fechamento do poço da British Petroleum está funcionando e, por enquanto, o vazamento de petróleo foi refreado. Tom Muller, porta-voz da BP, no entanto, diz que os "esforços continuam" Win McNamee/Getty Images/AFP Mais
<b>27.maio.2010</b> - Integrantes da Guarda Nacional da Louisiana instalam barreiras flutuantes destinados a proteger as praias de Grand Isle, na Louisiana. Nesta quinta-feira (27) o comandante da Guarda Costeira dos Estados Unidos, Thad Allen, disse que a operação de fechamento do poço da British Petroleum está funcionando e, por enquanto, o vazamento de petróleo foi refreado. Tom Muller, porta-voz da BP, no entanto, diz que os "esforços continuam" Win McNamee/Getty Images/AFP Mais
<b>27.maio.2010</b> - Diversos peixes apareceram mortos nas praias da costa da Louisiana depois do derramamento de óleo da plataforma da BP. Nesta quinta-feira (27) o comandante da Guarda Costeira dos Estados Unidos, Thad Allen, disse que a operação de fechamento do poço da British Petroleum está funcionando e, por enquanto, o vazamento de petróleo foi refreado. Tom Muller, porta-voz da BP, no entanto, diz que os "esforços continuam" Win McNamee/Getty Images/AFP Mais
<b>27.maio.2010</b> - Reprodução de vídeo submarino divulgado pela BP o vazamento de óleo no golfo do México, nos EUA. Nesta quinta-feira (27) o comandante da Guarda Costeira dos Estados Unidos, Thad Allen, disse que a operação de fechamento do poço da British Petroleum está funcionando e, por enquanto, o vazamento de petróleo foi refreado. Tom Muller, porta-voz da BP, no entanto, diz que os "esforços continuam" BP/AFP Mais
<b>28.maio.2010</b> Foto de satélite obtida nesta sexta-feira mostra a extensão da mancha de óleo no Golfo do México no último domingo (23). O executivo-chefe da British Petroleum (BP), Tony Hayward, disse hoje que demorará ainda dois dias para saber se a injeção de lama no poço que está vazando petróleo no Golfo do México funcionou Nasa/ AFP Mais
<b>28.maio.2010</b> - Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, chegou nesta sexta-feira (28) à praia de Port Fourchon, na Louisiana, para uma segunda visita à zona afetada pelo derramamento de óleo no Golfo do México. Obama anunciou que vai triplicar a força de trabalho na região Jim Watson/AFP Mais
<b>28.maio.2010</b> - Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, chegou nesta sexta-feira (28) à praia de Port Fourchon, na Louisiana, para uma segunda visita à zona afetada pelo derramamento de óleo no Golfo do México. Obama anunciou que vai triplicar a força de trabalho na região Larry Downing/Reuters Mais
<b>28.maio.2010</b> - Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, chegou nesta sexta-feira (28) à praia de Port Fourchon, na Louisiana, para uma segunda visita à zona afetada pelo derramamento de óleo no Golfo do México. Obama anunciou que vai triplicar a força de trabalho na região Larry Downing/Reuters Mais
<b>28.maio.2010</b> - Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, chegou nesta sexta-feira (28) à praia de Port Fourchon, na Louisiana, para uma segunda visita à zona afetada pelo derramamento de óleo no Golfo do México. Obama anunciou que vai triplicar a força de trabalho na região Win McNamee/EFE Mais
<b>28.maio.2010</b> - Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, chegou nesta sexta-feira (28) à praia de Port Fourchon, na Louisiana, para uma segunda visita à zona afetada pelo derramamento de óleo no Golfo do México. Obama anunciou que vai triplicar a força de trabalho na região Win McNamee/EFE Mais
<b>28.maio.2010</b> - Presidente americano, Barack Obama, se reuniu com o governador da Louisiana, Bobby Jindal, e outras autoridades no Estado mais afetado pelo derramamento de óleo. Obama anunciou que vai triplicar a força de trabalho na região Jim Watson/AFP Mais
<b>29.maio.2010</b> - Foto liberada pela Guarda Costeira dos EUA mostra o voo de observação e levantamento da situação das águas do golfo do México U.S. Coast Guard/AP Mais
<b>30.maio.2010</b> - Moradores de Nova Orleans protestaram neste domingo (30) contra a BP e o derramamento de óleo na costa da Louisiana Jae C. Hong/AP Mais
<b>30.maio.2010</b> - rabalhadores contratados pela BP continuam fazendo a limpeza das praias de Grand Isle, na Louisiana Jae C. Hong/AP Mais
<b>30.maio.2010</b> - Trabalhadores permanecem na limpeza das praias de Grand Isle, na Louisiana, enquanto os moradores não podem permanecer na areia Jae C. Hong/AP Mais
<b>30.maio.2010</b> - Placa pintada pelos moradores da região prejudicada pelo derramamento de óleo em Grand Isle, na Louisiana, mostra que a população está insatisfeita com a BP e o governo de Barack Obama Lee Celano/ Mais
<b>31.maio.2010</b> - Reprodução de vídeo submarino divulgado pela BP mostra que o vazamento de óleo no golfo do México, nos EUA, ainda não cessou nesta segunda-feira (31) BP PLC/AP Mais
<b>31.maio.2010</b> - Diversas manchas de óleo ainda podem ser vistas do alto em locais próximos onde aconteceu o desastre com a plataforma da BP no golfo do México, Jae C. Hong/AP Mais
<b>31.maio.2010</b> - Foto de satélite mostra a extensão da mancha de óleo no golfo do México nesta segunda-feira (31). O petróleo é visível a 355 km a sudoeste do local da explosão da plataforma Mais
<b>1°.junho.2010</b> - Reprodução de vídeo submarino divulgado pela BP mostra que os técnicos da petrolífera usam uma nova técnica para tentar resolver o problema do vazamento de óleo no México. A técnica tem como objetivo remover a tubulação danificada com uma serra robótica e cobrir o local da fuga do óleo com uma válvula de contenção BP/Reuters Mais
<b>1°.junho.2010</b> - Reprodução de vídeo submarino divulgado pela BP mostra que os técnicos da petrolífera usam uma nova técnica para tentar resolver o problema do vazamento de óleo no México. A técnica tem como objetivo remover a tubulação danificada com uma serra robótica e cobrir o local da fuga do óleo com uma válvula de contenção BP/Reuters Mais
<b>1°.junho.2010</b> - O presidente americano, Barack Obama, prometeu nesta terça-feira (1°) responsabilizar legalmente os culpados pelo desastre de petróleo no golfo do México. O anúncio foi feito ao lado o ex-senador e ex-governador da Flórida Bob Graham (esq.) e o ex-administrador da Agência de Proteção Ambiental (EPA) William K. Reilly (dir.) que lideram a comissão presidencial que investiga o vazamento Charles Dharapak/AP Mais
<b>1°.junho.2010</b> - Na noite desta terça-feira (1°) uma reprodução do vídeo divulgado pela BP mostra que ainda jorra petróleo da plataforma afundada. Os técnicos trabalham na tentativa de conter o vazamento de óleo nas águas profundas do golfo do México BP/Reuters Mais
<b>1°.junho.2010</b> - Na noite desta terça-feira (1°) uma reprodução do vídeo divulgado pela BP mostra que ainda jorra petróleo da plataforma afundada. Os técnicos trabalham na tentativa de conter o vazamento de óleo nas águas profundas do golfo do México BP/Reuters Mais
<b>1°.junho.2010</b> - Militares da Guarda Nacional trabalham na limpeza das praias de Grand Isle, em Louisiana, mesmo durante à noite Patrick Semansky/AP Mais
<b>1°.junho.2010</b> - Militares da Guarda Nacional trabalham na limpeza das praias de Grand Isle, em Louisiana, mesmo durante à noite Patrick Semansky/AP Mais
<b>1°.junho.2010</b> - Militares da Guarda Nacional trabalham na limpeza das praias de Grand Isle, em Louisiana, mesmo durante à noite Sean Gardner/Reuters Mais
<b>2.junho.2010</b> - Reprodução de vídeo submarino divulgado pela BP nesta quarta-feira (2) mostra o trabalho de robôs submarinos que tentam contar o vazamento de óleo no golfo do México BP/AFP Mais
<b>2.junho.2010</b> - Reprodução de vídeo submarino divulgado pela BP nesta quarta-feira (2) mostra o trabalho de robôs submarinos que tentam contar o vazamento de óleo no golfo do México BP/AFP Mais
<b>2.junho.2010</b> - Reprodução de vídeo submarino divulgado pela BP nesta quarta-feira (2) mostra o trabalho de robôs submarinos que tentam contar o vazamento de óleo no golfo do México BP/AFP Mais
<b>3.junho.2010</b> - Uma imagem captada de um vídeo da British Petroleum mostra o óleo jorrando do duto quebrado enquanto garras de um veículo operado remotamente tentam parar o vazamento que suja o mar há 43 dias, na costa da Louisiana, nos Estados Unidos AFP PHOTO Mais
<b>3.junho.2010</b> - Imagem mostra em detalhes os braços mecânicos operados pelo robô submarino que está a mais de 1.600 metros da superfície tentando injetar vários tipos de fluído no duto quebrado da plataforma Deepwater Horizon, por onde passa o óleo que contamina o litoral da costa leste dos Estados Unidos AFP PHOTO Mais
<b>3.junho.2010</b> - Nesta imagem retirada de um vídeo divulgado pela British Petroleum, óleo (mancha marrom) pode ser visto saindo do tampão criado recentemente para tentar parar o vazamento na costa leste dos Estados Unidos AP Photo Mais
<b>3.junho.2010</b> - Mancha de óleo na superfície do Golfo do México ao redor de um barco que navega perto da plataforma Deepwater Horizon. Enquanto as tentativas de conter o vazamento seguem falhando, a sujeira no mar continua crescendo Sean Gardner/REUTERS Mais
U<b>3.junho.2010</b> - Barco navega nesta quinta-feira (3) nas águas do Estado norte-americano do Mississipi. Autoridades locais afirmam que óleo vindo da plataforma Deepwater Horizon está chegando ao Alabama e ao Mississippi Win McNamee/AFP Mais
<b>3.junho.2010</b> - Pelicano marrom coberto de óleo na costa da Louisiana, nos EUA Charlie Riedel/AP Mais
<b>3.junho.2010</b> - Pássaro fica atolado em óleo na praia de East Grand Terre Island ao longo da costa da Louisiana. O vazamento de óleo tem afetado toda a fauna do Golfo do México Charlie Riedel/AP Mais
<b>3.junho.2010</b> - Ativistas protestam em frente ao escritório da petroleira BP em Washington (EUA). O governo americano apresentará uma primeira conta de US$ 69 milhõesà gigante britânica do petróleo por despesas na luta contra a mancha de óleo no Golfo de México Saul Loeb/AFP Mais
<b>3.junho.2010</b> - Garça voa sobre proteção colocada em praia da Flórida, especialistas acreditam que o óleo do vazamento deve chegar à costa do Estado em poucos dias Lee Celano/Reuters Mais
<b>3.junho.2010</b> - Banhistas caminham em praia da Flórida, onde foi colocada uma proteção para tentar conter o óleo que deve chegar à costa do Estado nos próximos dias Lee Celano/Reuters Mais
<b>4.junho.2010</b> - Um pelicano sujo de óleo é visto na praia de East Grand Terre Island, em Louisiana Charlie Riedel/AP Photo Mais
<b>4.junho.2010</b> - Glen Etheridge, natural de Pensacola, Flórida, joga uma rede de pesca enquanto observa trabalhadores instalarem bóias contra a contaminação por petróleo em Perdido Pass, em Orange Beach, Alabama. O óleo da plataforma Deepwater Horizon começou a aparecer nas cotas do Estado e também na Flórida Dave Martin/AP Photo/ Mais
<b>4.junho.2010</b> - Imagem divulgada nesta sexta-feira mostra a mancha de óleo produzida em vazamento em ponto de exploração de petróleo da Ixtoc, em 3 de junho de 1979, na baía de Campeche, no México. Tanto esse desastre como o atual foram marcados por falta de planos preventivos contra ameaças ecológicas AP Photo Mais
<b>4.junho.2010</b> - Pato coberto com chocolate após protesto realizado em frente ao escritório da companhia petrolífera britânica British Petroleum (BP), em Washington, pelo vazamento de petróleo no Golfo do México Chip Somodevilla/Getty Images/AFP Mais
<b>4.junho.2010</b> - Mais de 50 pessoas participaram de um protesto em frente ao escritório da companhia petrolífera britânica British Petroleum (BP), em Washington, pelo vazamento de petróleo no Golfo do México. A foto de Tony Hayward, CEO da BP, estava colada em vários cartazes Chip Somodevilla/Getty Images/AFP Mais
<b>4.junho.2010</b> - A advogada de Direitos do Consumidor, Barbara Holzer, derrama chocolate em um pato, simulando óleo, em protesto contra a BP pelo vazamento de petróleo no Golfo do México. A manifestação foi realizada em frente ao escritório da companhia em Washington Chip Somodevilla/Getty Images/AFP Mais
<b>4.junho.2010</b> - Mulheres seguram cartaz que diz "salve nosso camarão" durante visita do presidente Obama a Louisiana, ele viajou para continuar a avaliar os danos do vazamento de óleo Jason Reed/Reuters Mais
<b>4.junho.2010</b> - Obama caminha entre barcos de pesca em um cais após visita a um restaurante de frutos de mar, onde se encontrou com moradores do local que reclamaram do derramamento de óleo no golfo do México Charles Dharapak/AP Mais
<b>4.junho.2010</b> - Muro é pintado com mensagens de protesto contra a BP e o presidente Obama Jason Reed/Reuters Mais
<b>4.junho.2010</b> - Turistas observam funcionário raspando areia ao longo de uma faixa de 700 metros de comprimento de óleo que chegou à praia de Gulf Shores, Alabama. O vazamento começou a afetar a costa do Alabama e da Flórida Martin Dave/AP Mais
<b>5.junho.2010</b> - Membros de equipes de resgate lavam um pelicano marrom no Centro Internacional de Resgate de Aves, em Buras, Louisiana, nos Estados Unidos, neste sábado (5) Bill Haber/AP Photo Mais
<b>5.junho.2010</b> - Sombras e manchas de óleo neste sábado (5) sobre as águas de Mobile, Alabama Dave MartinAP Photo Mais
<b>5.junho.2010</b> - Rebecca Thomasson e o irmão, David Thomasson, ambos de Knoxville, Tennesse, tiram fotos do pé do rapaz, que está cheio do óleo que contamina as águas do Alabama AP Photo Mais
<b>07.junho.2010</b> - Trabalhadores são vistos limpando resíduo de óleo na praia de Pensacola, na Flórida. O grupo petroleiro britânico BP já gastou US$ 1,25 bilhão para tentar frear o vazamento de petróleo no Golfo do México AFP Mais
<b>07.junho.2010</b> - Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, fala com a imprensa durante uma reunião com membros de seu gabinete para discutir a resposta do governo ao vazamento de petróleo no Golfo do México. Obama quer que a companhia BP tenha um plano de emergência para evitar que a temporada de furacões interfira nos trabalhos de contenção do vazamento Yuri Gripas/AFP Mais
<b>07.junho.2010</b> - Uma tartaruga morta boia em uma poça de petróleo e lama próximo ao litoral de Louisiana (EUA) Charlie Riedel/AP Mais
<b>07.junho.2010</b> - A recuperação do meio ambiente após o vazamento levará anos, admitiu o Comandante da Guarda Costeira, almirante Thad Allen, que coordena a resposta do governo ao vazamento de petróleo, qualificado como a pior catástrofe ambiental da história dos Estados Unidos Kevin Lamarque/Reuters Mais
<b>07.junho.2010</b> - Um peixe morto é visto em uma poça de petróleo e lama próximo ao litoral de Louisiana (EUA). Vazamento no Golfo do México já dura seis semanas Charlie Riedel/AP Mais
<b>08.junho.2010</b> - Ecologista Scott Porter trabalha para remover óleo que vazou da plataforma Deepwater Horizon, no Golfo do México. O presidente dos EUA, Barack Obama, criticou o presidente da BP, empresa responsável pelo vazamento Eric Gay/AP Mais
<b>08.junho.2010</b> - Equipe trabalha na contenção de óleo na cidade de Magnolia Springs, no Alabama. Centenas de aves já foram recolhidas por equipes de resgate da vida selvagem nos Estados americanos costeiros do Alabama, Flórida e Mississippi Dave Martin/AP Mais
<b>08.junho.2010</b> - Mancha de óleo é vista ao lado de uma concha em Santa Rosa, no noroeste da Flórida. Segundo cientistas, grandes faixas de petróleo não se integram à maré negra que cobre a superfície de parte do Golfo do México e se mantêm circulando no fundo do mar, uma situação que pode ser devastadora para o ecossistema submarino da região Devon Ravine/AP Mais
<b>08.junho.2010</b> - Manchas de óleo chegaram às praias do Estado do Alabama e mesmo assim os banhistas continuam aproveitando o clima quente do verão BP/AFP Mais
<b>08.junho.2010</b> - Caminhões e máquinas jogam areia em lagos que ficam entre as dunas das praias ao sul do condado de Walton. Toneladas de areia foram trazidas para a construção de sete barragens para impedir que o óleo invada os lagos Will Vragovic/AP Mais
<b>08.junho.2010</b> - Segundo cientistas, grandes faixas de petróleo não se integram à maré negra que cobre a superfície de parte do Golfo do México e se mantêm circulando no fundo do mar, uma situação que pode ser devastadora para o ecossistema submarino da região Rich Matthews/AP Mais
<b>08.junho.2010</b> - Segundo cientistas, grandes faixas de petróleo não se integram à maré negra que cobre a superfície de parte do Golfo do México e se mantêm circulando no fundo do mar, uma situação que pode ser devastadora para o ecossistema submarino da região Rich Matthews/AP Mais
<b>08.junho.2010</b> - Segundo cientistas, grandes faixas de petróleo não se integram à maré negra que cobre a superfície de parte do Golfo do México e se mantêm circulando no fundo do mar, uma situação que pode ser devastadora para o ecossistema submarino da região Rich Matthews/AP Mais
<b>08.junho.2010</b> - Imagem retirada de um vídeo divulgado pela British Petroleum mostra que gás e óleo (mancha marrom) podem ser vistos saindo do local do vazamento na costa leste dos Estados Unidos BP/Reuters Mais
<b>08.junho.2010</b> - Sonja Daniel, proprietária de uma casa na Península de Fort Morgan, usa máscara para tomar sol em praia do Alabama, durante o domingo Kate Mercer/Register Imprensa Mobile/AP Mais
<b>08.junho.2010</b> - Trabalhadores contratados pela BP limpam a praia do golfo de Shores, no Alabama Jane Ross/Reuters Mais
<b>08.junho.2010</b> - Capacete de um integrante das equipes de limpeza caiu no óleo e foi deixado para trás pelos homens Lee Celano/Reuters Mais
<b>08.junho.2010</b> - Tartaruga coberta de óleo é fotografada em uma das ilhas de Grand Terre, na Louisiana Lee Celano/Reuters Mais
<b>08.junho.2010</b> - Ave coberta de óleo é fotografada em uma ilha em Barataria Bay, na Louisiana Charlie Riedel/AP Mais
<b>08.junho.2010</b> - Peixe morre coberto pelo óleo derramado na ilha de Grand Terre, na Louisiana Lee Celano/Reuters Mais
<b>09.junho.2010</b> - O óleo toma conta de toda a área costeira da baía de Barataria, na Louisiana. Nesta quarta-feira (9) o governo americano deu à companhia British Petroleum (BP) um ultimato de 72 horas para que apresente um plano detalhado sobre como deterá o vazamento no Golfo do México Charlie Riedel/AP Mais
<b>09.junho.2010</b> - Foto fornecida pelo Greenpeace mostra o acúmulo de óleo na superfície do mar no Golfo do México, perto da costa da Louisiana. Nesta quarta-feira (9) o governo americano deu à companhia British Petroleum (BP) um ultimato de 72 horas para que apresente um plano detalhado sobre como deterá o vazamento no Golfo do México Kate Davison/EFE Mais
<b>09.junho.2010</b> - Fotógrafo Rich Matthews mergulha para tirar fotos submarinas no litoral de Venice, na Louisiana. Nesta quarta-feira (9) o governo americano deu à companhia British Petroleum (BP) um ultimato de 72 horas para que apresente um plano detalhado sobre como deterá o vazamento no Golfo do México Eric Gay/AP Mais
<b>10.junho.2010</b> - A mancha de óleo ainda persiste sobre o mar no golfo do México. Desde o acidente com a "Deepwater Horizon", que afundou no Golfo do México em abril, causando o maior desastre ambiental da história dos Estados Unidos, as ações da BP (British Petroleum), responsável pela plataforma, caíram mais de 40% Jose Luis Magana/Reuters Mais
<b>10.junho.2010</b> - Muitas boias de contenção estão saturadas de óleo perto de Queen Bess, em Barataria Bay Island, na Louisiana. Desde o acidente com a "Deepwater Horizon", que afundou no Golfo do México em abril, causando o maior desastre ambiental da história dos Estados Unidos, as ações da BP (British Petroleum), responsável pela plataforma, caíram mais de 40% Mais
<b>10.junho.2010</b> - Trabalhadores tentam remover o óleo na praia de Grand Terre, em Barataria Bay Island, na Louisiana. Desde o acidente com a "Deepwater Horizon", que afundou no Golfo do México em abril, causando o maior desastre ambiental da história dos Estados Unidos, as ações da BP (British Petroleum), responsável pela plataforma, caíram mais de 40% Jose Luis Magana/Reuters Mais
<b>10.junho.2010</b> - Imagem obtida de um vídeo divulgado pela British Petroleum mostra que gás e óleo (mancha escura) ainda podem ser vistos saindo do local do vazamento na costa leste dos Estados Unidos. Desde o acidente com a "Deepwater Horizon", que afundou no Golfo do México em abril, causando o maior desastre ambiental da história dos Estados Unidos, as ações da BP (British Petroleum), responsável pela plataforma, caíram mais de 40% BP/Reuters Mais
<b>10.junho.2010</b> - Muitas boias de contenção estão saturadas de óleo perto de Queen Bess, em Barataria Bay Island, na Louisiana. Desde o acidente com a "Deepwater Horizon", que afundou no Golfo do México em abril, causando o maior desastre ambiental da história dos Estados Unidos, as ações da BP (British Petroleum), responsável pela plataforma, caíram mais de 40% Jose Luis Magana/Reuters Mais
<b>10.junho.2010</b> - Trabalhadora que faz parte da equipe contratada pela BP para realizar a limpeza de Orange Beach, no Alabama, olha a sola do sapato protegido por uma espécie de bota de tecido. Desde o acidente com a "Deepwater Horizon", que afundou no Golfo do México em abril, causando o maior desastre ambiental da história dos Estados Unidos, as ações da BP (British Petroleum), responsável pela plataforma, caíram mais de 40% Joe Raedle/Getty Images/AFP Mais
<b>10.junho.2010</b> - Imagem obtida de um vídeo divulgado pela British Petroleum mostra que gás e óleo (mancha escura) ainda podem ser vistos saindo do local do vazamento na costa leste dos Estados Unidos. Desde o acidente com a "Deepwater Horizon", que afundou no Golfo do México em abril, causando o maior desastre ambiental da história dos Estados Unidos, as ações da BP (British Petroleum), responsável pela plataforma, caíram mais de 40% BP/Reuters Mais
<b>14.junho.2010</b> - Barreira de proteção para conter o óleo e proteger as praias de Grand Isle, na Louisiana, mostra-se ineficaz. A BP colocou uma tampa de contenção na saída danificada no leito do mar dias atrás após uma série de fracassos para reduzir o fluxo, mas o petróleo continua a jorrar Saul Loeb/AFP Mais
<b>19.junho.2010</b> - Fotografia aérea mostra a queima de petróleo no local onde a plataforma da Deepwater Horizon afundou, no Golfo do México. Amanhã, acidente que provocou vazamento completa dois meses Peter Andrew Bosch/AP Mais
<b>25.junho.2010</b> - Até mesmo as pequenas ilhas na região de Barataria Bay receberam o isolamento de barreiras de contenção para evitar a chegada do óleo. A Guarda Costeira norte-americana anunciou hoje que os esforços de limpeza podem ser suspensos por cinco dias por causa da ameaça de um ciclone tropical na região Gregory Bull/AP Mais
<b>25.junho.2010</b> - Barreira de contenção é montada para evitar que o óleo chegue em Elmers Island, na Louisiana. A Guarda Costeira norte-americana anunciou hoje que os esforços de limpeza podem ser suspensos por cinco dias por causa da ameaça de um ciclone tropical na região Gregory Bull/AP Mais
<b>25.junho.2010</b> - Trabalhadores dos esforços da BP limpam a praia em Orange Beach, no Alabama. A Guarda Costeira norte-americana anunciou hoje que os esforços de limpeza podem ser suspensos por cinco dias por causa da ameaça de um ciclone tropical na região Martin Dave/AP Mais
<b>25.junho.2010</b> - Vista aérea de Barataria Bay, na Louisiana, mostra a mancha de óleo na região. A Guarda Costeira norte-americana anunciou hoje que os esforços de limpeza podem ser suspensos por cinco dias por causa da ameaça de um ciclone tropical na região Gregory Bull/AP Mais
<b>25.junho.2010</b> - Trabalhadores contratados pela BP transportam sacos de areia para uma barca durante os esforços para conter o derramamento de óleo em Barataria Bay, na Louisiana. A Guarda Costeira norte-americana anunciou hoje que os esforços de limpeza podem ser suspensos por cinco dias por causa da ameaça de um ciclone tropical na região Gregory Bull/AP Mais
<b>25.junho.2010</b> - Helicóptero joga sacos de areia em uma barreira para conter o derramamento de óleo da plataforma "Deepwater Horizon", em Barataria Bay, na Louisiana. A Guarda Costeira norte-americana anunciou hoje que os esforços de limpeza podem ser suspensos por cinco dias por causa da ameaça de um ciclone tropical na região Gregory Bull/AP Mais
<b>25.junho.2010</b> - As operações de limpeza continuam sendo expandidas na costa de outros Estados, além da Louisiana. Na foto, esforços em Orange Beach, no Alabama. A Guarda Costeira norte-americana anunciou hoje que os esforços de limpeza podem ser suspensos por cinco dias por causa da ameaça de um ciclone tropical na região Dave Martin/AP Mais
<b>26.junho.2010</b> - Embarcação leva um artefato usado nas tarefas de limpeza de petróleo na superfície da água próximo ao local do acidente com a plataforma da BP, no Golfo do México Daniel Beltra/Greenpeace/EFE Mais
<b>26.junho.2010</b> - Embarcação queima material inflamável próximo ao local do acidente com a plataforma de petróleo da BP, no Golfo do México Daniel Beltra/Greenpeace/EFE Mais
<b>26.junho.2010</b> - Homem com rosto coberto trabalha na limpeza de Orange Beach, Alabama, praia afetada pelo vazamento de petróleo no Golfo do México Joe Raedle/Getty Images/AFP Mais
<b>26.junho.2010</b> - Ondas são vistas em Orange Beach, Alabama, carregadas de óleo do vazamento no Golfo do México Joe Raedle/Getty Images/AFP Mais
<b>26.junho.2010</b> - Trabalhadores carregam material absorvente para colocar nas margens de Orange Beach, Alabama, praia afetada pelo vazamento de petróleo no Golfo do México Joe Raedle/Getty Images/AFP Mais

Últimos álbuns publicados

Hospedagem: UOL Host