Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.uol.com.br/album/2018/07/04/comunidade-em-tocantins-resiste-as-plantacoes-de-soja.htm
  • totalImagens: 23
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20180704040000
    • Notícias [35976];
Fotos

O Projeto Campos Lindos foi implementado no final da década de 1990 com o objetivo de transformar toda a serra do Centro em uma grande zona produtora de soja. Na foto, entressafra da soja mostra "as veias abertas" de um solo exaurido Márcio Isensee Sá/Repórter Brasil Mais

Plantação de soja se perde no horizonte. Embora gere riqueza para os produtores, o ciclo da soja não melhora a situação da população local em Campos Lindos, onde há um dos piores IDHs (Índice de Desenvolvimento Humano) do Brasil Márcio Isensee Sá/Repórter Brasil Mais

Charlivan Miranda Lopes, 20, sobe na palmeira para colher o fruto da bacaba. O consumo e manejo da floresta é uma das caracteristicas das comunidades que habitam a serra do Centro, em Tocantins Márcio Isensee Sá/Repórter Brasil Mais

Charlivan Miranda Lopes, 20, que colhe o fruto da bacaba. O consumo e manejo da floresta é uma das caracteristicas das comunidades que habitam a serra do Centro, em Tocantins Márcio Isensee Sá/Repórter Brasil Mais

Lusio Teles, 64, mostra cerca de divisão de propriedade. Com a chegada do projeto de soja, novos limites tiveram que ser absorvidos pelos colonos Márcio Isensee Sá/Repórter Brasil Mais

Lusio Teles planta mandioca em sua propriedade Márcio Isensee Sá/Repórter Brasil Mais

Em mutirão, planta-se mandioca com fertilização de cinzas de pequenas áreas queimadas, em sistema de rodízio para que a vegetação e o solo se regenerem, no que é conhecido na região por "roça de toco" Márcio Isensee Sá/Repórter Brasil Mais

Vista da propriedade de Lusio Teles, onde é possível observar o cerrado ainda preservado na região com cadeia de serras ao fundo Márcio Isensee Sá/Repórter Brasil Mais

Lusio Teles, 64, mostra documento que comprova o pagamento do Imposto Territorial em 1947. Segundo ele, seu avô pagou pela terra por toda a sua vida, mas o problema fundiário persiste até hoje Márcio Isensee Sá/Repórter Brasil Mais

Garota de nove anos em frente a casa de pau a pique, com estrutura de madeira e telhado da folha da piaçava Márcio Isensee Sá/Repórter Brasil Mais

Criação de animais na serra do Centro, em Tocantins Márcio Isensee Sá/Repórter Brasil Mais

Ailton Soares Lima usa a água do rio do Centro para consumo de sua família, mas evita na época de chuvas pela contaminação pelos venenos das lavouras de soja Márcio Isensee Sá/Repórter Brasil Mais

Nicole, 5, e Mirela, 3, brincam às margens do rio do Centro. A segurança da qualidade da água está comprometida pelo excesso de utilização de veneno nas lavouras de soja Márcio Isensee Sá/Repórter Brasil Mais

Alzira Miranda de Oliveira, 68, anda na mata perto de sua casa. Dez anos atrás esta mesma área era um roçado e hoje se regenera com árvores frondosas e espécies nativas Márcio Isensee Sá/Repórter Brasil Mais

Pedro Dias de Oliveira, 64, corta a casca de pau-brasil. Os colonos possuem grande conhecimento no manejo da flora local e utilizam tanto para alimentação quanto para fins medicinais Márcio Isensee Sá/Repórter Brasil Mais

Pedro Dias de Oliveira, 64, olha para o pouco que restou do cerrado no nordeste de Tocantins Márcio Isensee Sá/Repórter Brasil Mais

Retrato da família de Raimundo Ribeiro da Silva, diante de sua casa em serra do Centro, em Tocantins Márcio Isensee Sá/Repórter Brasil Mais

Raimundo Ribeiro da Silva é um dos colonos da comunidade de serra do Centro, em Tocantins Márcio Isensee Sá/Repórter Brasil Mais

Francisco Dias Barbosa, 80. Conhecido como Chico Carro, é da família com mais antigos registros de ocupação da região, por volta de 1922. Descendente dos índios canelas, ele conta que sua família se espalhava por uma distância de mais de 10 km Márcio Isensee Sá/Repórter Brasil Mais

Rosa Moreira da Silva, conhecida como Rosa Boiote, foi expulsa da Serra do Centro e vive em chácara na zona periférica de Campos Lindos Márcio Isensee Sá/Repórter Brasil Mais

José Itamar Marcelo dos Reis, 52, na colheita da mandioca Márcio Isensee Sá/Repórter Brasil Mais

Hildete de Lira Borges, 58, descasca a mandioca como parte do processo para fazer a farinha. Além do consumo próprio, a venda da farinha é uma fonte de renda para as famílias da região Márcio Isensee Sá/Repórter Brasil Mais

Antonio Marcelo de Brito, um dos camponeses da serra do Centro, em Tocantins, que perdem espaço para a monocultura da soja Márcio Isensee Sá/Repórter Brasil Mais

Comunidade no Tocantins resiste às plantações de soja

Últimos álbuns de Notícias

UOL Cursos Online

Todos os cursos