UOL Notícias Notícias
 

19/04/2006 - 19h10

Corte de ajuda ameaça estabilidade palestina, diz ONU

da BBC, em Londres
A ONU afirmou que os palestinos enfrentam uma situação difícil devido ao corte de ajuda de outros países depois que o grupo militante palestino Hamas assumiu o governo.

Segundo a ONU a pobreza vai aumentar muito e a situação de segurança pode ficar muito instável se ocorrer um corte total na ajuda à Autoridade Palestina.

Israel paralisou a transferência mensal de impostos que coleta para a Autoridade Palestina depois que o grupo militante Hamas venceu as eleições parlamentares. União Européia e Estados Unidos suspenderam a ajuda direta por causa da posição do grupo em relação a Israel – o Hamas não aceita a existência de Israel.

Agora, o grupo está buscando ajuda da Rússia e países islâmicos.

Ameaça

A ONU diz que um quarto da população palestina depende de salários pagos pelo governo.

Se estes pagamentos pararem, a ONU afirma que poderá ocorrer um grande aumento da pobreza.

Educação, saúde e serviços sociais serão afetados. Se os sistemas de esgoto e coleta de lixo entrarem em colapso a saúde pública também será afetada, diz a entidade.

Os piores efeitos seriam sentidos na segurança se os membros das forças de segurança palestina não forem pagos.

Até o momento este foi apenas um alerta. Os salários palestinos foram pagos no mês passado, pelo menos em parte. Crises financeiras não são estranhas ao governo desorganizado da Autoridade Palestina.

Mas, a ONU acredita que o atual governo da Autoridade Palestina poderá passar por uma crise financeira mais séria que as precedentes.



Continua...

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    -0,94
    3,108
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    0,51
    63.853,77
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host