UOL Notícias Notícias
 

01/02/2006 - 11h04

Jornal francês republica charges do profeta Maomé

da BBC, em Londres
O jornal francês France-Soir republicou nesta quarta-feira uma série de caricaturas de Maomé que sugerem que o profeta islâmico seria um terrorista.

Os desenhos já haviam sido publicados por um diário dinamarquês e causaram revolta entre os muçulmanos.

Com a manchete "Temos o direito de fazer caricaturas de Deus", o France-Soir dedicou boa parte de sua primeira página a uma das charges, que retrata quatro deuses (budista, judaico, cristão e muçulmano) ao redor de uma nuvem.

O deus cristão diz: "Não reclame, Muhammad (Maomé), nós todos tivemos nossas caricaturas publicadas aqui".

As outras foram publicadas dentro do jornal, que diz que nenhum dogma religioso deve se impor em uma sociedade secular.

Dinamarca

Na terça-feira, os escritório do jornal dinamarquês Jyllands-Posten, o primeiro a publicar os desenhos em setembro de 2005, tiveram de ser evacuados devido a uma ameaça de bomba.

O jornal disse que não teve intenção de insultar o Islã, que proíbe qualquer representação física tanto do profeta Maomé como de Alá.

Devido à publicação dos desenhos, a Líbia disse estar fechando sua embaixada na Dinamarca, e a Arábia Saudita chamou de volta ao país o seu embaixador.

O governo dinamarquês lamentou as 12 caricaturas, mas recusou se envolver, citando liberdade de expressão.



Continua...

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h57

    0,09
    3,336
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,84
    61.272,22
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host