Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.uol.com.br/album/2013/04/20/terremoto-abala-sudoeste-da-china.htm
  • totalImagens: 57
  • fotoInicial: 38
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20130420031252
    • China [5715];
    • Terremoto [22198];
Fotos

20.abr.2013 - Rocha bloqueia estrada no condado de Lushan, no sudoeste da China, depois que um terremoto de magnitude 6,6 abalou a região. A província mais atingida, a de Sichuan, também foi afetada por um forte tremor há cinco anos Hai Mingwei/Xinhua/AP Mais

20.abr.2013 - Edifício se parte em decorrência do forte terremoto que atingiu a província chinesa de Sichuan, no sudoeste do país, com intensidade 6,6. No letreiro, lê-se Jardim-de-infância Lushan. O tremor deixou mais de cem de mortos e milhares de feridos. Em 2008, um tremor em uma região próxima matou quase 70 mil pessoas CCTV/Reuters/Reuters TV Mais

20.abr.2013 - Pessoas caminham em meio a destroços de edifícios atingidos pelo terremoto ocorrido na província chinesa de Sichuan, no sudoeste do país, com intensidade 6,6. O tremor, ocorrido em região próxima à do terremoto de 2008, que matou quase 70 mil pessoas, deixou mais de cem de mortos e milhares de feridos CCTV/Reuters/Reuters TV Mais

20.abr.2013 - Mulher abriga garota após elas deixarem suas casas, em Chongqing, após forte terremoto que atingiu a província de Sichuan, onde fica a cidade, no sudoeste da China. O tremor teve o centro próximo do platô tibetano, por volta de 8h da manhã, no horário local (21h no horário de Brasília) o que tirou muitas pessoas de suas camas. Mais de cem pessoas morreram em decorrência do desastre natural AFP Mais

20.abr.2013 - Chineses se reúnem em praça, vestindo pijamas, após deixarem suas casas, em Chongqing, às pressas, após forte terremoto que atingiu a província de Sichuan, onde fica a cidade, no sudoeste da China. O tremor teve o centro próximo do platô tibetano, por volta de 8h da manhã, no horário local (21h no horário de Brasília), o que tirou muitas pessoas de suas camas. Mais de cem pessoas morreram em decorrência do desastre natural AFP Mais

20.abr.2013 - Em imagem aérea, casas em vilarejo da província de Sichuan, no sudoeste do China, são danificadas e derrubadas após forte tremor de terra, de magnitude 6,6, ocorrer na região. Segundo as autoridades chinesas, mais de cem de pessoas morreram e milhares ficaram feridas no desastre China Daily/Reuters Mais

20.abr.2013 - Membro de equipe de resgate retira garota de escombros de residência no condado de Lushan, no sudoeste da China. Um terremoto de magnitude 6,6 atingiu a região às 8h deste sábado (20), no horário local, e deixou mais de cem mortos, além de ter ferido milhares de pessoas, segundo autoridades do país AFP Mais

20.abr.2013 - Homem leva garota para unidade de saúde improvisada no condado de Lushan, no sudoeste da China. Um terremoto de magnitude 6,6 atingiu a região às 8h deste sábado (20), no horário local, e deixou mais de cem mortos, além de ter ferido milhares de pessoas, segundo autoridades do país AP Mais

20.abr.2013 - Homem ferido descansa após sobreviver ao terremoto que atingiu o condado de Lishan, no sudoeste da China. O tremor, de magnitude 6,6, começou às 8h deste sábado (20), no horário local, e deixou mais de cem mortos, além de ter ferido milhares de pessoas, segundo autoridades do país AP Mais

20.abr.2013 - Primeiro-ministro da China Li Keqiang (com casaco preto) chega à cidade de Yaan, no sudoeste da China, para dar assistência às autoridades locais. Um terremoto de magnitude 6,6, que começou às 8h deste sábado (20), no horário local, deixou mais de cem mortos, além de ter ferido milhares de pessoas, segundo autoridades do país AP Mais

20.abr.2013 - Mãe observa seu bebê recém-nascido na cidade de Yaan, na província chinesa de Sichuan. A criança nasceu em uma ambulância quase duas horas após o terremoto que atingiu a região e deixou centenas de mortos e mais de 3.000 feridos Reprodução/Wang Dan/Xinhua Mais

20.abr.2013 - Equipe de resgate tenta retirar criança de escombros de residência na cidade de Yaan, no sudoeste da China, neste sábado (20). Mais de cem pessoas morreram por causa de um tremor de magnitude 6,6, que começou às 8h no horário local, no condado de Lushan AFP Mais

20.abr.2013 - Enfermeiras levam homem ferido para unidade de saúde improvisada no condado de Lushan, no sudoeste da China. Um terremoto de magnitude 6,6 atingiu a região às 8h deste sábado (20), no horário local, e deixou mais de cem mortos, além de ter ferido milhares de pessoas, segundo autoridades do país AP Mais

20.abr.2013 - Casas destruídas pelo terremoto na China. O tremor, de magnitude 6,6, começou às 8h deste sábado (20), no horário local, e deixou mais de cem mortos, além de ter ferido milhares de pessoas na província de Sichuan, no sudoeste do país Efe/EPA/LI Mais

20.abr.2013 - Moradores observam casas destruídas no distrito de Longmen, na cidade de Yaan, sudoeste chinês. A região foi atingida por um terremoto de magnitude 6,6 que matou mais de cem pessoas e feriu ao menos 3.000 AFP Mais

20.abr.2013 - Homem ferido recebe tratamento após sobreviver ao terremoto de magnitude 6,6, que atingiu o condado de Lushan, no sudoeste da China, às 8h deste sábado (20), no horário local. Mais de cem pessoas morreram e ao menos 3.000 ficaram feridas Jiang Hongjing/Xinhua/Reuters Mais

20.abr.2013 - Mulher se desespera com a destruição causada pelo terremoto na China. Mais de cem pessoas morreram por causa de um tremor de magnitude 6,6, que começou às 8h no horário local, no condado de Lushan, no sudoeste da China AP Mais

20.abr.2013 - Pandas se alimentam de bambus na Base de Conservação e Pesquisa de Bifengxia, na cidade de Yaan, no sudoeste chinês, atingida pelo terremoto de magnitude 6,6 que matou mais de cem pessoas e feriu ao menos 3.000. Cerca de 60 animais da espécie, que vivem na área, ficaram abalados com o tremor e estão sendo observados por tratadores AFP Mais

20.abr.2013 - Mulheres carregam seus pertences no condado de Lushan em meio à cidade devastada, no sudoeste da China. A região foi atingida por um terremoto de magnitude 6,6 que matou mais de cem pessoas e feriu ao menos 3.000 Fei Maohua/Xinhua/AP Mais

20.abr.2013 - Moradores do condado de Lushan, no sudoeste da China, observam as ruínas de suas casas. A região foi atingida por um terremoto de magnitude 6,6 que matou mais de cem pessoas e feriu ao menos 3.000 Zhang Xiaoli/Xinhua/AP Mais

20.abr.2013 - Com o vestido de seu casamento, Chen Ying, âncora de uma emissora de TV da cidade de Yaan, reporta ao vivo informações sobre o terremoto em sua cidade. O tremor aconteceu no momento da cerimônia de casamento da jornalista, que não teve tempo de mudar de roupa para entrar no ar Reprodução/Weibo Mais

20.abr.2013 - População recebe alimentos, em Sichuan (China), após forte terremoto que deixou ao menos 160 mortos e mais de 5.700 feridos Mark Ralston/AFP Mais

20.abr.2013 - População recebe alimentos, em Sichuan (China), após forte terremoto que deixou ao menos 160 mortos e mais de 5.700 feridos Mark Ralston/AFP Mais

21.abr.2013 - Song Zhengqiong chora abraçada à filha em frente a sua casa, em Longmen, no condado de Lushan, parcialmente destruída após forte terremoto de magnitude 6,6 na escala Richter, neste sábado (20), na China. Neste domingo (21), autoridades confirmaram ao menos 179 mortos e 6.700 feridos Jason Lee/Reuters Mais

21.abr.2013 - Moradores observam destruição na casa deles, em Yaan, cidade do sudoeste chinês, atingida pelo terremoto de magnitude 6,6 na escala Richter que abalou a região neste sábado (20). Equipes de resgate ainda tentam encontrar sobreviventes, mas enfrentam dificuldades para trabalhar em áreas remotas, que ficaram isoladas por causa de deslizamentos de terra How Hwee Young/Efe/Epa Mais

21.abr.2013 - Ri Chenfu, moradora desta casa danificada, conseguiu retirar algumas panelas de dentro do imóvel, que fica em Yaan, cidade do sudoeste chinês, atingida pelo terremoto de magnitude 6,6 na escala Richter que abalou o país neste sábado (20). Equipes de resgate ainda tentam encontrar sobreviventes, mas enfrentam dificuldades para trabalhar em áreas remotas, que ficaram isoladas por causa de deslizamentos de terra How Hwee Young/Efe/Epa Mais

21.abr.2013 - Pacientes recebem tratamento em hospital improvisado na cidade de Yaan, no sudoeste da China. A região foi atingida pelo terremoto de magnitude 6,6 na escala Richter neste sábado (20). Equipes de resgate ainda tentam encontrar sobreviventes, mas enfrentam dificuldades para trabalhar em áreas remotas, que ficaram isoladas por causa de deslizamentos de terra How Hwee Young/Efe/Epa Mais

21.abr.2013 - Cachorro de moradores da cidade Yaan, no sudoeste da China que estão acampados fora da casa onde moram por medo de novos tremores. O terremoto de magnitude 6,6 na escala Richter, que começou às 8h deste sábado (20), matou mais de cem pessoas e feriu cerca de 6.000 How Hwee Young/Efe/Epa Mais

21.abr.2013 - Chinesa ferida recebe tratamento em hospital improvisado na cidade de Yaan, no sudoeste da China, que foi atingida pelo terremoto de magnitude 6,6 na escala Richter que abalou o país neste sábado (20). Equipes de resgate ainda tentam encontrar sobreviventes, mas enfrentam dificuldades para trabalhar em áreas remotas, que ficaram isoladas por causa de deslizamentos de terra How Hwee Young/Efe/Epa Mais

21.abr.2013 - Chinesa ferida recebe tratamento em hospital improvisado na cidade de Yaan, no sudoeste da China, que foi atingida pelo terremoto de magnitude 6,6 na escala Richter que abalou o país neste sábado (20). Equipes de resgate ainda tentam encontrar sobreviventes, mas enfrentam dificuldades para trabalhar em áreas remotas, que ficaram isoladas por causa de deslizamentos de terra How Hwee Young/Efe/Epa Mais

21.abr.2013 - Homem consola pai de vítima do terremoto na China. Ele perdeu o filho de 15 anos por causa dos tremores que atingiram a região de Sichuan, no sudoeste chinês, em mataram mais de cem pessoas, além de terem ferido cerca de 6.000 Mark Ralston/AFP Mais

21.abr.2013 - Moradias improvisadas são disponibilizadas para população atingida por forte terremoto em Sichuan (China). Milhares de equipes militares e cidadãos tentavam resgatar as vítimas e ajudar os feridos do terremoto, segundo informações da agência AFP AFP Mais

21.abr.2013 - Enfermeira chinesa cuida de mulher e recém-nascido, em meio ao resgate de vítimas do forte terremoto que atingiu Sichuan (China) AFP Mais

21.abr.2013 - Criança segura vela enquanto pessoas oram pelas vítimas do terremoto que atingiu a província chinesa de Sichuan, no sábado (20), em Daqing, no norte da China, na noite de domingo (21). Um terremoto de magnitude 6.6 atingiu a província chinesa de Sichuan no último sábado (20). O sismo causou mais de 180 mortes e deixou mais de 11 mil pessoas feridas; 21 pessoas estão desaparecidas. Mais de 2,3 mil réplicas (tremores de menor intensidade) registrados em Lushan, na província de Sichuan, dificultam os trabalhos de resgate de vítimas AFP Mais

22.abr.2013 - Assustado após terremoto de magnitude 6.6 atingir a província de Sichuan, na China, panda gigante sobe em árvore da reserva de Bifengxia, que realiza pesquisa e conservação da espécie. O sismo causou mais de 180 mortes e deixou mais de 11 mil pessoas feridas. Centenas de sobreviventes fizeram uma passeata nesta segunda-feira (22) exigindo mais assistência das autoridades AFP Mais

22.abr.2013 - Sobrevivente observa montanha enquanto corre por escombros de deslizamento de terra em estrada para Lingguan, na China, nesta segunda-feira (22). Um terremoto de magnitude 6.6 atingiu a província chinesa de Sichuan no último sábado (20). O sismo causou mais de 180 mortes e deixou mais de 11 mil pessoas feridas. Centenas de sobreviventes fizeram uma passeata nesta segunda-feira exigindo mais assistência das autoridades Jason Lee/Reuters Mais

22.abr.2013 - Menina sentada em caixa contendo água mineral espera distribuição de suprimentos básicos nesse domingo (21), após o terremoto de magnitude 6.6 que atingiu a província de Sichuan, na China, no último sábado (20). O sismo causou mais de 180 mortes e deixou mais de 11 mil pessoas feridas. Mais de 2,3 mil réplicas (tremores de menor intensidade) registrados em Lushan, na província de Sichuan, dificultam os trabalhos de resgate de vítimas AFP Mais

22.abr.2013 - Mulher dá comida para filho em tenda improvisada na cidade de Lushan, na China, nesta segunda-feira (22). Um terremoto de magnitude 6.6 atingiu a província chinesa de Sichuan no último sábado (20). O sismo causou mais de 180 mortes e deixou mais de 11 mil pessoas feridas. Mais de 2,3 mil réplicas (tremores de menor intensidade) registrados em Lushan, na província de Sichuan, dificultam os trabalhos de resgate de vítimas Mark Ralston/AFP Mais

22.abr.2013 - Mulher carrega filha em cesta enquanto caminha até posto de distribuição de comida em vilarejo perto de Longmen, na China, nesta segunda-feira (22). Um terremoto de magnitude 6.6 atingiu a província chinesa de Sichuan no último sábado (20). O sismo causou mais de 180 mortes e deixou mais de 11 mil pessoas feridas. Centenas de sobreviventes fizeram uma passeata exigindo mais assistência das autoridades Mark Ralston/AFP Mais

22.abr.2013 - Equipes de resgatem retiram sobrevivente de área afetada pelo terremoto de magnitude 6.6 que atingiu a província chinesa de Sichuan no último sábado (20). O sismo causou mais de 180 mortes e deixou mais de 11 mil pessoas feridas; 21 pessoas estão desaparecidas. Mais de 2,3 mil réplicas (tremores de menor intensidade) registrados em Lushan, na província de Sichuan, dificultam os trabalhos de resgate de vítimas Jason Lee/Reuters Mais

22.abr.2013 - Moradores passam por edifícios derrubados na localidade de Lingguan, na província de Sichuan, na China, após terremoto de magnitude 6.6 que atingiu a província chinesa de Sichuan no último sábado (20). O sismo causou mais de 180 mortes e deixou mais de 11 mil pessoas feridas; 21 pessoas estão desaparecidas. Mais de 2,3 mil réplicas (tremores de menor intensidade) registrados em Lushan, na província de Sichuan, dificultam os trabalhos de resgate de vítimas Wu Hong/EFE Mais

22.abr.2013 - Enfermeiras caminham por uma rua da localidade de Lingguan, na província de Sichuan, na China. Um terremoto de magnitude 6.6 atingiu a província chinesa de Sichuan no último sábado (20). O sismo causou mais de 180 mortes e deixou mais de 11 mil pessoas feridas; 21 pessoas estão desaparecidas. Mais de 2,3 mil réplicas (tremores de menor intensidade) registrados em Lushan, na província de Sichuan, dificultam os trabalhos de resgate de vítimas Wu Hong/EFE Mais

22.abr.2013 - Moradores de vilarejo em Lushan, na província chinesa de Sichuan, carregam caixão de homem que morreu no terremoto de magnitude 6.6 que atingiu a província no último sábado (20). O sismo causou pelo menos 186 mortes e deixou mais de 11 mil pessoas feridas; 21 pessoas estão desaparecidas. Mais de 2,3 mil réplicas (tremores de menor intensidade) registrados em Lushan, na província de Sichuan, dificultam os trabalhos de resgate de vítimas Mark Ralston/AFP Mais

22.abr.2013 - Mulher dá comida para filho em tenda improvisada na cidade de Lushan, na China, nesta segunda-feira (22). Um terremoto de magnitude 6.6 atingiu a província chinesa de Sichuan no último sábado (20). O sismo causou mais de 180 mortes e deixou mais de 11 mil pessoas feridas. Mais de 2,3 mil réplicas (tremores de menor intensidade) registrados em Lushan, na província de Sichuan, dificultam os trabalhos de resgate de vítimas Mark Ralston/AFP Mais

22.abr.2013 - Homem recupera quadro com foto do casamento em meio aos destroços de sua casa após o forte terremoto de magnitude 6.6 que atingiu a província de Sichuan, na China, no último sábado (20). O sismo causou pelo menos 186 mortes e deixou mais de 11 mil pessoas feridas; 21 pessoas estão desaparecidas Rooney Chen/Reuters Mais

22.abr.2013 - Homem chora enquanto faz homenagem a parente morto durante forte terremoto de magnitude 6.6 que atingiu a província de Sichuan (China) no último sábado (20).O sismo causou pelo menos 186 mortes e deixou mais de 11 mil pessoas feridas; 21 pessoas estão desaparecidas Reuters Mais

22.abr.2013 - Moradores de vilarejo carregam caixão de homem que morreu no terremoto de magnitude 6.6 que atingiu a província de Sichuan, na China, no último sábado (20). O sismo causou pelo menos 186 mortes e deixou mais de 11 mil pessoas feridas; 21 pessoas estão desaparecidas. Mais de 2,3 mil réplicas (tremores de menor intensidade) registrados em Lushan, na província de Sichuan, dificultam os trabalhos de resgate de vítimas Mark Ralston/AFP Mais

22.abr.2013 - Atingidos por terremoto acampam em tenda no condado de Lushan, na província chinesa de Sichuan, após terremoto de magnitude 6.6 que atingiu a província no último sábado (20). O sismo causou mais de 180 mortes e deixou mais de 11 mil pessoas feridas. Mais de 2,3 mil réplicas (tremores de menor intensidade) registrados em Lushan, na província de Sichuan, dificultam os trabalhos de resgate de vítimas How Hwee Young/EFE Mais

22.abr.2013 - Soldados chineses usam trator para limpar estrada, após o terremoto de magnitude 6.6 que atingiu a província chinesa de Sichuan no último sábado (20). O sismo causou mais de 180 mortes e deixou mais de 11 mil pessoas feridas; 21 pessoas estão desaparecidas. Mais de 2,3 mil réplicas (tremores de menor intensidade) registrados em Lushan, na província de Sichuan, dificultam os trabalhos de resgate de vítimas Wu Hong/EFE Mais

22.abr.2013 - Casa em Longmen, no condado de Lushan, na província de Sichuan, na China, fica danificada após o terremoto de magnitude 6.6 que atingiu a província chinesa de Sichuan no último sábado (20). O sismo causou mais de 180 mortes e deixou mais de 11 mil pessoas feridas; 21 pessoas estão desaparecidas. Mais de 2,3 mil réplicas (tremores de menor intensidade) registrados em Lushan, na província de Sichuan, dificultam os trabalhos de resgate de vítimas How Hwee Young/EFE Mais

23.abr.2013 - Tendas montadas do lado de fora de hospital para atender vítimas de terremoto são iluminadas à noite nesta segunda-feira (22). O sismo de magnitude 6,6 atingiu a província de Sichuan (China) no último sábado (20) e provocou a morte de pelo menos 188 pessoas Reuters Mais

23.abr.2013 - Em foto divulgada nesta terça-feira (23) pela agência de notícias oficial da China, Xinhua, médicos realizam parto de um menino em hospital improvisado numa tenda para vítimas do terremoto em Lushan, na província de Sichuan. Yan Yang, 20, e Chen Wei, mãe e pai da criança, demoraram três horas para chegarem ao hospital ao local na manhã desta terça Chen Cheng/Xinhua/AP Mais

Estudantes se preparam para vestibular ao lado de tendas montadas para abrigar vítimas de terremoto em Tianquan, na província de Sichuan, na China AFP Mais

23.abr.2013 - Idosos comem refeição em abrigo temporário na cidade de Ligguan, ao sul da província de Sichuan, no sul da China. Milhares de sobreviventes desabrigados do terremoto do último sábado (20) estão sobrevivendo em barracas nas ruas e sofrendo com racionamento de comida AFP Mais

23.abr.2013 - Chineses trafegam em carro com o para-brisa quebrado na cidade de Lingguan, província de Sichuan, no sul da China, após o terremoto do último sábado (20). Milhares de pessoas seguem desabrigadas e sem perspectiva de onde viverão AFP Mais

24.abr.2013 - Policiais paramilitares coletam peixes mortos em um criadouro em Lushan, na província chinesa de Sichuan, após terremoto ocorrido na região no sábado (20). Mais de 10 toneladas de peixes morreram quando o abastecimento de água para a instalação foi interrompido pelo terremoto. Os peixes mortos recolhidos serão esterilizados e enterrados para evitar uma possível epidemia China Daily/Reuters Mais

26.abr.2013 - Idosa observa o movimento em tenta de abrigo, fornecida a moradores da província de Sichuan após o terremoto do último sábado (20), que causou a morte de 196 pessoas. Ao menos 11 mil ficaram feridos e 21 pessoas estão desaparecidas Reuters Mais

Terremoto deixa mortos e feridos no sudoeste da China

Últimos álbuns de Notícias

UOL Cursos Online

Todos os cursos