UOL Notícias Fotos

Protesto ultraortodoxo em Israel

Protesto ultraortodoxo em Israel

17/06/2010

Informações sobre o álbums
  • editoria:Geral
  • galeria: Protesto ultraortodoxo em Israel
  • link: http://noticias.uol.com.br/album/100617israel_album.jhtm
  • totalImagens: 16
  • fotoInicial: 16
  • imagePath: http://n.i.uol.com.br/ultnot/album/
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20100617144135
Fotos
Dezenas de milhares de judeus ultraortodoxos protestaram em Israel contra decisão da Suprema Corte, que ordenou a prisão de um grupo de pais asquenazis, de origem européia, que se recusam a enviar suas filhas para uma escola com meninas judaica do Oriente Médio, as sefarditas EFE Mais
Dezenas de milhares de judeus ultraortodoxos protestaram em Israel contra decisão da Suprema Corte, que ordenou a prisão de um grupo de pais asquenazis que se recusam a enviar suas filhas para uma escola com meninas judaica do Oriente Médio. As manifestações foram transmitidas diretamente pela emissora israelense e ofuscaram por completo o anúncio do governo sobre uma flexibilização do bloqueio à Faixa de Gaza EFE Mais
Dezenas de milhares de judeus ultraortodoxos protestaram em Israel contra decisão da Suprema Corte, que ordenou a prisão de um grupo de pais asquenazis que se recusam a enviar suas filhas para uma escola com meninas judaica do Oriente Médio. "É a Torá que decreta!", "Não encostem nos redentores de Israel", eram algumas das frases escritas nos cartazes levantados pelos manifestantes Reuters Mais
Crianças observam o protesto feito por dezenas de milhares de judeus ultraortodoxos, em Israel, contra decisão da Suprema Corte, que ordenou a prisão de um grupo de pais asquenazis, de origem européia, que se recusam a enviar suas filhas para uma escola com meninas judaica do Oriente Médio, as sefarditas EFE Mais
Dezenas de milhares de judeus ultraortodoxos protestaram em Israel contra decisão da Suprema Corte, que ordenou a prisão de um grupo de pais asquenazis que se recusam a enviar suas filhas para uma escola com meninas judaica do Oriente Médio. A polícia israelense foi colocada em "estado de alerta avançado" e cerca 10.000 agentes foram mobilizados EFE Mais
Dezenas de milhares de judeus ultraortodoxos protestaram em Israel contra decisão da Suprema Corte, que ordenou a prisão de um grupo de pais asquenazis que se recusam a enviar suas filhas para uma escola com meninas judaica do Oriente Médio. O presidente israelense, Shimon Peres, reuniu-se com o vice-ministro da Educação, o rabino Meir Porush, uma figura da comunidade ultraortodoxa asquenazi, numa última tentativa de conciliação destinada a acalmar os ânimos AFP Mais
A efervescência dos homens vestidos de preto --de acordo com a vestimenta ultraortodoxa-- foi desencadeada por uma decisão da Suprema Corte que obriga os asquenazis (originários da Europa) da colônia Immanuel (Cisjordânia) a receber em sua escola religiosa crianças sefaraditas (originárias da África do Norte e da Ásia) EFE Mais
Dezenas de milhares de judeus ultraortodoxos protestaram em Israel contra decisão da Suprema Corte, que ordenou a prisão de um grupo de pais asquenazis, de origem européia, que se recusam a enviar suas filhas para uma escola com meninas judaica do Oriente Médio, as sefarditas EFE Mais
Dezenas de milhares de judeus ortodoxos protestaram em Israel contra decisão da Suprema Corte, que ordenou a prisão de um grupo de pais asquenazis que se recusam a enviar suas filhas para uma escola com meninas judaica do Oriente Médio. Colonos asquenazis afirmaram que preferiam ser presos a partir desta quinta-feira a obedecer à decisão EFE Mais
Colonos asquenazis afirmaram que preferiam ser presos a partir desta quinta-feira a obedecer à decisão. Ao todo, 86 pais são acusados de discriminação racial e devem apresentar-se a uma prisão em Jerusalém ocidental AFP Mais
Dezenas de milhares de judeus ortodoxos protestaram em Israel contra decisão da Suprema Corte, que ordenou a prisão de um grupo de pais asquenazis, de origem européia, que se recusam a enviar suas filhas para uma escola com meninas judaica do Oriente Médio, as sefarditas AP Mais
A efervescência dos homens vestidos de preto --de acordo com a vestimenta ultraortodoxa-- foi desencadeada por uma decisão da Suprema Corte que obriga os asquenazis (originários da Europa) da colônia Immanuel (Cisjordânia) a receber em sua escola religiosa crianças sefaraditas (originárias da África do Norte e da Ásia) AFP Mais
Dezenas de milhares de judeus ortodoxos protestaram em Israel contra decisão da Suprema Corte, que ordenou a prisão de um grupo de pais asquenazis, de origem européia, que se recusam a enviar suas filhas para uma escola com meninas judaica do Oriente Médio, as sefarditas AFP Mais
População observa o protesto. Dezenas de milhares de judeus ortodoxos protestaram em Israel contra decisão da Suprema Corte, que ordenou a prisão de um grupo de pais asquenazis, de origem européia, que se recusam a enviar suas filhas para uma escola com meninas judaica do Oriente Médio, as sefarditas AFP Mais
Estudantes observam o protesto. Dezenas de milhares de judeus ultraortodoxos protestaram em Israel contra decisão da Suprema Corte, que ordenou a prisão de um grupo de pais asquenazis, de origem européia, que se recusam a enviar suas filhas para uma escola com meninas judaica do Oriente Médio, as sefarditas AFP Mais
Colonos asquenazis afirmaram que preferiam ser presos a partir desta quinta-feira a obedecer à decisão. Ao todo, 86 pais são acusados de discriminação racial e devem apresentar-se a uma prisão em Jerusalém ocidental. Na foto, pai se prepara para ir para a prisão AFP Mais

Últimos álbuns publicados

Hospedagem: UOL Host