UOL Notícias Notícias
 

13/01/2006 - 08h27

Mortos no Hajj ainda estão sendo identificados

da BBC, em Londres
Peregrinos na Arábia Saudita que se perderam de parentes e amigos na confusão que resultou em mais de 340 mortes no ritual de apedrejamento dos pilares do Fertival de Hajj, estão percorrendo hospitais e necrotérios em busca de notícias.
Cerca de 60 pessoas vindas de diferentes partes da Ásia foram mortas e vários peregrinos da região continuam desaparecidos, mas podem apenas ter se perdido na confusão.

O governo paquistanês confirmou que pelo menos 30 dos mortos eram peregrinos vindos do país. Um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores acredita que o máximo de mortos de nacionalidade paquistanesa chegue a 35. Cerca de 150 mil muçulmanos do Paquistão foram à peregrinação de Meca este ano.



Continua...

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,18
    3,096
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,86
    63.521,34
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host