UOL Notícias Notícias
 

08/02/2006 - 15h33

Chirac condena republicação de charges de Maomé

da BBC, em Londres
O presidente da França, Jacques Chirac, condenou como "clara provocação" as decisões de republicar as charges com a imagem do profeta Maomé em jornais europeus.
Chirac afirmou que a liberdade de expressão é um dos pilares da França, mas que não pode ser abusada. Ele pediu tolerância e que todas as crenças sejam respeitadas.

"Qualquer assunto que possa atingir convicções de outras pessoas, principalmente convicções religiosas, deveria ser evitado", disse ele. "Liberdade de expressão precisa ser exercida com responsabilidade. Condeno toda manifestação provocativa que possa perigosamente aguçar paixões."



Continua...

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,75
    3,173
    Outras moedas
  • Bovespa

    18h21

    -0,13
    76.891,84
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host