UOL Notícias Notícias
 

11/06/2006 - 07h25

Suicídio em Quantánamo é 'ato de guerra', dizem EUA

da BBC, em Londres
Três prisioneiros na base militar americana na Baía de Guantánamo, em Cuba, morreram no que aparenta ter sido um pacto suicida, de acordo com as Forças Armadas dos Estados Unidos.
Os detentos foram encontrados mortos em suas celas na primeira hora deste domingo. Segundo os guardas da prisão, eles tentaram ressuscitar os presos, mas não conseguiram.

O comandante do campo, almirante Harry Harris, disse que as mortes são um "ato de guerra assimétrica", mas grupos de direitos humanos afirmam que esta foi uma medida de desespero dos detentos.



Continua...

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,12
    3,169
    Outras moedas
  • Bovespa

    18h20

    -0,90
    76.201,25
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host