UOL Notícias Notícias
 

14/02/2006 - 12h53

Ex-assessor de Mao assina carta contra censura na China

da BBC, em Londres
Um grupo de ex-funcionários de alto escalão do Partido Comunista chinês, incluindo um ex-assessor de Mao Tse Tung, divulgou uma carta aberta protestando contra a crescente censura no país.
O grupo denunciou o fechamento de um suplemento semanal investigativo e afirma na carta que apenas um regime totalitário necessita deste tipo de restrições.

A suspensão do suplemento semanal Bingdian, que era parte do China Youth Daily e ficou conhecido pelas reportagens sobre corrupção no governo, foi considerada um "incidente histórico" pelo grupo de políticos da velha guarda, que alertaram sobre os perigos de impedir a liberdade de expressão em um país em transição política.



Continua...

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,40
    3,181
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    2,01
    70.011,25
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host