UOL Notícias Notícias
 

14/01/2006 - 07h21

Líder checheno defende poligamia no país

da BBC, em Londres
O governo da Chechênia disse que a poligamia deveria ser permitida no país, por causa da falta de homens causada pela guerra.
O primeiro-ministro interino, Ramzan Kadyrov, que é pró-Rússia, disse que a poligamia "é necessária para a Chechênia porque temos a guerra, e temos mais mulheres do que homens".

A lei russa estabelece a monogamia, mas a tradição islâmica permite que um homem tenha até quatro esposas.



Continua...

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,68
    3,129
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,71
    64.308,39
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host