Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.uol.com.br/album/2016/03/24/pascoa-2016---procissao-do-fogareu-em-goias.htm
  • totalImagens: 20
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20160324115209
    • Goiânia [5297]; GO [5323]; Goiás [58222];
    • Páscoa 2016 [77478]; Semana Santa [71535]; Procissão [63879]; Religião [22280]; Igreja Católica [29485];
Fotos

23.mar.2016 - Isaac Ribeiro Martins, 53, é agente administrativo na Saneago, empresa de tratamento de esgoto do Estado de Goiás. Há mais de 20 anos ele reserva o período da Semana Santa para participar da Procissão do Fogaréu, tradicional manifestação católica realizada anualmente na pequena Cidade de Goiás --que foi capital do Estado por 200 anos-- desde o século 18. Introduzida por um padre espanhol no Brasil, a manifestação religiosa de origem ibérica encena a busca e prisão de Jesus Cristo Reinaldo Canato/UOL Mais

23.mar.2016 - Isaac se prepara para a Procissão do Fogaréu, que em Goiás começa à 0h, na virada da Quarta-feira de Trevas para a Quinta-feira Santa. O funcionário público desfila como farricoco, descalço e com o rosto coberto. O farricoco remete à penitência e é a figura que persegue Jesus Cristo. Vestido de branco para se destacar entre os outros farricocos da procissão católica, Issac explica que é ele o responsável por prender Jesus na encenação há muitos anos Reinaldo Canato/UOL Mais

23.mar.2013 - Introduzido à Procissão do Fogaréu de Goiás por um tio há mais de 20 anos, Isaac Ribeiro Martins também conseguiu convencer o filho a participar da tradicional manifestação católica. Aos 21 anos, Pedro Henrique acompanha o pai no fogaréu há pelo menos quatro Reinaldo Canato/UOL Mais

23.mar.2016 - Isaac Ribeiro Martins, 53, registra mais um ano de participação na Procissão do Fogaréu de Goiás. Ao lado de sua mulher, Rosangela Silva Ribeiro, 50, ele diz que pretende se aposentar da função de farricoco. "Desde que fiz 50 anos digo que vou parar, mas acho que esse é o último ano mesmo" Reinaldo Canato/UOL Mais

23.mar.2016 - Antes de seguir com a Procissão do Fogaréu de Goiás, o funcionário público Isaac Ribeiro Martins explica a importância do evento para a cidade e a população. "É um encontro religioso muito importante, é a tradição católica e de Goiás. Para mim, a procissão é muito especial", conta o líder dos farricocos Reinaldo Canato/UOL Mais

23.mar.2016 - A procissão do Fogaréu em Goiás encena a perseguição a Jesus Cristo e tem início com a iluminação pública apagada e ao som de tambores, à porta da Igreja da Boa Morte, na praça principal da antiga capital do Estado. Os fiéis seguem então por ruas de pedra até a escadaria da Igreja de Nossa Senhora do Rosário, onde encontram a mesa da Última Ceia já dispersa. Eles seguem caminhando pelas ruas até a igreja São Francisco de Paula, onde se dá a simbólica prisão de Jesus Cristo Reinaldo Canato/UOL Mais

23.mar.2016 - Com o rosto coberto por uma máscara, os pés descalços e levando uma tocha na mão, os farricocos representam as figuras que perseguiram Jesus Cristo. Originalmente, o Fogaréu era um ritual de penitência, mas em Goiás ele representa uma rememoração da prisão de Jesus Cristo Reinaldo Canato/UOL Mais

23.mar.2016 - Tido originalmente como um ritual de penitência, os fiéis seguem descalços pela procissão do Fogaréu de Goiás. Este é um dos motivos que leva o funcionário público Isaac Ribeiro Martins, 53, a pensar em se aposentar de sua função de farricoco na manifestação católica Reinaldo Canato/UOL Mais

23.mar.2016 - A indumentária brilhante, as máscaras pontiagudas cobrindo o rosto e as tochas são símbolos da procissão do Fogaréu de Goiás. Cerca de 40 participantes voluntários são seguidos por fiéis e por curiosos pelas ruas de pedra da antiga capital do Estado de Goiás por cerca de 2,5 km, com algumas paradas simbólicas Reinaldo Canato/UOL Mais

23.mar.2016 - No meio da procissão do Fogaréu de Goiás, o farricoco vestido de branco encontra a mesa da Última Ceia vazia. De branco, Isaac Ribeiro Martins, um dos participantes mais antigos da tradicional procissão que acontece desde o século 18 na antiga capital de Goiás. Na tradição, um único farricoco se veste de branco durante a procissão e ele será o responsável pela captura de Jesus Cristo Reinaldo Canato/UOL Mais

23.mar.2016 - Com o rosto coberto e caracterizado como farricoco --o perseguidor de Jesus Cristo-- Isaac Ribeiro Martins conduz o Fogaréu de Goiás ao fim depois da simbólica prisão de Jesus. A procissão começa com a iluminação pública apagada e ao som de tambores, à porta da Igreja da Boa Morte, na praça principal da Cidade de Goiás, e segue por cerca de 2,5 km pelas ruas e calçadas de pedra da antiga capital do Estado. Cristo é representado por um estandarte de linho com a figura pintada Reinaldo Canato/UOL Mais

23.mar.2016 - Voluntário carrega vestimentas dos cerca de 40 farricocos que participam do tradicional Fogaréu de Goiás. Ao fundo, as tochas que também são símbolo da procissão. A manifestação católica acontece anualmente na pequena Cidade de Goiás --que foi capital do Estado por 200 anos-- desde o século 18 Reinaldo Canato/UOL Mais

23.mar.2016 - O Fogaréu de Goiás também tem uma versão mirim desde 1999. As crianças, porém, desfilam à luz do dia --às 18h-- com indumentárias bastante coloridas e tochas simbólicas, feitas de papel celofane. O Fogaréuzinho é realizado na Quarta-feira de Trevas, mesma data da tradicional e reconhecida Procissão do Fogaréu Reinaldo Canato/UOL Mais

23.mar.2016 - Parte da tradição da Cidade de Goiás, antiga capital do Estado de Goiás, a procissão do Fogaréu é também pintada e estudada pelas crianças da cidade Reinaldo Canato/UOL Mais

23.mar.2016 - A procissão do Fogaréu de Goiás mirim acontece desde 1999 e recebe crianças entre 2 e 12 anos. Acompanhada e assistida pela comunidade de pais da Escola Letras de Alfenim, por habitantes da cidade e por turistas, a procissão do Fogaréuzinho já está se tornando uma tradição Reinaldo Canato/UOL Mais

23.mar.2016 - Assim como os adultos, as cerca de cem crianças que participam do Fogaréuzinho também desfilam descalças e caracterizadas como farricocos Reinaldo Canato/UOL Mais

23.mar.2016 - Participam estudantes da Escola Letras de Alfenim e também ex-alunos, que concluído seus anos de estudos retornam para participar do evento. Alguns mais velhos estão no evento desde sua primeira edição, em 1999 Reinaldo Canato/UOL Mais

23.mar.2016 - As crianças seguem a procissão acompanhadas pelos pais, professores, curiosos e turistas. A Escola Letras de Alfenim encena há 17 anos a Procissão do Fogaréu mirim, conhecida como Fogaréuzinho Reinaldo Canato/UOL Mais

23.mar.2016 - Criança carrega tocha de papel no Fogaréuzinho, em Goiás, versão mirim da tradicional Procissão do Fogaréu Reinaldo Canato/UOL Mais

23.mar.2016 - Crianças brincam depois da procissão do Fogaréuzinho, versão mirim do tradicional Fogaréu de Goiás, manifestação católica que relembra a perseguição a Jesus Cristo Reinaldo Canato/UOL Mais

De funcionário público a perseguidor de Jesus: conheça a procissão do Fogaréu de Goiás

Últimos álbuns de Notícias

UOL Cursos Online

Todos os cursos