UOL Notícias Notícias
 

02/05/2002 - 14h56

Flor mais fedorenta do mundo abre em Londres

Mariana Timóteo da Costa

A maior e mais malcheirosa flor do mundo desabrochou esta semana nos Kew Gardens, o Jardim Botânico de Londres, atraindo milhares de visitantes.

Chamada de Titan arum (Amorphophallus titanium), a flor foi descoberta pelo biólogo italiano Odoardo Beccari em 1878, na ilha de Sumatra, Indonésia.

Uma vez desabrochada, ela mede três metros e pode pesar até 75 quilos. O auge da flor ocorreu entre esta quarta e quinta-feira. A expectativa dos Kew Gardens é que 50 mil pessoas vejam a flor.

A Titan Arum ficará de pé apenas até o fim desta semana.

Sementes

A flor, cultivada a partir de sementes doadas por um colecionador do Estado da Flórida, nos Estados Unidos, foi cultivada por pelo menos um ano nos Kew Gardens.

"Nesta quinta-feira, ela foi polinizada por insetos e em breve dará origem a uma fruta vermelha gigante em relação às frutas vermelhas convencionais", contou à BBC Brasil o horticultor Mike Marsh, dos Kew Gardens.

Mau cheiro

Além do tamanho, a Titan arum surpreende pelo mau cheiro que exala, em decorrência de uma série de processos químicos que ocorrem no interior da flor.

"Como ela é polinizada basicamente por moscas, que espalham seu pólen para que a planta, e depois a flor, cresçam em outros locais, a Titan arum desenvolveu um mecanismo natural para atrair moscas", explica o especialista.

Este mecanismo é o mau cheiro. Uma mistura de ovo e carne estragada, que pode ser sentido ainda na entrada da estufa na qual a enorme flor encontra-se nos Kew Gardens.

O cheiro mais forte ocorre em dois momentos: quando a porção feminina da flor está preparada para a polinização, e depois quando a parte masculina está pronta para espalhar seu pólen.

Cientistas que analisaram o cheiro exalado pela flor indentificaram no aroma dois compostos químicos à base de enxofre. Compostos similares foram detectados em ovo estragado.

"Além de bonita, a flor surpreende pelo cheiro. Nós ficamos metendo nosso nariz lá para sentirmos mais. É muito diferente. Ontem (quarta-feira), disseram que estava pior", contou Jeany Kall, que visitou os Kew Gardens nesta quinta-feira.

"Pena que a gente só pode observar esta maravilha de anos em anos, e por tão pouco tempo", lamentou Francis Healey.

"Nunca vi nada parecido", completou Earl Earlstone, que viajou dos Estados Unidos para Londres acompanhado pela mulher, Carolyn, e se disse "maravilhado com a flor.

Mike Marsh diz que a flor é relativamente fácil de florescer. Mas o processo é longo, podendo levar mais de um ano. O último florescimento de uma Titan arum nos Kew Gardens ocorreu em 1996.

Estufa

De acordo com o especialista, os horticultores e biólogos do Kew obtiveram este ano excelentes condições para o crescimento da flor: calor e umidade, assim como às existentes em Sumatra.

"Já temos algumas árvores a partir das quais a flor pode crescer. Vamos ver se no ano que vem proporcionamos ao público outro espetáculo como este", explica Marsh.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,11
    3,339
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,30
    61.087,14
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host