UOL Notícias Fotos

Protestos na Tunísia

Protestos na Tunísia

14/01/2011

Informações sobre o álbums
  • editoria:Geral
  • galeria: Protestos na Tunísia
  • link: http://noticias.uol.com.br/album/110114_tunisia_album.jhtm
  • totalImagens: 106
  • fotoInicial: 12
  • imagePath: http://n.i.uol.com.br/ultnot/album/
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20110301092951
Fotos
Centenas de pessoas saíram às ruas da capital tunisiana, Túnis, e de outras cidades do país, nesta sexta-feira (14), para protestar contra o desemprego e a pobreza e pedir a saída do presidente Zine El Abidine Ben Al, que está desde 1987 no poder Fethi Belai/AFP Mais
Centenas de pessoas saíram às ruas da capital tunisiana, Túnis, e de outras cidades do país, nesta sexta-feira (14), para protestar contra o desemprego e a pobreza e pedir a saída do presidente Zine El Abidine Ben Al, que está desde 1987 no poder Fethi Belai/AFP Mais
Centenas de pessoas saíram às ruas da capital tunisiana, Túnis, e de outras cidades do país, nesta sexta-feira (14), para protestar contra o desemprego e a pobreza e pedir a saída do presidente Zine El Abidine Ben Al, que está desde 1987 no poder Fethi Belai/AFP Mais
Centenas de pessoas saíram às ruas da capital tunisiana, Túnis, e de outras cidades do país, nesta sexta-feira (14), para protestar contra o desemprego e a pobreza e pedir a saída do presidente Zine El Abidine Ben Al, que está desde 1987 no poder Fethi Belai/AFP Mais
Centenas de pessoas saíram às ruas da capital tunisiana, Túnis, e de outras cidades do país, nesta sexta-feira (14), para protestar contra o desemprego e a pobreza e pedir a saída do presidente Zine El Abidine Ben Al, que está desde 1987 no poder Fethi Belai/AFP Mais
Centenas de pessoas saíram às ruas da capital tunisiana, Túnis, e de outras cidades do país, nesta sexta-feira (14), para protestar contra o desemprego e a pobreza e pedir a saída do presidente Zine El Abidine Ben Al, que está desde 1987 no poder Fethi Belai/AFP Mais
Centenas de pessoas saíram às ruas da capital tunisiana, Túnis, e de outras cidades do país, nesta sexta-feira (14), para protestar contra o desemprego e a pobreza e pedir a saída do presidente Zine El Abidine Ben Al, que está desde 1987 no poder Fethi Belai/AFP Mais
Centenas de pessoas saíram às ruas da capital tunisiana, Túnis, e de outras cidades do país, nesta sexta-feira (14), para protestar contra o desemprego e a pobreza e pedir a saída do presidente Zine El Abidine Ben Al, que está desde 1987 no poder Fethi Belai/AFP Mais
Centenas de pessoas saíram às ruas da capital tunisiana, Túnis, e de outras cidades do país, nesta sexta-feira (14), para protestar contra o desemprego e a pobreza e pedir a saída do presidente Zine El Abidine Ben Al, que está desde 1987 no poder Fethi Belai/AFP Mais
Centenas de pessoas saíram às ruas da capital tunisiana, Túnis, e de outras cidades do país, nesta sexta-feira (14), para protestar contra o desemprego e a pobreza e pedir a saída do presidente Zine El Abidine Ben Al, que está desde 1987 no poder Fethi Belai/AFP Mais
Centenas de pessoas saíram às ruas da capital tunisiana, Túnis, e de outras cidades do país, nesta sexta-feira (14), para protestar contra o desemprego e a pobreza e pedir a saída do presidente Zine El Abidine Ben Al, que está desde 1987 no poder Fethi Belai/AFP Mais
Centenas de pessoas saíram às ruas da capital tunisiana, Túnis, e de outras cidades do país, nesta sexta-feira (14), para protestar contra o desemprego e a pobreza e pedir a saída do presidente Zine El Abidine Ben Al, que está desde 1987 no poder Fethi Belai/AFP Mais
Centenas de pessoas saíram às ruas da capital tunisiana, Túnis, e de outras cidades do país, nesta sexta-feira (14), para protestar contra o desemprego e a pobreza e pedir a saída do presidente Zine El Abidine Ben Al, que está desde 1987 no poder Fethi Belai/AFP Mais
Centenas de pessoas saíram às ruas da capital tunisiana, Túnis, e de outras cidades do país, nesta sexta-feira (14), para protestar contra o desemprego e a pobreza e pedir a saída do presidente Zine El Abidine Ben Al, que está desde 1987 no poder Fethi Belai/AFP Mais
Centenas de pessoas saíram às ruas da capital tunisiana, Túnis, e de outras cidades do país, nesta sexta-feira (14), para protestar contra o desemprego e a pobreza e pedir a saída do presidente Zine El Abidine Ben Al, que está desde 1987 no poder Fethi Belai/AFP Mais
Centenas de pessoas saíram às ruas da capital tunisiana, Túnis, e de outras cidades do país, nesta sexta-feira (14), para protestar contra o desemprego e a pobreza e pedir a saída do presidente Zine El Abidine Ben Al, que está desde 1987 no poder Fethi Belai/AFP Mais
Centenas de pessoas saíram às ruas da capital tunisiana, Túnis, e de outras cidades do país, nesta sexta-feira (14), para protestar contra o desemprego e a pobreza e pedir a saída do presidente Zine El Abidine Ben Al, que está desde 1987 no poder Fethi Belai/AFP Mais
Centenas de pessoas saíram às ruas da capital tunisiana, Túnis, e de outras cidades do país, nesta sexta-feira (14), para protestar contra o desemprego e a pobreza e pedir a saída do presidente Zine El Abidine Ben Al, que está desde 1987 no poder Fethi Belai/AFP Mais
Centenas de pessoas saíram às ruas da capital tunisiana, Túnis, e de outras cidades do país, nesta sexta-feira (14), para protestar contra o desemprego e a pobreza e pedir a saída do presidente Zine El Abidine Ben Al, que está desde 1987 no poder Fethi Belai/AFP Mais
Policiais prendem manifestante em Túnis, na Tunísia; centenas de pessoas saíram às ruas da capital tunisiana e de outras cidades do país, nesta sexta-feira (14), para protestar contra o desemprego e a pobreza e pedir a saída do presidente Zine El Abidine Ben Al, que está desde 1987 no poder Fethi Belai/AFP Mais
Manifestantens ocupam o prédio do Ministério do Interior, em Túnis, capital da Tunísia; centenas de pessoas saíram às ruas da capital tunisiana e de outras cidades do país, nesta sexta-feira (14), para protestar contra o desemprego e a pobreza e pedir a saída do presidente Zine El Abidine Ben Al, que está desde 1987 no poder Fethi Belai/AFP Mais
Policial usa gás lacrimogênio para conter manifestantes em Túnis, na Tunísia; centenas de pessoas saíram às ruas da capital tunisiana e de outras cidades do país, nesta sexta-feira (14), para protestar contra o desemprego e a pobreza e pedir a saída do presidente Zine El Abidine Ben Al, que está desde 1987 no poder Christophe Ena/AP Mais
Passageiros aguardam autorização para embarcar em seus voos, no Aeroporto Internacional de Túnis-Cartagode, em Túnis, capital da Tunísia; o Exército tomou o controle do aeroporto e fechou o tráfego aéreo da capital tunisiana nesta sexta-feira (14); centenas de pessoas saíram às ruas da capital tunisiana e de outras cidades do país para protestar contra o desemprego e a pobreza e pedir a saída do presidente Zine El Abidine Ben Al, que está desde 1987 no poder Fred Dufou/AFP Mais
Passageiros aguardam autorização para embarcar em seus voos, no Aeroporto Internacional de Túnis-Cartagode, em Túnis, capital da Tunísia; o Exército tomou o controle do aeroporto e fechou o tráfego aéreo da capital tunisiana nesta sexta-feira (14); centenas de pessoas saíram às ruas da capital tunisiana e de outras cidades do país para protestar contra o desemprego e a pobreza e pedir a saída do presidente Zine El Abidine Ben Al, que está desde 1987 no poder Fred Dufou/AFP Mais
Passageiros aguardam autorização para embarcar em seus voos, no Aeroporto Internacional de Túnis-Cartagode, em Túnis, capital da Tunísia; o Exército tomou o controle do aeroporto e fechou o tráfego aéreo da capital tunisiana nesta sexta-feira (14); centenas de pessoas saíram às ruas da capital tunisiana e de outras cidades do país para protestar contra o desemprego e a pobreza e pedir a saída do presidente Zine El Abidine Ben Al, que está desde 1987 no poder FRED DUFOU Fred Dufou/AFP Mais
Foto divulgada pela Presidência da Tunísia, mostra o primeiro-ministro Mohammed Ghannouchi, no centro, minutos antes de anunciar que assumiria o controle do país Divulgação/AP Mais
Centenas de pessoas saíram às ruas da capital tunisiana, Túnis, e de outras cidades do país, nesta sexta-feira (14), para protestar contra o desemprego e a pobreza e pedir a saída do presidente Zine El Abidine Ben Al, que está desde 1987 no poder Fethi Belai/AFP Mais
<b>15.jan.2011: </b> O presidente do Parlamento da Tunísia, Fouad Mebazaa, foi proclamado neste sábado presidente interino do país pelo Conselho Constitucional, descartando assim a possibilidade de o líder foragido Zine el Abidine Ben Ali voltar ao poder Fethi Belai/AFP Photo Mais
<b>15.jan.2011: </b> Grupo de tunisianos protestam na França sobre a situação política do país. O presidente Nicolas Sarkozy, pediu neste sábado a realização de eleições livres na Tunísia "no prazo mais breve" possível Philippe Merl Mais
<b>15.jan.2011: </b> Mulheres participam de manifestação de apoio à Tunísia, em Bruxelas, na Bélgica Georges Gobe/Reuters Mais
<b>15.jan.2011: </b> O presidente francês, Nicolas Sarkozy, pediu neste sábado a realização de eleições livres na Tunísia "no prazo mais breve" possível, um dia após a saída do líder Zine el Abidine Ben Ali da Presidência do país Gonzalo Fuentes/Reuters Mais
<b>17.jan.2011: </b> Funcionário do primeiro-ministro da Tunísia, Mohamed Ghannouchi, retira quadro com foto do ex-presidente do país, Zine El Abidine Ben Ali. O primeiro-ministro assumiu o posto de Ben Ali que, após semanas de protesto, deixou o cargo e fugiu do país depois de governá-lo por 23 anos Fethi Belai/AFP Mais
<b>17.jan.2011: </b> Manifestantes protestam no centro de Túnis, capital da Tunísia, contra o partido do presidente Zine El Abidine Ben Ali, o RDC, gritando ?Não queremos ninguém do velho partido no novo governo?; com a saída de Bem Ali do cargo, após semanas de protesto, quem assume o controle do país é o primeiro-ministro da Tunísia, Mohammed Ghannouchi Fred Dufou/AFP Mais
<b>17.jan.2011: </b> Manifestantes fazem o sinal da vitória durante manifestação em Túnis, pela saída do ex-presidente Zine El Abidine Ben Ali do cargo; após semanas de protesto o Ben Ali abandonou o cargo e fugiu do país Fred Dufou/AFP Mais
<b>17.jan.2011: </b> Policial tenta conter manifestantes durante ato contra o partido do ex-presidente da Tunísia, Zine El Abidine Ben Ali, o RDC, no centro de Túnis Fred Dufou/AFP Mais
<b>17.jan.2011: </b> Policial tenta conter manifestantes durante ato contra o partido do ex-presidente da Tunísia, Zine El Abidine Ben Ali, o RDC, no centro de Túnis Fred Dufou/AFP Mais
<b>17.jan.2011: </b> Policiais repreendem manifestante durante ato contra o partido do ex-presidente da Tunísia, Zine El Abidine Ben Ali, o RDC, no centro de Túnis Fred Dufou/AFP Mais
<b>17.jan.2011: </b> Manifestantes durante ato contra o partido do ex-presidente da Tunísia, Zine El Abidine Ben Ali, o RDC, no centro de Túnis Fred Dufou/AFP Mais
<b>17.jan.2011: </b> Homem coloca leite em container, em mais um dia de protestos na capital tunisiana, Túnis; sem o presidente Zine El Abidine Ben Ali, que deixou o cargo e o país na última semana, os manifestantes pedem que o partido de Ben Ali, o RDC, deixe o governo Fethi Belai/AFP Mais
<b>17.jan.2011: </b>O presidente interino da Tunísia, Fued Mebaza, conversa com o primeiro-ministro Mohamed Ghanuchi, que anunciou nesta segunda-feira a criação de um governo de "união nacional", que inclui os três líderes da oposição e seis ministros do anterior regime do presidente deposto Zine el Abidine Ben Ali EFE Mais
<b>17.jan.2011: </b> Soldado faz a segurança nas ruas de Túnis, na Tunísia, durante mais um dia de prostestos contra a permanência do partido do ex-presidente deposto Zine el Abidine Ben Ali no governo anunciado pelo primeiro-ministro Mohamed Ghanuchi Martin Burea/AFP Mais
<b>17.jan.2011: </b> Policiais tentam se proteger das bombas de gás lançadas pelos manifestantes nas ruas de Túnis, na Tunísia, durante mais um dia de prostestos contra a permanência do partido do ex-presidente deposto Zine el Abidine Ben Ali no governo anunciado pelo primeiro-ministro Mohamed Ghanuchi Martin Burea/AFP Mais
<b>18.jan.2011 - </b> Policial tunisiano cobre o rosto para se proteger de gás lacrimogêneo lançado para dispersar protesto em Túnis. Milhares de tunisianos se manifestaram nesta terça-feira em várias cidades da Tunísia contra a presença de ex-ministros do deposto presidente Ben Ali no novo governo de transição formado na segunda-feira Feithi Belai/ AFP Mais
<b>18.jan.2011 - </b> Milhares de tunisianos se manifestaram nesta terça-feira em várias cidades da Tunísia contra a presença de ex-ministros do deposto presidente Ben Ali no novo governo de transição formado na segunda-feira Feithi Belai/ AFP Mais
<b>18.jan.2011 - </b>Policial tunisiano tenta dispersar protesto em Túnis. Milhares de tunisianos se manifestaram nesta terça-feira em várias cidades da Tunísia contra a presença de ex-ministros do deposto presidente Ben Ali no novo governo de transição formado na segunda-feira Feithi Belai/ AFP Mais
<b>18.jan.2011 - </b>Palestino segura a bandeira da Tunísia, em Gaza, em ato de apoio aos protestos no país. Milhares de tunisianos se manifestaram nesta terça-feira em várias cidades da Tunísia contra a presença de ex-ministros do deposto presidente Ben Ali no novo governo de transição formado na segunda-feira Adel Hana/AP Mais
<b>18.jan.2011 - </b>Milhares de tunisianos se manifestaram nesta terça-feira em várias cidades da Tunísia contra a presença de ex-ministros do deposto presidente Ben Ali no novo governo de transição formado na segunda-feira EFE Mais
<b>18.jan.2011 - </b>Milhares de tunisianos se manifestaram nesta terça-feira em várias cidades da Tunísia contra a presença de ex-ministros do deposto presidente Ben Ali no novo governo de transição formado na segunda-feira Fred Dufou/AFP Mais
<b>18.jan.2011 - </b>Milhares de tunisianos se manifestaram nesta terça-feira em várias cidades da Tunísia contra a presença de ex-ministros do deposto presidente Ben Ali no novo governo de transição formado na segunda-feira Mais
<b>18.jan.2011 - </b>Manifestantes carregam barricada em protesto nesta terça-feira; vários manifestantes protestaram em várias cidades da Tunísia contra a presença de ex-ministros do deposto presidente Ben Ali no novo governo de transição formado na segunda-feira Fred Dufou/AFP Mais
<b>18.jan.2011 - </b>Milhares de tunisianos se manifestaram nesta terça-feira em várias cidades da Tunísia contra a presença de ex-ministros do deposto presidente Ben Ali no novo governo de transição formado na segunda-feira Christophe Ena/AP Mais
<b>18.jan.2011 - </b>Um dos oposicionistas do presidente deposto Ben Ali, Moncef Markouzi, é recebido por simpatizantes no aeroporto internacional de Túnis, capital da Tunísia. Milhares de tunisianos se manifestaram nesta terça-feira em várias cidades da Tunísia contra a presença de ex-ministros do deposto presidente Ben Ali no novo governo de transição formado na segunda-feira Thibault Camus/AP Mais
<b>18.jan.2011 - </b>Milhares de tunisianos se manifestaram nesta terça-feira em várias cidades da Tunísia contra a presença de ex-ministros do deposto presidente Ben Ali no novo governo de transição formado na segunda-feira Christophe Ena/AP Mais
<b>18.jan.2011 - </b>Milhares de tunisianos se manifestaram nesta terça-feira em várias cidades da Tunísia contra a presença de ex-ministros do deposto presidente Ben Ali no novo governo de transição formado na segunda-feira Christophe Ena/AP Mais
<b>18.jan.2011 - </b>Milhares de tunisianos se manifestaram nesta terça-feira em várias cidades da Tunísia contra a presença de ex-ministros do deposto presidente Ben Ali no novo governo de transição formado na segunda-feira Zohra Bensemra/Reuters Mais
<b>18.jan.2011 - </b>Milhares de tunisianos se manifestaram nesta terça-feira em várias cidades da Tunísia contra a presença de ex-ministros do deposto presidente Ben Ali no novo governo de transição formado na segunda-feira Fethi Belai/AFP Mais
<b>18.jan.2011 - </b>Milhares de tunisianos se manifestaram nesta terça-feira em várias cidades da Tunísia contra a presença de ex-ministros do deposto presidente Ben Ali no novo governo de transição formado na segunda-feira Fred Dufour/AFP Mais
<b>19.jan.2011 - </b>Mais de 400 pessoas protestaram na manhã desta quarta-feira no centro de Túnis contra o novo governo de transição formado na segunda-feira. "Queremos um novo Parlamento, uma nova Constituição e uma nova República", gritavam os manifestantes, cercados por um grande dispositivo policial Haikal Hmima/ EFE Mais
<b>19.jan.2011 - </b>Mais de 400 pessoas protestaram na manhã desta quarta-feira no centro de Túnis contra o novo governo de transição formado na segunda-feira. "Queremos um novo Parlamento, uma nova Constituição e uma nova República", gritavam os manifestantes, cercados por um grande dispositivo policial Haikal Hmima/ EFE Mais
<b>19.jan.2011 - </b>Manifestante fala com policial em Túnis, na Tunísia. Mais de 400 pessoas protestaram na manhã desta quarta-feira no centro de Túnis contra o novo governo de transição formado na segunda-feira Haikal Hmima/ EFE Mais
<b>19.jan.2011 - </b>Policial tenta conter manifestante em Túnis, na Tunísia. Mais de 400 pessoas protestaram na manhã desta quarta-feira no centro de Túnis contra o novo governo de transição formado na segunda-feira Finbarr O'Reilly/ Reuters Mais
<b>19.jan.2011 - </b>Mais de 400 pessoas protestaram na manhã desta quarta-feira no centro de Túnis contra o novo governo de transição formado na segunda-feira. "Queremos um novo Parlamento, uma nova Constituição e uma nova República", gritavam os manifestantes, cercados por um grande dispositivo policial Finbarr O'Reilly/ Reuters Mais
<b>19.jan.2011 - </b>Mais de 400 pessoas protestaram na manhã desta quarta-feira no centro de Túnis contra o novo governo de transição formado na segunda-feira. "Queremos um novo Parlamento, uma nova Constituição e uma nova República", gritavam os manifestantes, cercados por um grande dispositivo policial Finbarr O'Reilly/ Reuters Mais
<b>19.jan.2011 - </b>Mais de 400 pessoas protestaram na manhã desta quarta-feira no centro de Túnis contra o novo governo de transição formado na segunda-feira. "Queremos um novo Parlamento, uma nova Constituição e uma nova República", gritavam os manifestantes, cercados por um grande dispositivo policial Finbarr O'Reilly/ Reuters Mais
<b>19.jan.2011 - </b>Manifestantes entram em confronto com a polícia em Túnis, na Tunísia. Mais de 400 pessoas protestaram na manhã desta quarta-feira no centro de Túnis contra o novo governo de transição formado na segunda-feira Finbarr O'Reilly/ Reuters Mais
<b>19.jan.2011 - </b>Manifestantes carregam caixão com a mensagem "RCD morto", em referência ao partido do presidente deposto, Zine el Abidine Ben Ali, durante protesto no centro de Tunis, capital da Tunísia. A Justiça da Tunísia abriu uma investigação por aquisição ilegal de bens e por depósitos financeiros ilícitos no exterior contra o presidente deposto, Zine el Abidine Ben Ali, e sua família, anunciou nesta quarta-feira a agência oficial tunisiana "TAP" Christophe Ena/ AP Mais
<b>19.jan.2011 - </b> Manifestante agita bandeira da Tunísisa diante de tanque durante manifestação em Túnis. A Alta comissária de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), Navi Pillay, anunciou nesta quarta-feira que recebeu denúncias de mais de cem mortes na Tunísia nas últimas cinco semanas, por causa de disparos em conflitos, suicídios de protesto e motins em prisões Christophe Ena/ AP Mais
<b>19.jan.2011 - </b>Manifestante segura imagem do presidente deposto Zine El Abidine Ben Ali caricaturizado como Hitler durante protesto em Túnis, na Tunísia. A Justiça da Tunísia abriu uma investigação por aquisição ilegal de bens e por depósitos financeiros ilícitos no exterior contra o presidente deposto, Zine el Abidine Ben Ali, e sua família, anunciou nesta quarta-feira a agência oficial tunisiana "TAP" Thibault Camus/ AP Mais
<b>19.jan.2011 - </b>Mulher grita durante protesto contra o RCD, partido do presidente deposto Zine El Abidine Ben Ali, em Túnis, na Tunísia. A Alta comissária de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), Navi Pillay, anunciou nesta quarta-feira que recebeu denúncias de mais de cem mortes na Tunísia nas últimas cinco semanas, por causa de disparos em conflitos, suicídios de protesto e motins em prisões Thibault Camus/ AP Mais
<b>19.jan.2011 - </b>Manifestantes sentam em frente a grupo de policiais durante protesto em Túnis. A Justiça da Tunísia abriu uma investigação por aquisição ilegal de bens e por depósitos financeiros ilícitos no exterior contra o presidente deposto, Zine el Abidine Ben Ali, e sua família, anunciou nesta quarta-feira a agência oficial tunisiana "TAP" Fred Dufour/ AFP Mais
<b>19.jan.2011 - </b> Manifestante agita bandeira da Tunísisa diante de tanque durante manifestação em Túnis. A Justiça da Tunísia abriu uma investigação por aquisição ilegal de bens e por depósitos financeiros ilícitos no exterior contra o presidente deposto, Zine el Abidine Ben Ali, e sua família, anunciou nesta quarta-feira a agência oficial tunisiana "TAP" Fred Dufour/ AFP Mais
<b>19.jan.2011 - </b>Manifestantes participam de protesto contra o RCD, partido do presidente deposto Zine El Abidine Ben Ali, em Túnis, na Tunísia. A Alta comissária de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), Navi Pillay, anunciou nesta quarta-feira que recebeu denúncias de mais de cem mortes na Tunísia nas últimas cinco semanas, por causa de disparos em conflitos, suicídios de protesto e motins em prisões EFE Mais
<b>20.jan.2011 - </b>Juizes tunisianos fazem "V", de vitória, durante manifestação em frente à Corte, em Túnis, pedindo a saída de todos os juizes que trabalharam para o regime do presidente deposto Ben Ali; o dia teve novos protestos na capital tunisiana, contra o partido de Ali, o RCD Fethi Belai/AP Mais
<b>20.jan.2011 - </b>Juizes tunisianos e populares protestam em frente à Corte, em Túnis, pedindo a saída de todos os juizes que trabalharam para o regime do presidente deposto Ben Ali; o dia teve novos protestos na capital tunisiana, contra o partido de Ali, o RCD Fethi Belai/AP Mais
<b>20.jan.2011 - </b>Manifestantes protestam em Túnis, capital da Tunísia, pedindo a saída dos ministros ligados ao regime do presidente deposto Ben Al, do novo governo de coalizão EFE Mais
<b>20.jan.2011 - </b>Manifestantes protestam em Túnis, capital da Tunísia, pedindo a saída dos ministros ligados ao regime do presidente deposto Ben Al, do novo governo de coalizão EFE Mais
<b>20.jan.2011 - </b>O ministro da Tunísia, Lazhar Karoui Chebbi, e o juiz e presidente da Associação de Juizes da Tunísia, Ahmed Rahmouni, posam para foto depois de participarem da primeira reunião ministerial desde que o presidente Ben Ali foi deposto; 33 parentes do ex-presidente estão detidos no país Fethi Belai/AP Mais
<b>20.jan.2011 - </b> Mulher beija soldado ao saber da renúncia dos ministros do partido do presidente deposto, Ben Ali, do governo de transição EFE Mais
<b>20.jan.2011 - </b> Manifestação perto da sede do partido RCD, do presidente deposto Ben Ali; centenas foram às ruas de Túnis, protestar contra a permanência do partido no novo governo do país Finbarr O?Reilly/Reuters Mais
<b>25.jan.2011 - </b> Manifestante leva imagem do ex-presidente Zine El Abidine Ben Ali com os olhos e a boca queimados, durante protesto em Túnis. A pressão popular para fazer cair o governo de transição da Tunísia, principalmente as figuras do deposto regime de Ben Ali, prosseguia nesta terça-feira, em meio a versões sobre uma iminente reorganização governamental e num momento em que um alto funcionário americano realizava consultas na capital Christophe Ena/ AP Mais
<b>25.jan.2011 - </b> Grupo faz protesto em frente ao escritório do primeiro-ministro da Tunísia, em Túnis. A pressão popular para fazer cair o governo de transição da Tunísia, principalmente as figuras do deposto regime de Ben Ali, prosseguia nesta terça-feira, em meio a versões sobre uma iminente reorganização governamental e num momento em que um alto funcionário americano realizava consultas na capital Christophe Ena/ AP Mais
<b>25.jan.2011 - </b>A pressão popular para fazer cair o governo de transição da Tunísia, principalmente as figuras do deposto regime de Ben Ali, prosseguia nesta terça-feira, em meio a versões sobre uma iminente reorganização governamental e num momento em que um alto funcionário americano realizava consultas na capital Christophe Ena/ AP Mais
<b>25.jan.2011 - </b>Manifestante pinta a testa com a palavra "liberdade", em inglês, durante protesto diante do escritório do primeiro-ministro da Tunísia, em Túnis. A pressão popular para fazer cair o governo de transição da Tunísia, principalmente as figuras do deposto regime de Ben Ali, prosseguia nesta terça-feira, em meio a versões sobre uma iminente reorganização governamental e num momento em que um alto funcionário americano realizava consultas na capital Christophe Ena/ AP Mais
<b>26.jan.2011</b> - Moradores de Sidi Bouzid, na região central da Tunísia, fogem de gás lacrimogêneo lançado pelas forças de segurança durante protesto contra a presença dos remanescentes do governo Ben Ali no poder. Em meio a novas manifestações, a justiça tunisiana emitiu uma ordem de detenção internacional contra o presidente deposto do país, Zine el Abidine Ben Ali, e sua mulher, Leila Trabelsi, anunciou o Ministério da Justiça Fethi Belaid/ AFP Mais
<b>26.jan.2011</b> - Moradores de Sidi Bouzid, na região central da Tunísia, fogem de gás lacrimogêneo lançado pelas forças de segurança durante protesto contra a presença dos remanescentes do governo Ben Ali no poder. Em meio a novas manifestações, a justiça tunisiana emitiu uma ordem de detenção internacional contra o presidente deposto do país, Zine el Abidine Ben Ali, e sua mulher, Leila Trabelsi, anunciou o Ministério da Justiça Fethi Belaid/ AFP Mais
<b>26.jan.2011</b> - Policiais e moradores de Sidi Bouzid, na região central da Tunísia, entram em confronto durante protesto contra a presença dos remanescentes do governo Ben Ali no poder. Em meio a novas manifestações, a justiça tunisiana emitiu uma ordem de detenção internacional contra o presidente deposto do país, Zine el Abidine Ben Ali, e sua mulher, Leila Trabelsi, anunciou o Ministério da Justiça Fethi Belaid/ AFP Mais
<b>26.jan.2011</b> - Morador de Sidi Bouzid, na região central da Tunísia, foge de gás lacrimogêneo lançado pelas forças de segurança durante protesto contra a presença dos remanescentes do governo Ben Ali no poder. Em meio a novas manifestações, a justiça tunisiana emitiu uma ordem de detenção internacional contra o presidente deposto do país, Zine el Abidine Ben Ali, e sua mulher, Leila Trabelsi, anunciou o Ministério da Justiça Fethi Belaid/ AFP Mais
<b>26.jan.2011</b> - Em meio a novas manifestações nesta quarta-feira pedindo a saída de integrantes do antigo regime no governo interino, a justiça tunisiana emitiu uma ordem de detenção internacional contra o presidente deposto do país, Zine el Abidine Ben Ali, e sua mulher, Leila Trabelsi, anunciou o Ministério da Justiça. Na foto, protesto em Sidi Bouzid, na região central da Tunísia Fethi Belaid/ AFP Mais
<b>26.jan.2011</b> - Em meio a novas manifestações nesta quarta-feira pedindo a saída de integrantes do antigo regime no governo interino, a justiça tunisiana emitiu uma ordem de detenção internacional contra o presidente deposto do país, Zine el Abidine Ben Ali, e sua mulher, Leila Trabelsi, anunciou o Ministério da Justiça. Na foto, protesto em Sidi Bouzid, na região central da Tunísia Fethi Belaid/ AFP Mais
<b>26.jan.2011</b> - Moradores de Sidi Bouzid, na região central da Tunísia, tentam se recuperar após confronto com a polícia, que lançou gás lacrimogêneo contra manifestantes que pediam a saída dos remanescentes do governo Ben Ali no poder. Em meio a novas manifestações, a justiça tunisiana emitiu uma ordem de detenção internacional contra o presidente deposto do país, Zine el Abidine Ben Ali, e sua mulher, Leila Trabelsi, anunciou o Ministério da Justiça Fethi Belaid/ AFP Mais
<b>26.jan.2011</b> - Tunisianos protestam em frente ao palácio da Justiça na capital Túnis, nesta quarta-feira Fethi Belai/AFP Mais
<b>26.jan.2011</b> - Tunisianos protestam em frente ao escritório do primeiro-ministro na capital Túnis, nesta quarta-feira Fethi Belai/AFP Mais
<b>25.fev.2011 </b> Manifestantes, a maioria estudantes, voltaram às ruas de Túnis, capital da Tunísia, nesta sexta-feira em protesto contra o governo provisório. Os manifestantes querem a demissão do governo de transição do primeiro-ministro, Mohamed Gannouchi. Desde a renúncia do então presidente Zine Al Abidine Ben Ali, em 14 de janeiro, esse foi o maior ato organizado no país Zoubeir Souissi/ Reuters Mais
<b>25.fev.2011 </b> Manifestantes, a maioria estudantes, voltaram às ruas de Túnis, capital da Tunísia, nesta sexta-feira em protesto contra o governo provisório. Os manifestantes querem a demissão do governo de transição do primeiro-ministro, Mohamed Gannouchi. Desde a renúncia do então presidente Zine Al Abidine Ben Ali, em 14 de janeiro, esse foi o maior ato organizado no país Zoubeir Souissi/ Reuters Mais
<b>25.fev.2011 </b> Manifestantes, a maioria estudantes, voltaram às ruas de Túnis, capital da Tunísia, nesta sexta-feira em protesto contra o governo provisório. Os manifestantes querem a demissão do governo de transição do primeiro-ministro, Mohamed Gannouchi. Desde a renúncia do então presidente Zine Al Abidine Ben Ali, em 14 de janeiro, esse foi o maior ato organizado no país Borni Hichem/ AFP Mais
<b>25.fev.2011 </b> Manifestantes, a maioria estudantes, voltaram às ruas de Túnis, capital da Tunísia, nesta sexta-feira em protesto contra o governo provisório. Os manifestantes querem a demissão do governo de transição do primeiro-ministro, Mohamed Gannouchi. Desde a renúncia do então presidente Zine Al Abidine Ben Ali, em 14 de janeiro, esse foi o maior ato organizado no país Borni Hichem/ AFP Mais
<b>25.fev.2011 </b> Manifestantes, a maioria estudantes, voltaram às ruas de Túnis, capital da Tunísia, nesta sexta-feira em protesto contra o governo provisório. Os manifestantes querem a demissão do governo de transição do primeiro-ministro, Mohamed Gannouchi. Desde a renúncia do então presidente Zine Al Abidine Ben Ali, em 14 de janeiro, esse foi o maior ato organizado no país Borni Hichem/ AFP Mais
<b>25.fev.2011 </b> Manifestantes, a maioria estudantes, voltaram às ruas de Túnis, capital da Tunísia, nesta sexta-feira em protesto contra o governo provisório. Os manifestantes querem a demissão do governo de transição do primeiro-ministro, Mohamed Gannouchi. Desde a renúncia do então presidente Zine Al Abidine Ben Ali, em 14 de janeiro, esse foi o maior ato organizado no país Borni Hichem/ AFP Mais
<b>25.fev.2011 </b> Manifestantes, a maioria estudantes, voltaram às ruas de Túnis, capital da Tunísia, nesta sexta-feira em protesto contra o governo provisório. Os manifestantes querem a demissão do governo de transição do primeiro-ministro, Mohamed Gannouchi. Desde a renúncia do então presidente Zine Al Abidine Ben Ali, em 14 de janeiro, esse foi o maior ato organizado no país Borni Hichem/ AFP Mais
<b>25.fev.2011 </b> Manifestantes, a maioria estudantes, voltaram às ruas de Túnis, capital da Tunísia, nesta sexta-feira em protesto contra o governo provisório. Os manifestantes querem a demissão do governo de transição do primeiro-ministro, Mohamed Gannouchi. Desde a renúncia do então presidente Zine Al Abidine Ben Ali, em 14 de janeiro, esse foi o maior ato organizado no país Salah Habibi/ AP Mais
<b>26.fev.2011 </b> Indianos que trabalhavam na construção civil na Líbia em campo de refugiados montado na fronteira com o Egito pelo exército da Tunísia Lefteris Pitarakis/AP Mais
<b>26.fev.2011 </b> Egípcios que trabalhavam na Líbia seguem para Ras Ajdir, na fronteira, onde está um campo para refugiados montado pelo exército da Tunísia Lefteris Pitarakis/AP Mais
<b>26.fev.2011 </b> Egípcios que trabalhavam na Líbia aguardam em Ras Ajdir, na fronteira, a hora de voltar para casa em campo para refugiados montado pelo exército da Tunísia Lefteris Pitarakis/AP Mais
<b>27.fev.2011 </b> O general Ammar (e) e ministro do Interior Farhat Rajhi (d) deixam o Palácio Carthage Palace depois que o primeiro-ministro da Tunísia, Mohamed Ghannouchi, anunciou na manhã deste domingo (dia 27), sua renúncia ao cargo. Ghannouchi foi um aliado de longa data do presidente Zine El Abidine Ben Ali, que deixou o país no dia 14 de janeiro após consecutivos protestos AFP Mais
<b>27.fev.2011 </b> O primeiro-ministro da Tunísia, Mohamed Ghannouchi (f), anunciou na manhã deste domingo (dia 27), sua renúncia ao cargo. Ghannouchi foi um aliado de longa data do presidente Zine El Abidine Ben Ali, que deixou o país no dia 14 de janeiro após consecutivos protestos EFE Mais
<b>27.fev.2011 </b> Gás lacrimogênio é visto durante protesto em Túnis. O primeiro-ministro da Tunísia, Mohamed Ghannouchi, anunciou na manhã deste domingo (dia 27), sua renúncia ao cargo. Ghannouchi foi um aliado de longa data do presidente Zine El Abidine Ben Ali, que deixou o país no dia 14 de janeiro após consecutivos protestos AP Mais

Últimos álbuns publicados

Hospedagem: UOL Host