Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.uol.com.br/album/2017/12/16/comunidades-relatam-ameacas-no-interior-da-bahia.htm
  • totalImagens: 23
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20171216040000
    • Bahia [5093];
    • Notícias [35976];
Fotos

Na comunidade Aldeia, todas as saídas foram fechadas pela Estrondo sem autorização judicial, dizem os moradores Fernando Martinho/Repórter Brasil Mais

Localizada na divisa com Tocantins, em Aldeia não chegaram energia elétrica nem posto de saúde Fernando Martinho/Repórter Brasil Mais

Nas terras da estrondo, algodão, soja e milho são as principais monoculturas Fernando Martinho/Repórter Brasil Mais

Sem água encanada, famílias inteiras atravessam longos trechos para tomar banho, lavar roupas e utensílios domésticos Fernando Martinho/Repórter Brasil Mais

Em Cacimbinha, moradores colhiam e faziam artesanato com capim dourado. Há dois anos, dizem, a Estrondo os proibiu Fernando Martinho/Repórter Brasil Mais

Moradores das comunidades geraizeiras queixam-se da falta de assistência municipal Fernando Martinho/Repórter Brasil Mais

Cercas elétricas e de arame foram instaladas pela empresa em várias comunidades, às vezes nos quintais das casas Fernando Martinho/Repórter Brasil Mais

Formosa do Rio Preto é a quinta maior produtora de soja do país e a primeira na Bahia Fernando Martinho/Repórter Brasil Mais

Cercas elétricas foram instaladas dentro do terreno da família de Jassonê Lopes Leite, em Cachoeira Fernando Martinho/Repórter Brasil Mais

Funcionário da Estrondo fotografa presença da equipe de reportagem Fernando Martinho/Repórter Brasil Mais

Na comunidade Cachoeira, cercas e uma guarita dividiram o território e o rebanho da família Lopes Leite Fernando Martinho/Repórter Brasil Mais

Em Aldeia, casas são de barro e taipa. Para alcançar a comunidade, é preciso atravessar um rio a pé Fernando Martinho/Repórter Brasil Mais

Na comunidade Cachoeira, cercas e uma guarita dividiram o território e o rebanho da família Lopes Leite Fernando Martinho/Repórter Brasil Mais

Mais de mil quilômetros em estradas arenosas separam a capital Salvador de Formosa do Rio Preto, no oeste baiano Fernando Martinho/Repórter Brasil Mais

Em Cacimbinha, moradores colhiam e faziam artesanato com capim dourado. Há dois anos, dizem, a Estrondo os proibiu Fernando Martinho/Repórter Brasil Mais

Maioria das casas das comunidades geraizieiras não têm água na torneira nem energia elétrica Fernando Martinho/Repórter Brasil Mais

Avô de Ednaldo Lopes Leite, Abdon foi despejado de casa em ação movida por outra empresa instalada em Formosa. Nem os remédios de casa puderam tirar Fernando Martinho/Repórter Brasil Mais

Uma das fazendas da Estrondo, em Formosa do Rio Preto, na Bahia Fernando Martinho/Repórter Brasil Mais

Comunidades na BA denunciam megaempreendimento por violência, cerceamento de liberdade e instalação de cercas Fernando Martinho/Repórter Brasil Mais

A Estrondo instalou cercas e guaritas nas vias e nos terrenos das comunidades geraizeiras. Para passar pela "portaria", morador tem que apresentar documento de identidade, dizer para onde vai, o trajeto e o destino final Fernando Martinho/Repórter Brasil Mais

Em cada parada, todos precisam apresentar documento de identidade, o caminho que será percorrido, o destino final e a data de regresso. Quem não dá as informações não passa Fernando Martinho/Repórter Brasil Mais

Seguranças, armados e fardados, se revezam na "portaria", que só funciona das 6h às 18h Fernando Martinho/Repórter Brasil Mais

Ponte improvisada para alcançar a comunidade Aldeia, distante 80 km de Cachoeira Fernando Martinho/Repórter Brasil Mais

Comunidades relatam ameaças no interior da Bahia

Últimos álbuns de Notícias

UOL Cursos Online

Todos os cursos