Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.uol.com.br/album/2013/04/04/veja-figuras-publicas-fichadas-pelo-dops-durante-a-ditadura.htm
  • totalImagens: 14
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20130404120211
    • Ditadura militar brasileira [28025];
Fotos

Documentos do Deops (Departamento Estadual de Ordem Política e Social) de São Paulo, subordinado ao Dops (Departamento de Ordem Política Social), principal órgão de inteligência e repressão durante a ditadura militar, mostram que regimes autoritários ficharam figuras públicas como o ex-jogador de futebol Pelé, o cantor Roberto Carlos, os apresentadores Silvio Santos e Hebe Camargo e o escritor Monteiro Lobato. As fichas e prontuários podem ser consultados no site "Memória Política e Resistência", vinculado ao Arquivo do Estado. Conheça algumas das personalidades fichadas pela ditadura Arte/UOL Mais

A atriz Fernanda Montenegro é uma das fichadas pelo Deops por seu engajamento político. A ficha cita a leitura, pela atriz, de um manifesto que fala sobre liberdade de expressão e manifestação artística e critica um artigo veiculado, à época, pelo jornal "O Estado de S. Paulo" Arte/UOL Mais

Também figura na lista o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), que era considerado "subversivo" e foi expulso da USP (Universidade de São Paulo), onde ministrava aulas. A expulsão também ocorreu para os professores Florestan Fernandes e Caio Prado Júnior Arte/UOL Mais

O prontuário do jogador Sócrates (1954-2011) revela seu engajamento pelo fim da ditadura militar, ao citar uma reportagem do jornal "Folha de S.Paulo", segundo a qual o jogador organizava um ato pelas eleições diretas, que aconteceria na Praça da Sé, em São Paulo Arte/UOL Mais

Na ficha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), é registrada uma série de encontros realizados por ele enquanto presidente do diretório nacional do Partido dos Trabalhadores. Entre eles uma visita à Baixada Santista, em campanha como candidato a governador de São Paulo Arte/UOL Mais

O prontuário da presidente Dilma Rousseff (PT) traz informações sobre os momentos em que ela foi detida quando militava contra a ditadura militar. Na ficha, é considerada "subversivo-terrorista" e "pessoa de dotação intelectual apreciável" Arte/UOL Mais

No prontuário de Pelé constam Boletim de Ocorrência registrado por Rosemari Cholbi do nascimento, então mulher de Pelé, sobre um atentado a tiros em 1973 contra a casa do ídolo do Santos, assim como recortes de jornal sobre o atentado. Há também 11 páginas sobre as movimentações financeiras do ex-jogador de futebol arquivadas pelo Deops (Departamento Estadual de Ordem Política e Social) de São Paulo Arte/UOL Mais

Os ex-presidentes Juscelino Kubitschek (PSD) e Jânio Quadros PTN) são citados em uma mesma ficha, cujo texto fala sobre um encontro entre os políticos ocorrido no Guarujá (SP), em 1967 Arte/UOL Mais

A ficha do cantor Roberto Carlos faz menção a uma reportagem do jornal "O Estado de S. Paulo", na qual o cantor é acusado de dar um calote na Vasp (empresa aérea estatal de São Paulo que existia na época) Arte/UOL Mais

O escritor Monteiro Lobato tem registrado que "dois volumes [de uma de suas obras] foram requisitados". Outro prontuário trata da "Semana de Monteiro Lobato", em Taubaté, em 1953, e arquiva vários textos sobre o autor. Nomes do conselho permanente da Semana são destacados com a palavra "fichar" Arte/UOL Mais

O prontuário de Hebe Camargo, outra figura pública fichada pelo Deops (Departamento Estadual de Ordem Política e Social), destaca a assinatura da apresentadora em diversos manifestos considerados subversivos pela ditadura militar Arte/UOL Mais

O Deops (Departamento Estadual de Ordem Política e Social) fez referência a dezenas de informações de jornais sobre Silvio Santos. As citações dizem respeito a denúncias contra o grupo do comunicador e ao "Baú da Felicidade", além de notícias sobre o interesse de Santos em candidatar-se à Prefeitura de São Paulo e à Presidência da República Arte/UOL Mais

O ex-governador de São Paulo José Serra (PSDB), então presidente da UNE (União Nacional dos Estudantes), tem destacado em seu arquivo que ele assinou um boletim de solidariedade a Cuba, em 1963 Arte/UOL Mais

O arcebispo emérito de São Paulo dom Paulo Evaristo Arns também foi fichado pelo Deops (Departamento Estadual de Ordem Política e Social). O sacerdote tentou influenciar o papa Paulo 6º e a Cúria Romana para que a igreja fizesse críticas aos regimes militares sul-americanos na década de 1970 Arte/UOL Mais

Intelecto de Dilma e dinheiro de Pelé foram alvo da ditadura

Últimos álbuns de Notícias

UOL Cursos Online

Todos os cursos