UOL Notícias Notícias
 

14/03/2006 - 20h47

Ahmed Saadat era o militante mais importante sob custódia dos palestinos

da BBC, em Londres
Ahmed Saadat, 52, havia assumido o cargo de secretário-geral da Frente Popular para a Libertação da Palestina (FPLP) há pouco tempo quando foi preso em conexão com a morte do ministro do Turismo israelense, Rehavam Zeevi, em 2001.
O ataque que matou Zeevi foi uma represália pelo assassinato do predecessor de Saddat, Abu Ali Mustafa, por Israel.

Saadat foi preso no início de 2002 e é a figura política mais importante mantida na prisão pela Autoridade Palestina.



Continua...

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,18
    3,096
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,86
    63.521,34
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host